Medicina Assistencial - 51 3584.4500 | Medicina do Trabalho - 51 3584.4550
prontomed@prontomed.com.br | medicinadotrabalho@prontomed.com.br
Informativos
A+
A-
Prontomed há 41 anos cuidando da sua saúde

O Prontomed comemora hoje (02/09), 41 anos de atividades no Vale do Sinos. Uma trajetória que dá orgulho para todos, já que a clínica é referência quando o assunto é medicina assistencial e do trabalho.

Fundada em 1976, a clínica disponibiliza mais de 27 especialidades médicas e diversos serviços internos e externos aos seus conveniados, além das unidades de Medicina e Segurança do Trabalho.

De acordo com o diretor do Prontomed, Dr. Reomar Frank, a história da clínica foi escrita dia após dia. “Passamos momentos difíceis, mas obtivemos muitas vitórias. Nossa união é a principal força que transforma o nosso trabalho em realidade. Sermos reconhecidos pelos clientes nos enche de orgulho e nos motiva para outros anos que virão”, disse.

Determinada a qualificar cada vez mais o atendimento e a prestação de serviços nas áreas da medicina assistencial e do trabalho, o Prontomed busca ampliar cada vez mais o relacionamento com seus clientes.

02 de setembro de 2017
Técnicas fáceis para relaxar e aliviar o estresse e a ansiedade

Ler é saudável, além de ser viciante e gostoso. A leitura favorece a concentração, uma pessoa que lê desenvolve mais neurônios do que uma que não tem esse hábito, também há mais sinapses ativas no cérebro das pessoas que leem. Além disso, é saudável pois ajuda a aliviar o estresse que é um fator de risco que afeta várias doenças perigosas.

Ler antes de dormir ajuda a desconectar-se, o corpo também associa a leitura com o sono, e, eventualmente, esse hábito vai atuar quase como um alarme para promover um melhor sono e acordar de manhã com mais energia.

Para realizar essa prática de uma forma saudável, aqui estão algumas dicas simples:

1 – Certifique-se de que você tem uma boa iluminação.

2 – Mantenha uma distância mínima para o livro, a medida de seu antebraço. Se você usar um e-book, manter cerca de 35-40 cm de distância dos olhos.

3 – Lembre-se de piscar, a concentração na leitura faz com que nossas piscadas sejam menos do que o habitual, por isso é bom fazer pausas de vez em quando. Se você usa lentes de contato, ter um cuidado especial com esse detalhe.

4 – Escolha o tamanho e o tipo de fonte adequada se estiver usando um e-book.

5 – Se você ler por muito tempo pode sofrer distúrbios relacionados a Síndrome de Fadiga Visual. Descanse os olhos, alternando sua visão entre um objeto perto e outro distante.

6 – Faça um exame visual anual para a prevenção e controle de problemas visuais. A visão correta permite que você goste mais de ler.

7 – Se você tem filhos, deve ficar atento a possíveis sintomas que indicam que pode haver um problema de visão: se eles leem muito perto dos livros, inclinam o pescoço ao ler ou esfregam os olhos com frequência.

Um dos principais cuidados que você deve ter ao ler é com a visão, para evitar a vista cansada e outros problemas de visão.

30 de agosto de 2017
5 dicas para acabar com a ansiedade após parar de fumar

Parar de fumar pode ser uma tarefa bem difícil, que nem todas as pessoas são capazes de fazer, pois na maioria das vezes, quando a pessoa tem um ataque de ansiedade ela acabam assumindo novamente o hábito. Então hoje você vai conhecer as melhores maneiras de aliviar a ansiedade, evitando que você retome o vício, você deve seguir essas dicas, e então perceberá os resultados rapidamente.

1. Faça exercícios

Vários estudos afirmam que os exercícios podem aliviar consideravelmente o estresse e a ansiedade. Isso também irá ajudar a impulsionar o produto químico do cérebro associado ao bem-estar. Tente fazer algo que você realmente gosta, como caminhar, nadar ou andar de bicicleta. Vale ressaltar que deve fazer a quantidade de exercícios que o seu corpo suporta, sem exageros.

2. Faça exercícios de relaxamento

Muitos exercícios de relaxamento são ótimos para ajudar aquelas pessoas que estão parando de fumar a evitar a ansiedade e o estresse. Você pode tentar fazer Yoga, relaxamento progressivo ou vários métodos de meditação. Além disso, você pode fazer exercícios de respiração quando você sentir ataques de ansiedade e uma vontade desesperada de fumar. Respire pelo nariz, inspire lentamente mantendo o ar em seus pulmões para 2 ou 3 segundos. Expire lentamente por cerca de 7 segundos para remover completamente o ar dos pulmões.

3. Tome um banho quente

Se a necessidade de fumar for inevitável, principalmente para aquelas pessoas que pararam de fumar a pouco tempo, uma boa dica para acabar com essa vontade é tomar um banho quente, isso vai te ajudar a manter a mente focada no pensamento de desistir e não ceder à tentação.

4. Substitua o cigarro

Quando você sentir vontade de fumar, coma doces sem açúcar ou frutas. Tudo depende da sua mente, você precisa ter a mente forte.

5. Esteja ciente de sua ansiedade

De acordo com diversos estudos, a falta de nicotina no organismo de uma pessoa que era fumante, pode aumentar a ansiedade e promover a depressão. Isso pode ser uma causa para que a pessoa retome o vício. Para evitar isso, quando você parar de fumar você deve ter em mente que esses ataques de ansiedade serão a prova de que seu corpo está se desligando da nicotina, por isso é importante que você sempre se lembre disso e tenha consciência de que é para o seu bem.

Como nós podemos ver, é possível fazer muitas coisas para evitar ataques de ansiedade comuns após parar de fumar. Se você parou de fumar, com certeza sabe como é difícil enfrentar esses momentos, só que isso faz um bem incrível para nossa saúde. Se você não parou ainda e busca uma maneira de conseguir isso, então siga essas dicas e deixe o cigarro de lado.

22 de agosto de 2017
Por que ler é saudável? Conheça os benefícios dessa prática

Ler é saudável, além de ser viciante e gostoso. A leitura favorece a concentração, uma pessoa que lê desenvolve mais neurônios do que uma que não tem esse hábito, também há mais sinapses ativas no cérebro das pessoas que leem. Além disso, é saudável pois ajuda a aliviar o estresse que é um fator de risco que afeta várias doenças perigosas.

Ler antes de dormir ajuda a desconectar-se, o corpo também associa a leitura com o sono, e, eventualmente, esse hábito vai atuar quase como um alarme para promover um melhor sono e acordar de manhã com mais energia.

Para realizar essa prática de uma forma saudável, aqui estão algumas dicas simples:

1 – Certifique-se de que você tem uma boa iluminação.

2 – Mantenha uma distância mínima para o livro, a medida de seu antebraço. Se você usar um e-book, manter cerca de 35-40 cm de distância dos olhos.

3 – Lembre-se de piscar, a concentração na leitura faz com que nossas piscadas sejam menos do que o habitual, por isso é bom fazer pausas de vez em quando. Se você usa lentes de contato, ter um cuidado especial com esse detalhe.

4 – Escolha o tamanho e o tipo de fonte adequada se estiver usando um e-book.

5 – Se você ler por muito tempo pode sofrer distúrbios relacionados a Síndrome de Fadiga Visual. Descanse os olhos, alternando sua visão entre um objeto perto e outro distante.

6 – Faça um exame visual anual para a prevenção e controle de problemas visuais. A visão correta permite que você goste mais de ler.

7 – Se você tem filhos, deve ficar atento a possíveis sintomas que indicam que pode haver um problema de visão: se eles leem muito perto dos livros, inclinam o pescoço ao ler ou esfregam os olhos com frequência.

Um dos principais cuidados que você deve ter ao ler é com a visão, para evitar a vista cansada e outros problemas de visão.

16 de agosto de 2017
Benefícios da atividade física para nosso psicológico

Fazer exercício não só tem benefícios físicos que afetam diretamente o corpo, esta atividade também é uma importante fonte de benefícios para a saúde mental. Sim, porque o exercício regular tem alguns benefícios psicológicos que vão muito além do que pensávamos… Confira-os, certamente será um incentivo para você tomar este bom hábito como rotina!

- Estresse: A rotina diária faz com que nossos problemas se acumulem não apenas em nossas mentes, mas em nossos músculos. A distração os movimentos físicos gerados pelo exercício ajudam a liberar a tensão pela diminuição dos níveis de estresse, ansiedade, depressão e mau humor em geral.

- Agilidade mental: O exercício aumenta o fluxo de oxigênio para o cérebro, de modo a impulsionar o seu poder intelectual e incentivar uma maior concentração, capacidade de aprendizagem e memória.

- Autoestima: Cumprir seus objetivos e se sentir melhor fisicamente fazendo algo pela sua saúde são sentimentos muito positivos que tornam a sua satisfação e confiança em si mesmo maiores.

- Bem-estar: O esporte é uma das melhores maneiras de liberar endorfinas, os hormônios que produzem sentimentos de prazer para o corpo e a mente.

Entretenimento: Não há melhor maneira de se divertir e esquecer as preocupações, do que enquanto você está beneficiando seu corpo e mente. O exercício é definitivamente um passatempo que você pode praticar individualmente ou em equipe.

São inumeráveis os benefícios dos exercícios físicos para a saúde em geral, assim como os motivos para começar essa ótima e divertida maneira de cuidar da saúde.

Você só deve escolher a atividade física ideal para que você se mantenha motivado com ela e não a abandone depois de um tempo.

08 de agosto de 2017
15 Alimentos Para Controlar a Pressão Alta

A pressão arterial é a força aplicada pelo sangue nas paredes das artérias quando o coração bombeia o sangue.

Se a pressão arterial permanece elevada ao longo do tempo, pode levar a outros problemas de saúde, como doenças coronárias, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca, insuficiência renal, dentre outras.

A pressão arterial alta se desenvolve ao longo dos anos e afeta grande parte da população mundial, inclusive causando um numero elevado de óbitos.

Apesar de assustar e ser uma doença crônica, a hipertensão é facilmente detectável e pode ser controlada através de uma dieta balanceada e com a pratica de exercícios físicos.

Causas e Sintomas

Você está com hipertensão quando sua pressão arterial esta em muitos momentos da sua vida acima de 14/9.

As principais causas da hipertensão são algumas doenças, gravidez, certos medicamentos, obesidade, alimentação rica em sódio, tabaco, estresse, dentre outros.

Os sintomas de pressão arterial incluem fortes dores de cabeça, náuseas, vômitos, tonturas, fadiga, alteração da visão e momentos de confusão.

Existem medicamentos que ajudam a baixar a pressão arterial, a maioria deles possuem efeitos colaterais.

Porém é possível controlar a pressão alta naturalmente, e uma das opções é comer os alimentos certos.

Dito isto, veja nossa lista de alimentos para controlar a pressão alta.

1. Abacates

 Abacates são ricos em potássio, que é necessário para manter a sua pressão arterial em níveis aceitáveis. Além de potássio o abacate fornece outros minerais, vitaminas, gordura monoinsaturada e fitonutrientes.

2. Espinafre

 Este é um alimento rico em ácido fólico, que é útil para diminuir o risco de hipertensão. Vegetais folhosos verdes possuem baixas calorias e fornece potássio e magnésio necessários para manter o nível de pressão sanguínea em níveis adequados.

3. Leite desnatado

 O leite desnatado entra nessa lista devido ao fato de conter cálcio e vitamina D. Estes

4. Feijão

O feijão é altamente nutritivo e rico em fibras solúveis. Além de possuírem magnésio e potássio, que são excelentes para a redução da pressão arterial elevada.

 5. Alho

O alho contém enxofre e tem propriedades anti-inflamatórias. Eles ajudam a remover os depósitos de gordura nas artérias e prevenir doenças coronárias.

6. Bananas

As bananas são uma fonte rica em potássio e, consequentemente, ajudam a reduzir a pressão arterial e o risco de acidente vascular cerebral. Por serem pobres em sódio, acabam sendo um alimento ideal para as pessoas com pressão arterial elevada.

7. Amêndoas

 Amêndoas contêm proteína e gordura saudável. A boa gordura ajuda a baixar o nível de colesterol e também reduz a pressão sanguínea elevada. Além de ajudar a prevenir doenças cardiovasculares e diabetes.

8. Azeite

O azeite de oliva contém antioxidantes conhecidos como polifenóis, que tem o poder de combater os radicais livres. A polifenóis evitam a oxidação do colesterol LDL.

Quando ocorre a oxidação do colesterol LDL, ele fica depositado sobre as paredes arteriais, causando um aumento da pressão arterial.

O azeite de oliva também contém ácido oleico que reduz a pressão arterial.

9. Tomates

 Os tomates são ricos em licopeno, um antioxidante natural que protege o corpo contra os efeitos prejudiciais dos radicais livres.

Licopeno e carotenóides presentes no tomate ajudam na redução da pressão arterial e na prevenção do risco de doenças cardíacas associadas.

10. Aipo

O aipo contém um composto especial denominado 3-n-butil ftalato, que relaxa os músculos dos vasos sanguíneos. Isto ajuda a reduzir a pressão sanguínea.

Ele contém minerais como potássio, cálcio e magnésio, que também ajudam a reduzir a pressão arterial.

11. Chocolate

 Chocolates contêm cacau, que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos, causando redução na pressão arterial. É necessário o uso de chocolates que contêm, pelo menos, 70% de cacau em sua composição.

12. Salmão

 Salmão contém ômega-3 e ácidos graxos EPA, que ajudam a reduzir  inflamações, uma das principais causas da pressão arterial.

Este peixe de água fria é rico em proteínas e tem baixo teor de gordura, tornando-se extremamente benéfico para pessoas com pressão arterial alta.

13. Sementes de linhaça

 Esta semente contém mais ômega-3 do que os salmões, também fornecem ômega-6. A linhaça possuem propriedades anti-inflamatórias e também ajuda a reduzir a pressão arterial.

14. Batatas

Eles são ricas em potássio e magnésio, necessários para a boa saúde do coração. Se o seu nível de potássio for baixo, seu corpo vai reter mais sódio, levando a uma alta da pressão arterial.

15. Melancia

Melancia também contém o fitonutriente carotenóide,  licopeno, que dá o tom avermelhado a alguns alimentos. É importante para a saúde cardiovascular, uma vez que tem benefícios anti-inflamatórios e antioxidantes.

A citrulina presente na melancia ajuda a relaxar a musculatura lisa ao redor das artérias, garantindo o livre fluxo de sangue, portanto, reduzindo a pressão arterial.

Visitas ao médico

Se você tem sintomas de pressão alta, é necessário verificar a sua pressão arterial regularmente. Uma dieta voltada a prevenção da hipertensão, pode lhe poupar de alguns aborrecimentos futuros.

Faça mudanças no seu estilo de vida, inclua esses alimentos para controlar a pressão alta em sua alimentação diária e comece a praticar exercícios físicos, nem que seja uma simples caminhada.

Para maximizar seu tratamento, procure um medico de sua confiança.

02 de agosto de 2017
Alimentos que Combatem a Cárie

Não é nada agradável ter que se privar de coisas gostosas como biscoitos e doces. Mas quando se trata da cárie, nossas escolhas em matéria de comida têm um papel muito importante. Há alimentos que fazem mal aos dentes, enquanto outros possuem nutrientes essenciais que os conservam fortes e saudáveis. Para combater a cárie, dê preferência aos seguintes alimentos:

Cálcio

O cálcio é um ingrediente nobre na prevenção da cárie, principalmente para crianças em fase de crescimento. Uma grande fonte de cálcio são o leite e seus derivados, como iogurte e queijo, e ele não fica depositado na gordura do alimento, o que faz do leite desnatado e do iogurte light ótimas opções. Outras opções são verduras verdes, como brócolis e couve chinesa, peixe, amêndoa, castanha-do-pará e feijão.

Frutas, Fibras e Hortaliças

A ingestão de alimentos ricos em fibras aumenta o fluxo de saliva, o que por sua vez aumenta a produção de defesas minerais que combatem a cárie. Grandes fontes de fibra são as frutas secas, como damasco, uva passa e figo, e as frutas frescas, como banana, maçã e laranja. Outras opções são leguminosas e verduras, como feijão, couve de bruxelas, ervilha, amendoim, amêndoa e farelo de trigo.

Grãos Integrais

São ricos em vitamina B e ferro, importantes para a saúde da gengiva. Os grãos integrais também possuem magnésio, um ingrediente muito importante para os ossos e dentes, fora o fato de serem muito ricos em fibra. Farelo de trigo, arroz integral e cereais integrais e massas feitas com cereal integral são excelentes fontes de grãos integrais.

26 de julho de 2017
Os 7 Sinais de Deficiência de Vitamina K

A Vitamina K tem um papel importante no corpo, ela ajudar na coagulação do sangue prevenindo sangramento excessivo. A deficiência de vitamina K é rara em adultos. No entanto, as pessoas com doença hepática, doença pancreática, doença celíaca, bulimia, doença inflamatória intestinal, pessoas em dietas rigorosas, pessoas com má absorção ou pessoas que tiveram cirurgias abdominais estão em um risco mais elevado. Certas drogas podem também aumentar o risco da deficiência da vitamina k, tais como certos antibióticos ou medicamentos anti-coagulantes. Pessoas que usam drogas anti-coagulantes deve ser cuidadosa sobre o consumo extras de alimentos ou suplementos rico em vitamina K, uma vez que pode interferir na saúde. Na verdade, se você estiver tomando qualquer tipo de medicação, é melhor perguntar ao seu médico se não há problema em completar com vitamina K. A seguir estão alguns sinais e sintomas de deficiência de vitamina K.

Sangramento Menstrual Intenso: Nas mulheres, o sangramento menstrual intenso é um sinal de potencial de uma deficiência de vitamina K.

Sangramento das Gengivas: Quando o corpo possui uma deficiência de vitamina K, ocorrem sangramento nas gengivas, este dever ser um sinal de alerta.

Sangramento no Nariz: Os sangramentos de nariz são mais um sinal de redução da capacidade de coagulação do sangue do corpo.

Sinal de hematomas no Corpo: A Ocorrência de hematomas é um possível sinal de deficiência de vitamina K. Em pessoas com doença celíaca, uma condição que inibe a absorção de vitaminas, portando, quando ocorre o aparêncimento de hematomas podem ser o único sinal da doença. Depois que as pessoas adquirir a doença celíaca, deve-se ter uma dieta livre de glúten. Geralmente os hematomas devem pára.

Vasos sanguíneos frágil: Quando os vasos sanguíneos se quebram, podem também ser um sinal de deficiência de vitamina k.

Sangramento na urina: A presença de sangue na urina pode indicar uma baixa capacidade de coagulação do sangue como um resultado de uma deficiência de vitamina K.

Sangramentos Intenso Por Ferida: Se há uma deficiência de vitamina K, o sangue vai escorrer de um ferimento ou durante um procedimento cirúrgico por causa da falta de capacidade de coagulação do sangue do corpo.

Quais São os Alimentos Ricos em Vitamina K?

O Uso de vitamina K através de injeções ou suplementações orais é definitivamente uma opção, mas a adição de alimentos específicos em sua dieta vai ajudar a manter os níveis desejados de vitamina K em seu corpo. A seguir estão alguns dos alimentos com alta quantidade de vitamina K:

- Couve-de-bruxelas cozida

- Brócolis cozidos

- Couve-flor

- Acelga cozida

- Espinafre

- Alface

- Cenoura

- Aspargos

- Ovo cozido

20 de julho de 2017
Dieta para reduzir o ácido úrico

Alimentação é a principal armas contra os altos níveis de ácido úrico no sangue, condição que pode levar à gota.

Dor articular intensa com calor e vermelhidão, principalmente no dedão do pé, é uma das principais manifestações da gota, doença que provoca inflamação nas articulações pela deposição de cristais de ácido úrico nelas. Mas você sabia que é possível controlar e até prevenir essa doença por meio da alimentação?

Produto final do metabolismo das purinas – elas são o resultado da quebra de aminoácidos presentes nas proteínas do organismo e nos alimentos – o ácido úrico circula no sangue, está presente nas articulações e é eliminado predominantemente pelos rins.

Quando há um aumento na ingestão, na produção ou na diminuição da excreção do ácido úrico que circula no sangue, ocorre a hiperuricemia – o nível limite de ácido úrico que dá início à deposição dos cristais nos tecidos é de 6,8 mg/dl.

A principal consequência da hiperuricemia é a gota, mas nem todas as pessoas desenvolvem a doença, apesar de terem o ácido úrico aumentado. O clínico e cardiologista Antônio Carlos Till, explica que algumas condições que favorecem o aparecimento da doença são a idade, a presença de hipertensão arterial, a obesidade, o colesterol aumentado e o consumo de álcool.

11 de julho de 2017
Os 10 Benefícios do Azeite de Oliva Para Saúde

Azeite de Oliva é extraído a partir das azeitonas utilizado na culinária, em medicamentos, cosméticos, sabonetes e para outros fins variados. O Azeite de Oliva um excelente gosto e aroma, além de oferece uma série de benefícios para a saúde e nutrientes. O Azeite de Oliva é amplamente utilizado na preparação de massas, peixe, saladas e carne.

Valor Nutricional do Azeite de Oliva: É rico em calorias e fornece cerca de 900 calorias por 100 gramas de sua ingestão. Ele é uma excelente fonte em gorduras, principalmente ácidos graxos monoinsaturados, comumente conhecido como MUFA, o azeite de oliva também contém polifenóis, ômega-3 e triglicérides ésteres.

Azeite de Oliva Previne Doenças Cardíacas: Os ácidos gordos monoinsaturados presentes no Azeite de Oliva ajudam na redução do colesterol mau (LDL) no corpo, reduzindo assim o bloqueio de artérias e formação praga. Ele também ajuda na redução da coagulação do sangue. O Azeite de Oliva é também uma boa fonte de antioxidantes como fenóis e Vitamina E que por sua vez ajudam a manter o coração forte e funcionando corretamente.

Azeite de Oliva previne o Câncer: Rico em Omega-3, auxilia na prevenção do câncer e reduzir a taxa de crescimento de células do câncer no corpo. Além disso, o Azeite de Oliva também é rico em antioxidantes e vitaminas que ajudam na redução da mutação de células e também evita que os radicais livres ataquem o DNA.

Benefícios do Azeite de Oliva Para Pele: O azeite extra virgem é benéfico para a pele. Ele possuir Vários antioxidantes, como Vitamina A e Vitamina E que ajudam na luta contra os radicais livres que danifica as células da pele. Eles têm propriedades anti-inflamatórias e podem reduzir rugas e o envelhecimento precoce da pele. Ele também podem ser usado como um hidratante por causa das suas propriedades hidrófilas, que ajudam na formação de uma camada protetora sobre a pele.

Mistura açúcar, sal ou mel com azeite podem ser usado como um esfoliante para o rosto, uma vez que ajuda a esfoliação da pele. As células mortas são removidas e que ajuda a remover a obstrução dos poros, Portanto sua pele ficará mais lisa e brilhante.

Azeite de Oliva Ajuda no Crescimento do Cabelo: O Azeite de Oliva é muito benéfico para o cabelo. Ele é Amplamente utilizado nos cabelos secos e no tratamento do couro cabeludo, o Azeite de Oliva mostrou-se também ser eficaz contra as pontas duplas e a Caspa. A Massagem com óleo de oliva ajuda a acelerar o crescimento do cabelo e ainda deixam mais brilhante e macio.

Benefícios do Azeite de Oliva Para Cérebro: A perda de memória é comum depois de uma certa idade. A Presença de gorduras monoinsaturadas no Azeite de Oliva ajudam a diminuir as chances de déficit cognitivo. É recomendado o consumo de 3 colhe de sopa de Azeite de Oliva diariamente. Portanto, o Azeite de Oliva ajuda na luta contra muitos problemas relacionados ao cérebro como desequilíbrio do teor de água e no desequilíbrio das funções do sistema nervoso.

Azeite de Oliva protege contra a Diabetes: A Diabetes tipo 2 ocorre durante a infância e por causa do obesidade, sedentarismo e hereditário da família. O Azeite de Oliva é rico em antioxidantes, vitaminas e ferro que por sua vez ajuda na prevenção de diabetes. As Gorduras mono-insaturadas presente no Azeite de Oliva ajuda a estimular a secreção de hormona chamada glucagon que mais contribui para aumentar a taxa de secreção de insulina no pâncreas. O Azeite extra virgem ajudam a reduzir o nível de açúcar no sangue e também as inflamações no sistema que destrói as células beta produtoras de insulina no pâncreas.

Outros Benefícios do Azeite de Oliva:

• O Azeite de Oliva ajuda na redução da pressão arterial.

• O Azeite de Oliva Ajuda no combate a agregação de plaquetas.

• O Azeite de Oliva possuir Dois polifenóis, o tirosol e hidroxitirosol que ajudam na construção de ossos e fortalecê-los.

• O Azeite de Oliva é bastante benéfico contra vários problemas digestivos e prevenir a constipação. 

05 de julho de 2017
Como evitar fraturas por estresse

Exercício em excesso pode levar a lesões. Para não ter de parar, siga essas dicas. As fraturas por estresse são lesões comuns por excesso de treino e podem levar muito tempo para cicatrizar completamente. A Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos dá as seguintes dicas para ajudar a reduzir os riscos:

- Defina metas de exercícios, com aumento gradual de intensidade e duração;

- Experimente fazer um treinamento cruzado, ou seja, treine outras modalidades aeróbias enquanto          descansa de sua atividade principal, para evitar pressão demasiada sobre uma área específica do corpo;

- Siga uma dieta equilibrada e nutritiva, rica em cálcio e vitamina D. A carência de vitamina D não é notada e pode comprometer a saúde;

- Use tênis de corrida com amortecimento suficiente;

- Certifique-se frequentemente se o equipamento desportivo não está desgastado;

- Pare de se exercitar e descanse por alguns dias se notar inchaço ou dor.

27 de junho de 2017
Movimentar o corpo é importante para evitar dores ao longo da vida

Com o passar dos anos, as pessoas vão ficando mais velhas e costumam reclamar cada vez mais de dores no corpo. Segundo a reumatologista Evelin Goldenberg, isso acontece porque há um desgaste natural das articulações e cartilagens, que favorecem as dores. Se o corpo fica parado, o risco desses problemas ao longo da vida é muito maior e, por isso, a dica é sempre se movimentar o máximo possível e fazer atividade física, diz Evelin. Uma das maneiras de fazer isso é a dança. Problemas na coluna, inclusive, costumam ficar muito mais visíveis no verão já que as pessoas usam roupas mais leves e mostram mais o corpo. Estima-se que 80% das pessoas terá dor nas costas em algum momento da vida e, em alguns casos, a culpada é a escoliose - no entanto, a maioria dos casos não causa dor ou incômodo. Evelin explica que a dor nas costas é um sintoma de uma série de doenças, desde problemas na coluna, como hérnia de disco, ou em outras partes no corpo, como pedra nos rins, disfunção na ATM ou até endometriose. Por isso, é sempre importante investigar.

22 de junho de 2017
Não deixe a menopausa derrubar você

Medidas simples no dia a dia ajudam a atravessar melhor o período de transformação no corpo e na vida da mulher. A menopausa é uma montanha russa de sensações para algumas mulheres, que experimentam uma série de emoções, incluindo alterações de humor, medo, depressão e irritabilidade. O site womenshealth.gov sugere essas ações para ajudar a aliviar o mau humor associado à menopausa:

  •  Certifique-se de dormir o suficiente todas as noites e mantenha uma rotina regular de sono e vigília. Hormônios influenciam o sono feminino.
  • Limite a quantidade de atividades que você pode assumir. E encontre formas de ajudar a gerenciar o estresse. Faça o teste: Você está estressada?
  • Exercite-se pelo menos 30 minutos quase todos os dias da semana.
  • Procure apoio dos amigos ou grupos de aconselhamento.
  • Converse com seu médico sobre os medicamentos e as opções de terapia para ajudá-la a controlar os sintomas da menopausa.

 Relaxe lendo um livro ou ficando algum tempo em silêncio

13 de junho de 2017
Saiba quais são as causas da hipertensão e as doenças associadas a ela

Entre os principais causadores da doença estão o cigarro, o sedentarismo, a obesidade e o álcool. Atualmente, no Brasil, um em cada três adultos tem pressão arterial elevada

Silenciosa, a hipertensão vai chegando aos poucos, sem que a pessoa perceba.

Suas consequências, no entanto, são alarmantes. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pressão alta é responsável por 45% dos ataques cardíacos e 51% dos acidentes vasculares cerebrais. E o número de hipertensos não para de crescer. Hoje, no Brasil, um em cada três brasileiros em idade adulta sofre com a pressão arterial elevada.

De acordo com pesquisa do Ministério da Saúde, o índice de pacientes com idade entre 18 e 24 anos é de 8% contra 50% para a faixa etária acima de 55 anos. O diagnóstico de hipertensão é maior em mulheres (25,5%), do que em homens (20,7%). Entre os principais causadores da doença estão o cigarro, o sedentarismo, a obesidade e o álcool.

Doenças Associadas

- Demência Senil

- Acidente Vascular Cerebral – AVC

- Hipertrofia e Insuficiência Cardíaca

- Insuficiência Renal

07 de junho de 2017
Prevenindo o estresse infantil

Antes de falar sobre o estresse infantil é importante definir o que chamamos de estresse. Esse termo tornou-se bastante popular, e hoje, quando estamos cansados, nervosos ou esgotados, logo dizemos que é estresse. A realidade é que o estresse é isso e muito mais.

Sintomas como inapetência, irritação, queda no rendimento escolar, ansiedade, agressividade, isolamento, entre outros, indicam um quadro de estresse infantil. Vários fatores podem contribuir para o seu aparecimento, como por exemplo: brigas na família, dificuldade de adaptação na escola, mudanças repentinas de rotina, excesso de cobranças e competitividade, intolerância à frustração, excesso de atividades extracurriculares, etc.

Mas afinal, o que é estresse infantil?

O estresse é uma reação emocional diante de situações difíceis ou extremamente excitantes, provocando desequilíbrio físico e emocional. Pode ser desencadeado por fatores internos (personalidade, pensamentos e atitudes) ou fatores externos (família, escola ou rotina).

É possível prevenir o estresse infantil?

Sim, com certeza. Mas antes de tudo vale a máxima: "filho de peixe, peixinho é". Pais estressados tendem a ter filhos estressados, a atitude dos pais diante dos problemas ensina aos filhos como enfrentá-los.Tenha consciência de que você é o maior exemplo que o seu filho tem, e dá a ele o exato padrão de comportamento que este tenderá a repetir.

Não sobrecarregue a criança com atividades. Ajude-a a escolher as que mais lhe agradam e fique atento para que o espaço do descanso, da brincadeira e do estudo sejam preservados. A individualidade da criança deve ser respeitada.

Cada criança tem seu próprio ritmo, não compare seu filho com os irmãos ou com o filho do vizinho. Tenha paciência e priorize sempre a qualidade, não a quantidade. O diálogo é sempre o melhor caminho. Converse, escute a criança e compreenda suas dúvidas, medos e conflitos. Não banalize seus sentimentos ou seu sofrimento. Lembre-se de que este é o universo dela.

Evite a superproteção. Desenvolver a independência e autonomia é fundamental para que a criança aprenda que pode enfrentar e resolver os seus problemas. Crianças demasiadamente poupadas não são preparadas para enfrentar o mundo.

Lembre-se: crianças não são adultos em miniatura. Não transfira para os filhos responsabilidades que não são deles. Questões conjugais devem ser resolvidas sem o envolvimento das crianças.

E, por fim, não vincule o afeto ao desempenho da criança. Muita cautela ao estabelecer trocas na base da punição ou recompensa, você pode estar mostrando ao seu filho que o valor está no que ele faz e não em quem ele é.Na dúvida, procure um profissional especializado.Educar é uma grande aventura e, como em toda aventura, devemos ficar atentos aos nossos passos e aos caminhos que escolhemos.

Autora: Sabrina Martinelli - Psicologia na Infância e Adolescência.

02 de junho de 2017
Cinco alimentos que fortalecem o sistema imunológico

Você sofre de resfriados e gripes com mais frequência do que gostaria? Existe uma maneira de evitá-los sem recorrer a remédios ou vitaminas extras.

Uma mudança na alimentação pode ser suficiente para acabar com os resfriados recorrentes. Alguns alimentos fortalecem a defesa do organismo para combater doenças e vencer a batalha contra bactérias e vírus.

"Uma dieta equilibrada que inclua legumes, frutas e outros produtos naturais é a melhor maneira de fornecer ao sistema imunológico vitaminas e minerais que vão fortalecê-lo", disse à BBC Emma Williams, da Fundação Britânica de Nutrição.

 Aqui está uma lista de cinco alimentos que ajudam a combater os invasores do corpo.

Moluscos

Moluscos contêm zinco, componente essencial do sistema imunológico celular

Esses animais marinhos, entre eles mariscos, ostras e lulas, contêm zinco, um componente essencial do sistema imunológico celular.

No entanto, é importante ter em mente que o excesso dessa substância pode inibir o mecanismo de defesa do organismo contra a doença.

A quantidade diária recomendada de zinco para as mulheres é entre 4 e 7 miligramas e para homens é entre 5 e 9 mg.

Iogurte

Produtos lácteos fermentados têm "bactérias boas". Assim como outros produtos lácteos e fermentados, esse alimento tem probióticos, também conhecidos como "bactérias boas". Ainda segundo o mesmo documento, as "bactérias boas" também ajudam a prevenir infecções vaginais, do trato urinário e também a acelerar a recuperação de certas infecções intestinais, como a síndrome do intestino irritável.

Alho

O alho tem propriedades capazes de combater infecções e vírus. Em testes laboratoriais, os investigadores descobriram que o alho tem propriedades que permitem combater a infecção, as bactérias, vírus e fungos.

Cereais

A vitamina B6 é encontrada em cereais como o trigo e a aveia. Vários estudos científicos sugerem que a deficiência de vitamina B6 - encontrada na aveia, no germe de trigo e de arroz - diminui a resposta do sistema imunológico. Quantidades moderadas de cereais para complementar o nível de deficiência de vitamina B6 restaura o funcionamento do sistema imunológico.

Frutas cítricas

A vitamina C pode ajudar com que a gripe seja mais rápida e menos grave. De acordo com um artigo da National Library of Medicine, os resfriados de pessoas que consomem regularmente a vitamina C, presente em frutas cítricas, podem durar menos tempo e os seus sintomas nesses casos são geralmente menos graves.

30 de maio de 2017
O que é AIDS?

Aids é uma doença que ataca o sistema imunológico devido à destruição dos glóbulos brancos (linfócitos T CD4+). A Aids é considerada um dos maiores problemas da atualidade pelo seu caráter pandêmico (ataca ao mesmo tempo muitas pessoas numa mesma região) e sua gravidade.

O HIV pode ser transmitido pelo sangue, esperma e secreção vaginal, pelo leite materno, ou transfusão de sangue contaminado. O portador do HIV, mesmo sem apresentar os sintomas da Aids, pode transmitir o vírus, por isso, a importância do uso de preservativo em todas as relações sexuais.

Sabendo disso, você pode conviver com uma pessoa portadora do HIV ou da Aids. Pode beijar, abraçar, dar carinho e compartilhar do mesmo espaço físico sem ter medo de pegar o vírus da Aids.

Quanto mais respeito e carinho você der a quem vive com HIV/Aids, melhor será a resposta ao tratamento, porque o convívio social é muito importante para o aumento da auto-estima das pessoas e, consequentemente, faz com que elas cuidem melhor da saúde.

Entendendo a Ansiedade

O termo "ansiedade" tem várias definições nos dicionários não técnicos: aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, relação com qualquer contexto de perigo, entre outros.

Levando-se em conta o aspecto técnico, devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, e que tornar-se patológico, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).

A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário, impedindo reações.

Causas

Os transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento do corpo e às experiências de vida.

A pessoa pode se sentir ansiosa a maior parte do tempo sem nenhuma razão aparente ou pode ter ansiedade apenas às vezes, mas tão intensamente que se sentirá imobilizada. A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador) por causa do desconforto que sentem.

Sintomas de Ansiedade

Os transtornos da ansiedade têm sintomas muito mais intensos do que aquela ansiedade normal do dia a dia. Eles aparecem como:

  • Preocupações, tensões ou medos exagerados (a pessoa não consegue relaxar)
  • Sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer
  • Preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho
  • Medo extremo de algum objeto ou situação em particular
  • Medo exagerado de ser humilhado publicamente
  • Falta de controle sobre pensamentos, imagens ou atitudes, que se repetem independentemente da vontade
  • Pavor depois de uma situação muito difícil.
24 de maio de 2017
Hiperventilação – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos
Hiperventilação é uma condição em que você respira muito rápido ou profundamente. Normalmente, a Hiperventilação ocorre com ansiedade. O excesso de temperatura pode causar desequilíbrios nos níveis de oxigênio e dióxido de carbono em seu sangue. Esses desequilíbrios podem fazer você se sentir ofegante, tonto, leve, confuso ou fraco.
Para algumas pessoas, a Hiperventilação é rara. Isso ocorre apenas como uma resposta ocasional e em pânico ao medo, ao estresse ou a uma fobia. Para outros, esta condição ocorre como uma resposta a estados emocionais, como depressão , ansiedade ou raiva. Quando a Hiperventilação é uma ocorrência freqüente, é conhecida como síndrome de Hiperventilação.
A Hiperventilação também é conhecida como:
- Respiração profunda rápida (ou rápida);
- Sobre respiração;
- Taxa respiratória (ou respiração) – rápida e profunda.
 
Causas da Hiperventilação: Existem muitos fatores que podem levar à Hiperventilação. Esta condição mais comumente resulta de ansiedade, pânico, nervosismo ou estresse. Muitas vezes, assume a forma de um ataque de pânico. Outras causas incluem:
- Sangramentos;
- Uso de estimulantes;
- Overdose de drogas ( overdose de aspirina, por exemplo);
- Dor forte;
- Gravidez;
- Infecção nos pulmões;
- Doenças pulmonares, como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou asma;
- Condições cardíacas, como um ataque cardíaco;
- Cetoacidose diabética (complicação de açúcar no sangue elevado em pessoas com diabetes tipo 1);
- Ferimentos na cabeça;
- Viagens para elevações acima de 6.000 pés;
- síndrome de Hiperventilação.
 
Sintomas da Hiperventilação: Você já sabe que a respiração rápida é o sintoma primário. Além disso, você também pode sentir sentimentos de ansiedade, tonturas, formigamento ou dormência nos pés, mãos ou boca, e uma freqüência cardíaca irregular. Os sintomas tendem a durar entre 20-30 minutos e podem causar maior ansiedade durante um ataque. Outros sintomas incluem suspirar, bocejar e o que se chama de fumaça de ar, precisando respirar e sentir como se não pudesse obter ar suficiente em seus pulmões.
 
Você também pode experimentar alguns outros sintomas que muitas pessoas não associam à Hiperventilação. Estes incluem dores de cabeça, inchaço, eructo, transpiração, visão turva, dificuldade em concentrar-se ou até mesmo desmaie-se.
18 de maio de 2017
Alcalose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Alcalose é o estado em que os fluídos do corpo ficam muito alcalinos, ou seja, com pH superior a 7,45. Ocorre principalmente quando há excesso de bases (compostos alcalinos) no sangue. É um estado contrário à acidose, em que os fluidos corporais se tornam mais ácidos. Estar com Alcalose ou acidose reflete no equilíbrio do pH do corpo, o que pode causar desequilíbrios no corpo.

A Alcalose pode refletir no equilíbrio do corpo como um todo, por isso, diante dos sintomas é importante consultar um médico. Além disto, existem vários tipos de Alcalose, tais como: Alcalose metabólica, Alcalose respiratória, Alcalose hipoclorêmica, Alcalose hipocalêmica e Alcalose compensada.

Sintomas da Alcalose: Alguns dos sinais e sintomas mais comuns da Alcalose incluem:

- Contração muscular;

- Irritabilidade;

- Confusão;

- Espasmos musculares tetânicos ou prolongados;

- Tremor nas mãos;

- Náuseas e vômitos;

- Sensação de cabeça leve.

Às vezes, a Alcalose pode ser acompanhada por sintomas mais severos e talvez até alarmantes. É importante procurar ajuda de emergência, no caso de uma pessoa que sofre de Alcalose tem dificuldade em respirar, recebe convulsões ou perde a consciência.Às vezes, a Alcalose pode ser acompanhada por sintomas mais severos e talvez até alarmantes. É importante procurar ajuda de emergência, no caso de uma pessoa que sofre de Alcalose tem dificuldade em respirar, recebe convulsões ou perde a consciência.

Diagnósticos da Alcalose: Poderia haver muitos fatores que levaram à Alcalose, inclusive seguindo diariamente uma dieta alcalina alta. No entanto, existem também alguns benefícios da dieta alcalina, para o corpo humano. Portanto, é importante seguir uma dieta, que contém apenas as quantidades certas de alimentos alcalinos e não um excesso.

Algumas ou outras causas de Alcalose são:

- Condições que causam vômitos excessivos, onde o corpo perde ácido clorídrico, juntamente com o outro conteúdo no estômago;

- Casos graves de diarreia, por causa do qual o corpo perde fluido básico;

- Uma ingestão excessiva de bicarbonato de sódio, principalmente para aliviar o ácido estomacal;

-Perda de ácido carbônico, que ocorre com respiração rápida.

09 de maio de 2017
Como Acabar com a Enxaqueca com 4 Dicas Simples

A Enxaqueca ou dor de cabeça que pode vir acompanhada de uma série de sintomas, como náusea, vômito e até sensibilidade à luz, atinge entre 2% e 3% da população brasileira.

Entre essas pessoas, 1 em cada 10 sofre com a forma crônica do problema, que é crises em pelo menos metade dos dias de um mês. A Enxaqueca é uma dor de cabeça primária, o que significa que ela não acusa uma doença séria de saúde, mas pode ser incapacitante ou prejudicial ao cotidiano das pessoas. Então confira Como Acabar com a Enxaqueca com 4 Dicas Simples:

Repouse Mais: Quem está passando por uma crise séria de Enxaqueca deve se afastar do trabalho. Algumas pessoas creem que a Enxaqueca não passa de “frescura”, mas muitas entendem que a Enxaqueca é um distúrbio sério. Converse com seu chefe e colegas de trabalho para que eles compreendam sua condição.

Se a Enxaqueca costuma atacá-lo durante o trabalho, tente eliminar os fatores que a provocam. Reduza o estresse, diminua as luzes do ambiente de trabalho até um nível confortável, traga petiscos que possam repor seus níveis de glicose no caso de uma baixa repentina e programe-se para fazer pausas mais frequentes.

Quando não for possível tirar uma folga, tente fazer uma pausa e se isolar em alguma sala tranquila, de preferencia escura. Tenha sempre consigo algum medicamento que alivie as dores da Enxaqueca, para os casos em que você não puder deixar o trabalho para tratar da crise de Enxaqueca. Um atestado médico pode ajudá-lo se as pessoas não forem compreensivas com sua condição.

Tome Mais Banhos Mornos: Na hora do banho desligue a luz e feche a porta para que ninguém atrapalhe seu sossego. Feche os olhos, inspirando e expirando calmamente. Se você vai usar uma banheira, pode adicionar sais de banho, óleos essenciais ou cápsulas de banho que não tenham um cheiro muito forte (o aroma de alguns desses produtos até induz o relaxamento). Velas também dão um toque especial. Além de Acabar com a Enxaqueca, o banho também ajudará você a relaxar.

Se Esconda: A luz intensa, em alguns casos até mesmo a luz moderada, e ruídos podem provocar ou agravar a Enxaqueca. Além disso, os pacientes ficam muito sensíveis a tais estímulos durante uma crise de Enxaqueca. Assim que notar a chegada da Enxaqueca, sente-se num ambiente escuro e quieto até o alívio dos sintomas. Se isolar desses fatores pode diminuir sua percepção da gravidade da Enxaqueca.

Faça uso do Óleo Essencial de Lavanda: Pesquisadores descobriram que a lavanda diminui a dor, causa pela Enxaqueca. Para que você faça uso desse óleo é simples, pegue uma pequena quantidade de óleo puro de lavanda, que pode ser encontrado à venda em lojas de produtos naturais ou de suplementos, e esfregue-o nas regiões em que a dor se manifesta e nas têmporas. Também é possível vaporizá-lo num queimador de óleo para espalhar seu cheiro no ar. Outros óleos também podem ser muito uteis, como os óleos essenciais de gengibre e hortelã.

Seja Mais Rápido: A maioria das medidas que você pode tomar para minimizar a Enxaqueca funcionarão melhor se forem realizadas logo que surgirem os sintomas. Algumas crises respondem bem a medicamentos administrados nas primeiras 2 horas, e podem não demonstrar nenhuma melhora se o medicamento for usado depois disso.

04 de maio de 2017
Os 7 Hábitos que Ajudam a Combater o Refluxo

O refluxo apesar de ser uma doença que atinge inúmeras pessoas ao redor do mundo, nem sempre as vítimas vão em busca de tratamento, justamente por considerarem um problema comum. Entretanto, o refluxo pode atrapalhar até mesmo as atividades mais corriqueiras, uma vez que gera incômodos contínuos, comprometendo a qualidade de vida. Então, que tal conhecer maneiras práticas de afastar essa sensação de “vai e vem”?

Hora de Detectar: Antes de começar a mudar os seus hábitos em busca de maior bem-estar, é fundamental procurar orientação médica, a fim de obter uma avaliação precisa sobre o quadro apresentado. O diagnóstico correto dos distúrbios motores do esôfago e a medicação adequada por tempo determinado é uma das maneiras de tratar o refluxo. Agora, confira Os 7 Hábitos que Ajudam a Combater o Refluxo.

Alimentação em Foco: Alimentação saudável é uma dos principais hábitos que ajudam a combater o refluxo. Além disso, que frutas, legumes e verduras são benéficos para a saúde não é novidade, certo? Contudo, o que talvez nem todas as pessoas saibam é que manter uma alimentação equilibrada também ajuda quando o assunto é distúrbios gástricos. O consumo de produtos gordurosos e industrializados pode aumentar até mesmo as chances de desenvolvimento de câncer de estômago. Exatamente por isso que a palavra-chave para manter o bem-estar é moderação, dando preferência aos ingredientes naturais.

Mastigue Bem os Alimentos: Mastigar bem os alimentos é uma das formas naturais que ajudam a combater o refluxo. Além disso, se você é daquelas pessoas que comem rápido demais, sem dar atenção à mastigação, cuidado! Essa atitude é capaz de causar os mais variados problemas gastrointestinais, uma vez que a falta de mastigação correta passa a sensação de menor saciedade, contribuindo para que o consumo de alimentos seja maior, o que contribui com a azia. É com a mastigação que o mecanismo de saciedade é acionado, fazendo, portanto, com que a ingestão calórica seja mais equilibrada durante a alimentação. Se a pessoa se alimenta com calma, é ativado o mecanismo de saciedade e, com isso, ela se satisfaz com uma menor quantidade de alimento.

Mantenha Uma Rotina: Ter sempre uma rotina é um hábito que ajuda a combater o refluxo. Sabe aquela história de que é preciso se alimentar a cada três horas? Isso não é apenas “papo de nutricionista”, pois esse costume garante que doenças oportunistas fiquem longe. Isso porque, ao passar muitas horas com o estômago vazio o suco gástrico se acumula e pode voltar, irrigando o final do esôfago – caracterizando o conhecido refluxo. Então, o ideal é fazer pequenos lanches entre as refeições principais, consumindo frutas ou barras de cereais, por exemplo.

Livre-se de Vícios: Livrar-se dos vícios é uma forma saudável que ajuda a combater o refluxo. Além disso, um cigarro carrega mais de 4 mil substâncias tóxicas, ou seja, ele é garantia de problemas. Além de ser o responsável por doenças pulmonares, também facilita o surgimento do refluxo, pois a nicotina presente no produto causa a diminuição da contração do estômago, dificultando o processo digestivo. Ter uma dieta pobre em gorduras e evitar o consumo de álcool ou de cigarro protege o organismo contra problemas gastrointestinais.

Faça as Pazes Com a Balança: Além de prevenir doenças como infarto, diabetes e colesterol alto, o controle do peso também é fundamental na hora de afastar a sensação de azia e ajuda a combater o refluxo. Isso acontece porque o sobrepeso aumenta a pressão no abdômen e no estômago, fazendo com que o suco gástrico passe com maior facilidade para o esôfago.

Durma Bem: Dormir bem é um dos hábitos que ajudam a combater o refluxo. Espere duas horas para se deitar após fazer sua refeição. Essa atitude protege o organismo contra o refluxo, pois ao ficar na horizontal, a pressão dentro do abdômen aumenta de maneira natural. Caso a pessoa esteja de barriga cheia e já tenha predisposição ao refluxo, o risco do alimento passar do estômago para o esôfago é maior.

27 de abril de 2017
Cárie Dentária – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

A Cárie Dentária e cavidades estão entre os problemas de saúde bucal mais comuns do mundo. Estes problemas são mais frequentemente vistos em crianças, adolescentes e adultos mais velhos. No entanto, qualquer pessoa pode obter cavidades e a Cárie Dentária.

A deterioração ocorre geralmente devido a uma infecção bacteriana que provoca a desmineralização e da destruição dos tecidos duros nos dentes. Certos fatores podem aumentar o risco de contrair a Cárie Dentária, incluindo alimentos que se agarram aos seus dentes por um longo tempo, lanches frequentes ou bebidas, má higiene oral, não recebendo quantidade suficiente de flúor, boca seca, aparelhos dentários sem a higienização correta. Distúrbios alimentares como anorexia e bulimia também podem contribuir para graves problemas dentários, devido a purga repetido.

O que é a Cárie Dentária: A Cárie Dentária é uma outra forma de denominar a deterioração do dente. A deterioração do dente é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo – o que come, como cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental de uso. A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes para se deteriorarem. Embora a Cárie Dentária seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de Cárie Dentária são:

Cárie Coronária: É o tipo mais comum. Ocorre tanto em criança como em adultos. A Cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Cárie Radicular: À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Cárie Recorrente: A deterioração pode ocorrer em volta das restaurações e coroas existentes. Isto porque estas áreas tendem a acumular placa, que acabam levando à deterioração.

Causas da Cárie Dentária: As bactérias estão presentes naturalmente na boca. Elas transformam todos os alimentos, especialmente açúcar e amido, em ácidos. As bactérias, os ácidos, os resíduos de comida e a saliva se juntam na boca e formam uma substância pegajosa chamada placa, que adere ao dente.

Ela é mais proeminente nos molares traseiros, logo acima da linha da gengiva em todos os dentes, e nas bordas das obturações. A placa que não é removida dos dentes se mineraliza formando tártaro. A placa e o tártaro irritam as gengivas, resultando em gengivite e, por fim, a Cárie Dentária e até mesmo a periodontite.

Sintomas da Cárie Dentária: Durante muito tempo a Cárie Dentária evoluiu assintomaticamente. Normalmente a Cárie Dentária só provocam dor de dente quando crescem muito e afetam os nervos (principalmente após ingerir alimentos ou bebidas doces, quentes ou frios); mau hálito e/ou fraturas no dente. Se não for tratada, a Cárie Dentária pode dar origem a um abscesso ósseo ou mesmo à perda do dente. Os sinais mais chamativos da Cárie Dentária é pontos escuros ou orifícios visíveis nos dentes, geralmente também de cor escura.

Tratamentos Para a Cárie Dentária: Uma avaliação do modelo tradicional de atendimento odontológico mostra que o tratamento restaurador apresenta muitos problemas e que, com o tempo, tende a gerar ainda mais necessidades restauradoras, como o tratamento da Cárie Dentária. Contudo, a Odontologia está mudando rapidamente.

A compreensão científica e a postura dos pacientes estão fazendo com que os dentistas adotem uma abordagem crescentemente menos invasiva no controle de Cárie Dentária e nos procedimentos restauradores. Preferivelmente, devemos lidar com a Cárie Dentária como realmente uma doença. Isto requer um comprometimento maior para o controle bacteriológico e o aumento da resistência dos dentes. Para uma efetiva prevenção contra a Cárie Dentária.

20 de abril de 2017
Erisipela – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

A Erisipela, conhecida também como linfangite estreptocócica, é uma infecção bacteriana da pele, produzida pela bactéria Streptococcus pyogenes, que se dissemina pelos vasos linfáticos até atingir o tecido subcutâneo e gorduroso.

Na maioria dos casos, a lesão tem limites bem definidos e aparece mais nos membros inferiores. Embora menos frequente, ela pode localizar-se também na face e está associada à dermatite seborreica.

Constituem grupo de risco para a infecção pessoas com excesso de peso, portadoras de Diabetes não compensado, de insuficiência venosa nos membros inferiores, as cardiopatas e nefropatas com inchaço nas pernas, as imunossuprimidas ou com doenças crônicas debilitantes.

Muitas vezes, essa doença é associada à celulite infecciosa devido à semelhança entre elas. Seu modo de contaminação se dá quando uma bactéria ultrapassa a pele por meio de uma ferida. Então, confira a Erisipela:

Como Contrai: Através de lesões diversas a bactéria Streptcoccus pyogenes consegue penetrar no corpo humano. Micoses causadas por fungos, como as frieiras, por exemplo, servem de porta de entrada para a infecção. Assim como machucados, arranhões, bolhas, cortes, lesões em cutículas e picadas de inseto.

A Erisipela geralmente é causada por bactérias do tipo Streptococcus pyogenes ou Haemophilus influenzae e, mais raramente, por Streptococcus aureus, os quais penetram no corpo por meio de pequenos ferimentos, como picadas de insetos, frieiras, lesões de unhas, etc. Ou outras soluções de continuidade maiores na pele (úlceras, lacerações, etc.). A Erisipela não é transmitida diretamente de pessoa a pessoa.

Sintomas: O início é súbito e vem acompanhado de febre e de calafrios. Cerca de 24 horas após a infecção uma placa eritematosa, dolorida e quente começa a surgir. Os membros inferiores são os mais agredidos, em especial as pernas.

A lesão tende a ser única e extensa, progredindo em média 15 cm a partir do centro. Vesículas e bolhas flácidas com conteúdo translúcido são observadas em alguns casos. Portanto, os principais sintomas de uma Erisipela são:

- Vermelhidão e dor na região afetada;

- Inchaço local;

- Rápida progressão da lesão;

- Bolhas e feridas, em alguns casos;

- Mal estar generalizado;

- Febre;

- Aumento dos gânglios da região.

- Caso não Tratada Devidamente, Pode Ocasionar:

- Trombose;

- Gangrena;

- Infecção sanguínea generalizada;

- Infecções dos ossos e articulações;

- Erisipela cerebral.

Tratamento: O tratamento da Erisipela é feito com antibióticos. Dependendo da gravidade da infecção, o médico a tratará com antibiótico oral ou intravenoso. Descanso na cama com as pernas elevadas também é importante.

Anticoagulantes são indicados para pacientes com risco de tromboembolia venosa. A porta de entrada para a doença também requer tratamento. Para pacientes com recorrência, terapia antibacteriana de longo prazo pode ser necessária.

Dicas Finais: - Quando lavar os pés, enxugue bem entre os dedos, evitando as frieiras que são portas de entrada para as bactérias;

- Proteja com curativos quaisquer ferimentos, especialmente nos membros inferiores;

- Tente manter seu peso corporal dentro dos limites ideais, ou seja, mantenha o seu índice de massa corporal (IMC) entre 18,5 e 25 kg/m²;

- Para as pessoas que apresentam edema nas pernas, as meias elásticas podem representar uma grande ajuda.

11 de abril de 2017
Como Evitar uma Infecção Urinária

Como Evitar uma Infecção Urinária é uma dúvida comum no cotidiano de muitas mulher, então para sanar todas essas duvidas vamos lhe mostrar Como Evitar uma Infecção Urinária. Além disso, se você sente algum incômodo na hora de fazer xixi, não ignore esse sintoma, pois isso pode ser Infecção Urinária. Aprenda a se prevenir do mal para evitar complicações

Sentir urgência para urinar, dor, ardência, e xixi esbranquiçado são sinais que podem indicar uma Infecção Urinária, que atinge 1 em cada 5 mulheres no mundo, pelo menos alguma vez na vida, segundo o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos. E por causa da anatomia do corpo feminino, que tem ânus, vagina e uretra muito próximos, as mulheres são as mais afetadas pela Infecção Urinária, mas também existem casos em homens e crianças que são vitimas da Infecção Urinária.

A Infecção Urinária se manifesta sobretudo quando o organismo está com a imunidade baixa, o que facilita a proliferação de micro-organismos. As bactérias se aproveitam da situação e sobem pela uretra até atingir a bexiga, os ureteres e os rins. Em quase 90% das vezes a bactéria Escherichia coli, que habita o intestino, é a culpada pelo surgimento da Infecção Urinária.

Por isso, é tão importante fazer corretamente a higiene íntima, limpando sempre da vagina em direção ao ânus. Não é preciso esperar acontecer o mal para se cuidar. Você pode blindar o seu organismo contra a Infecção Urinária, adotando estes hábitos saudáveis.

Para evitar uma infecção urinária não segure a urina:

- Evite ficar intervalos maiores que 4 horas sem urinar. A urina parada na bexiga facilita a proliferação de bactérias.

- Algumas pessoas com quadros frequentes de infecção respiratória alta, principalmente de garganta, nariz ou ouvido, acabam fazendo uso frequente de antibióticos, muitas vezes de forma desnecessária, já que boa parte dessas infecções são provocadas por vírus.

O uso indiscriminado de antibióticos durante a vida pode alterar a composição normal da flora bacteriana vaginal, facilitando a ocorrências de Infecção, como candidíase, ou Infecção Urinária. O uso frequente de antibióticos também pode selecionar as bactérias dos intestinos, criando cepas resistentes, o que leva ao aparecimento de Infecção Urinária multirresistente aos antibióticos habituais.

- Uma frutinha da família das amoras, chamada cranberry ou oxicoco, parece ser eficaz na prevenção da Infecção Urinária. A fruta pode ser consumida como suco ou através de cápsulas já amplamente comercializadas. Ainda não existem evidências inequívocas da eficácia dessa fruta, mas como mal não faz, a maioria dos médicos acaba indicando o seu uso para Evitar uma Infecção Urinária.

- Use roupas leves ou roupas que não deixe a região genital muito úmida pelo suor. A pele úmida e abafada por muito tempo debaixo de roupas que não permitem a circulação do ar favorece a proliferação de bactérias, ajudando assim no surgimento da Infecção Urinária, então para que você possa Evitar uma Infecção Urinária a recomendação é favorecer o uso de roupas mais folgadas.

- A ingestão de líquido mantém a urina mais diluída e faz com que o paciente sinta necessidade de urinar com mais frequência, ajudando a expelir bactérias que estejam no trato urinário. Esta simples ação faz com que você possa Evitar uma Infecção Urinária.

- Lavar com água e sabão a região anal e perineal logo antes do ato sexual ajuda a reduzir a quantidade de enterobactérias que possam ser empurradas em direção à vagina. Enterobactérias essas que podem dar inicio a um quadro de Infecção Urinária.

- A Infecção Urinária não é uma doença sexualmente transmissível, mas o ato sexual por si só produz atrito, o que leva à irritação da região genital e ajuda a espalhar as bactérias do períneo. O ato de urinar ao fim de cada relação ajuda a “lavar” a uretra, empurrando para fora as bactérias que possam ter migrado durante o sexo. O uso de camisinha não diminui o risco de Infecção Urinária pós-coito. Lembre-se, a bactéria não vem do parceiro.

- Produtos químicos, como perfumes, desodorantes ou talcos não devem ser usados nas partes íntimas, pois eles podem provocar irritação e até uma Infecção Urinária. As bactérias se aderem mais facilmente em locais onde a pele encontra-se irritada. Se a região ao redor da uretra estiver inflamada, as enterobactérias terão mais facilidade de colonizar o local. Então evite usar qualquer produto que seja à base de álcool ou tenha cheiro forte nesta região, para que você possa Evitar uma Infecção Urinária.

- A presença de umidade e sangue aumenta muito o risco de proliferação de bactérias que pode levar a uma Infecção Urinária. Não deixe o seu absorvente íntimo ficar cheio por muito tempo, principalmente se for um absorvente externo, que pode deixar a pele ao redor da uretra úmida e com sangue. Ainda há controvérsias entre os especialistas sobre qual tipo de absorvente é o mais perigoso, internos ou externos. Na dúvida, independente do absorvente usado, troque-o com frequência, assim você irá reduzir muito as chances de contrair uma Infecção Urinária.

- Como a Infecção Urinária é provocada por bactérias que vêm do períneo e da região anal, na hora que você for limpar o ânus ou a vagina com um papel higiênico, a direção deve ser sempre de frente para trás, ou seja, o papel passa primeiro na vagina e depois do ânus, nunca o contrário. O objetivo é não arrastar bactérias da região anal em direção à vaginal. Seguindo a mesma lógica, não se deve passar o mesmo papel duas vezes seguidas. Passe o papel uma vez. Se ainda precisar limpar mais, use um novo pedaço de papel, assim você irá evitar o surgimento de uma Infecção Urinária.

05 de abril de 2017
Fimose – Causas, Sintomas e Tratamentos

A fimose é uma condição em que o prepúcio é firmemente esticado em torno da cabeça do pênis e não pode ser puxado para trás livremente. A fimose pode ocorrer naturalmente. Por exemplo, em meninos menores de 4 anos, normalmente é difícil retirar o prepúcio. No entanto, em meninos e homens mais velhos, fimose é muitas vezes desencadeada por uma infecção sob o prepúcio (balanite) ou por outras condições médicas, como diabetes.

·  O prepúcio não retrátil está presente em cerca de 96% dos homens ao nascimento, que lentamente se torna retrátil quando chegam à adolescência.

·  O prepúcio não pode ser retraído completamente antes da idade de 5 e em alguns até adolescência.

·  As estatísticas dizem que 50% dos meninos não circuncidados têm preconceito retrátil até 1 ano de idade, 90% aos 3 anos, 92% aos 6 aos 7 anos e 99% à adolescência.

·  Prepúcio apertado pode ser causado devido a lesão ou infecção do prepúcio.

· Prepúcios apertados podem causar um balonismo ou explodir a pele ao passar urina.

· A tensão pode interferir com a passagem normal da urina e pode, em casos graves, causar retenção aguda da urina.

· Prepúcios apertados (não circuncidados na infância) podem causar tumores penianos.

Tipos de Fimose: Fimose pode ter vários graus, variando de I a IV, dependendo de quanto pode retrair o prepúcio, mas também podem ser classificados em 2 categorias:

Fimose Fisiológica: Um tipo de fimose que está presente desde o nascimento e é devido às aderências entre as camadas epiteliais do prepúcio interno e glande do pênis. O prepúcio não é retrátil. Isso é normal e não requer intervenção. A fimose se resolve com a idade. À medida que os machos crescem, essas aderências são dissolvidas com retração intermitente do prepúcio e ereções. As secreções granulares auxiliam no processo.

À medida que o prepúcio se retrai, pode haver uma acumulação de descarga branca chamada “esmegma”. Às vezes urina pode acumular sob o prepúcio causando um efeito de balão do pênis. Estes sintomas e a natureza geral não retráctil do prepúcio devem ser aceites como parte de um processo de crescimento normal. A retração forçada pode ser prejudicial às crianças e deve ser evitada. Pode levar a dor e sangramento ou fimose patológica.

Fimose Patológica: Um tipo de fimose que é adquirida ou desenvolvida devido a causas subjacentes como má higiene,

Causas da Fimose: Geralmente, fimose tem uma causa congênita. No entanto, as crianças e os adultos podem adquirir. Em lactentes geralmente uma consequência dos pais, higiene, removido à força do prepúcio, o que torna desenvolvido nos anéis fibrosos e balanoprepucial aderências, que são tecidos que conectam a glande e prepúcio, como o freio, mas que se desenvolvem é anormal. Além disso, outras causas também podem ser:

Falta de Higiene: Retirada vigorosa do prepúcio sobre o pênis da glande. Isto poderia levar a micro teares no orifício prepucial e cicatrizes.

Balanoposthitis: inflamação do prepúcio junto com glande do pênis.

Balanitis Xerotica obliterans (BXO) ou Líquen escleroso e atrófico: uma condição da pele que afeta a genitália masculina. Um anel esbranquiçado de tecido indurado é formado perto da ponta do prepúcio evitando a retração.

Catetização Repetida: Perda de elasticidade da pele e ereções infrequentes em homens idosos. Diabéticos não tratados leva a glicose residual na urina causando infecção prepúcio levando a fimose.

Balanite: inflamação da glande do pênis

Sintomas da Fimose: Fimose é uma alteração fácil de reconhecer, porque a nota sofredor que é muito difícil para retrair o prepúcio, e quando ele tenta sente dor. Como os sintomas também tem a sensação de tensão e desgaste quando uma ereção ocorre, e dificuldade para urinar. Às vezes, pode aparecer resíduos esbranquiçados na glande, que são devidos à falta de higiene na área, o que faz com que o acúmulo de esmegma, uma secreção que têm ambos os órgãos genitais masculinos e femininos.

Esse acúmulo de esmegma, e também a dificuldade e retenção ao urinar, geralmente como resultado traz infecções secundárias, como balanite, ou infecções do trato urinário. Você também pode desenvolver a inflamação da glande e dor generalizada, especialmente com a relação sexual.

Se o prepúcio não retrai apenas durante a ereção, mas pode ser removido manualmente sem dor ou a resistência não é um caso de fimose. Às vezes o prepúcio tem excesso de pele que faz com que seja para remover lo completamente tem que fazê-lo manualmente, mas não é fimose. Além desses sintomas, são encontrados também:

· Dor prepucial

· Incapacidade de retrair completamente o prepúcio sobre a glande

· Irritação na pele

· Infecções locais

· Cicatrização do prepúcio e sangramento

· Balonismo do prepúcio durante a micção – uma protuberância pode ser visto na ponta do pênis como urina se acumula sob o prepúcio.

· Dor ao urinar e fluxo urinário fraco: por vezes retenção urinária

· Presença de sangue na urina

· Episódios frequentes de infecções do trato urinário

· A abertura do meato é pequena

· Tecido na frente do prepúcio é branco e fibrótico

· Se a fimose ocorre devido a BXO, então é grave com estenose meatal e / ou lesões glanulares

· Pus do pênis em caso de balanopostite

· Dor durante a relação sexual

Graus de Severidade da Fimose: A severidade da fimose tem 6 graus. Eles são:

· Grau 0 – Full retratibilidade

· Grau 1 – Retração total mas apertado atrás da glande

· Grau 2 – Exposição parcial da glande

· Grau 3 – Retração parcial com meato apenas visível

· Grau 4 – Retração ligeira mas nem o meato nem a glande visíveis

· Grau 5 – Absolutamente nenhuma retração

 Como Diagnosticar a Fimose: Um exame físico do pênis e prepúcio deve ser suficiente para diagnosticar um prepúcio apertado. Às vezes, a não retração pode ser devido a um frênulo do pênis curto (uma faixa elástica de tecido que está conectado ao prepúcio e ajuda a contrair sobre a glande). Os médicos podem questionar se o pênis teve lesões ou infecções no passado ou se o prepúcio apertado afetou a atividade sexual.

Outros testes podem ser sugeridos em condições específicas. Exemplos são teste de urina e exame geral de sangue para excluir a infecção e para testar a presença de glicose (açúcar). Um swab da área do prepúcio para verificar a cultura bacteriana também pode ser tomada.

Tratamento da Fimose: Existem dois tipos de tratamentos para a fimose. O primeiro é para casos moderados, e envolve a aplicação de corticosteróides topicamente como um unguento. É aplicado duas vezes por dia no prepúcio e a glande que podem ser descobertos, e é realizado durante as semanas que o médico nos diz, geralmente entre 4 e 8. Os primeiros 7 dias é, sem mais, e a partir da segunda semana, eles vão por retrações leves, lentamente e sem dor, após a aplicação do creme.

A corticoterapia é usado em crianças com mais de 3 anos de idade, ou aquelas crianças cujas fimose tem causado uma infecção que deve ser tratada. A sua utilização não deve exceder o período indicado pelo médico , uma vez que o risco de danificar a área aplicada em que você executa. O médico irá monitorizar a aplicação dos exercícios de creme e de retração, e se não é nenhum progresso ou melhoria, pense na possibilidade de aplicar o segundo tratamento, cirurgia.

A cirurgia é que é fimose circuncisão, que envolve o corte da parte do prepúcio que cobre a glande. Esta é uma intervenção que não requerem hospitalização, e dura 30 a 40 minutos. Após a operação, que é necessária para realizar a cura e limpeza diária, e geralmente em 2 ou 3 semanas, a área deve ser totalmente recuperado . Se os adolescentes e adultos, que é não recomendado sexo até um mês após a intervenção. Não é também uma outra técnica cirúrgica para tratar a fimose chamado prepucioplastia, onde não há necessidade de remover a toda prepúcio, embora o uso de uma técnica ou outra dependerá de cada caso, na opinião do urologista.

29 de maro de 2017
Como Curar a Acne de Forma Rápida e Natural em Casa
Primeiro passo é determinar o tipo de acne que você possui é fundamental para você curar a acne de forma rápida e natural em casa. O tratamento dependerá bastante da gravidade da condição. Por mais que muitos casos sejam moderados, algumas vitimas das acnes desenvolvem nódulos ou cistos profundos que causam inchaço e cicatrizes, o que requer atenção médica. Os tipos mais comuns de acne são:
 
As Espinhas: Que ocorrem quando o excesso de sujeira ou óleo (sebo) fica preso sob a superfície da pele, formando uma massa branca e firme.
 
Os Cravos: Que ocorrem quando os poros se abrem, fazendo com que a sujeira e o óleo subam até a superfície da pele. A cor preta provém da oxidação causada pela reação do ar com a melanina presente no sebo.
 
As Pústulas: Que são lesões que se formam quando o excesso de sujeira e óleo fica preso sob a pele, causando inflamação, inchaço, irritação e vermelhidão, muitas vezes apresentando pus, um líquido amarelo composto por leucócitos (as hemoglobinas brancas) e bactérias mortas. Trata-se de uma resposta do organismo à inflamação ou infecção de um tecido.
 
Os Nódulos: Que são pústulas grandes e inflamadas profundas na pele.
 
Os Cistos: Que são pústulas dolorosas e repletas de pus que se formam nas camadas inferiores da pele e costumam originar cicatrizes.
 
Então, confira agora como curar a acne de forma rápida e natural em casa:
 
Procure por um produto não espumoso, que não contenha lauriléter sulfato de sódio, pois esse agente detergente pode causar irritação na pele, dificultando assim a cura da acne de forma rápida e natural. Muitos dos produtos de limpeza de pele não espumosos encontrados em farmácias não contêm agentes químicos abrasivos e utilizam apenas ingredientes naturais. Os sabões abrasivos e a esfoliação da pele pode irritá-la ainda mais, piorando a acne.
 
Evite as carnes que contêm hormônios e outras substâncias que possam prejudicar o equilíbrio hormonal de seu corpo, que consequentemente causaram a acne. Em vez disso, coma muitas fibras, frutas e vegetais, pois alimentos ricos em vitamina A, vitamina E, vitamina C e zinco reduzem a gravidade da acne através das propriedades anti-inflamatórias desses nutrientes. Alguns exemplo de fontes dessas vitaminas, são:
- Pimentão vermelho
- Couve
- Espinafre
- Folhas de amaranto
- Folhas de nabo
- Batata doce
- Abóbora
- Manga
- Toranja
 
Pare de tocar muito em seu rosto. A sujeira e as bactérias presentes nas mãos podem entupir os poros e piorar a acne. Se está com a pele irritada, não coce o rosto: utilize um lenço umedecido sem óleo para remover o excesso de sujeira e aliviar a pele. Não estoure as espinhas: você pode ficar com cicatrizes ou espalhar ainda mais as bactérias da acne.
Lave a pele utilizando as pontas dos dedos ao acordar e antes de dormir. Lembre-se de enxaguar a pele com água morna após a limpeza. Duas limpezas no dia devem ser suficientes, abra uma exceção apenas para quando você transpirar em excesso. A transpiração pode irritar sua pele, então a recomendação é que você lave-a assim que possível.
21 de maro de 2017
Conjuntivite – Sintomas, Causas, Transmissão e Tratamento
A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos Olhos) e o interior das pálpebras. Em geral, a conjuntivite ataca os dois Olhos, pode durar de uma semana a 15 dias e não costuma deixar sequelas. A conjuntivite pode ser aguda ou crônica, afetar um dos Olhos ou os dois.
 
Causas: A conjuntivite pode ser causada por reações alérgicas a poluentes ou substâncias irritantes (poluição, fumaça, cloro de piscinas, produtos de limpeza ou de maquiagem, etc.). A mais comum delas é a conjuntivite primaveril ou febre do feno, geralmente causada por pólen espalhado no ar. A conjuntivite pode ser causada, também, por vírus e bactérias. Nestes casos, a conjuntivite é contagiosa e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos, com a secreção ou com objetos contaminados.
 
Fatores de risco: Sim. Baixa imunidade e colocar as mãos sujas e/ou contaminada nos Olhos, e doenças que podem predispor como herpes doenças autoimunes ou virais.
 
Sintomas de Conjuntivite:
- Olhos vermelhos e lacrimejantes
- Pálpebras inchadas
- Sensação de areia ou de ciscos nos Olhos
- Secreção purulenta (conjuntivite bacteriana)
- Secreção esbranquiçada (conjuntivite viral)
- Coceira
- Fotofobia (dor ao olhar para a luz)
- Visão borrada
- Pálpebras grudadas quando a pessoa acorda.
 
Tratamento: Não existe tratamento específico para conjuntivite viral. Para diminuir os sintomas e o desconforto pode-se utilizar soro fisiológico gelado e compressas sobre as pálpebras, limpar os Olhos com frequência, ou ainda, usar colírios lubrificantes e lágrimas artificiais.
 
Algumas medidas podem ser tomadas para se evitar a propagação da conjuntivite viral:
- Lave suas mãos com frequência.
- Não coloque as mãos nos Olhos para evitar a recontaminação.
- Evite coçar os Olhos para diminuir a irritação da área.
- Lave as mãos antes e depois do uso de colírios ou pomadas.
- Ao usar, não encoste o frasco do colírios ou da pomada no olho.
- Evite a exposição à agentes irritantes (fumaça) e/ou alégenos (pólen) que podem causar a conjuntivite.
- Não use lentes de contato enquanto estiver com conjuntivite.
- Não use lentes de contato se estiver usando colírios ou pomadas.
- Não compartilhar lençóis, toalhas, travesseiros e outros objetos de uso pessoal de quem está com conjuntivite.
- Evitar piscinas.
 
Prevenção: É difícil prevenir-se das conjuntivites, mas algumas medidas podem diminuir o risco de você adquirir uma conjuntivite, que são:
- Não use maquiagem de outras pessoas (e nem empreste as suas).
- Evite compartilhar toalhas de rosto.
- Lave as mãos com frequência e não coloque-as nos Olhos.
- Use óculos de mergulho para nadar, ou óculos de proteção se você trabalha com produtos químicos
- Não use medicamentos (pomadas, colírios) sem prescrição (ou que foram indicados para outra pessoa).
- Evite nadar em piscinas sem cloro ou em lagos.
16 de maro de 2017
As 8 doenças causadas pelo estresse excessivo

As doenças causadas pelo estresse excessivo são doenças que podem nos afetar de varias formas. Além disso, o estresse pode vir de muitas fontes diferentes e pode até ser uma questão de como percebemos os eventos que moldam nossas vidas diárias, mas além disso, o estresse é muitas vezes um risco de saúde escondido que literalmente pode fazer você doente. Nosso sistema imunológico entra em alta velocidade quando percebe uma “ameaça”, e sabe que há uma ameaça invadindo nosso corpo por nossa resposta emocional ao que está acontecendo.

Se pudermos controlar nossa resposta aos eventos de estresse, podemos nos ajudar a ser mais saudáveis. Seu corpo está enviando sinais de fumaça e dizendo-lhe para encontrar maneiras saudáveis para gerenciar o estresse em sua vida, porque não fazê-lo lentamente está fazendo você doente.

Para evitar de ter problemas de saúde relacionados ao estresse e uma menor resposta do sistema imunológico quando você tem que lidar com o estresse, procure maneiras de acalmar. O que funciona é diferente para todos, então a meditação pode ser a sua solução, mas um treino vigoroso com música energética pode funcionar para outra pessoa. Jogue com várias atividades até que você sinta que ‘ah!’ Liberação que você precisa para se livrar do veneno do estresse. Então, confira As oito Doenças Causadas Pelo Estresse Excessivo: Perda de Memória; Dor de Cabeça; Problemas Digestivos; Alterações de Peso; Problemas Psicológicos; Coceira ou Pele Vermelha; Perda de Cabelo e Sistema Imunológico Enfraquecido.

08 de maro de 2017
Tromboembolismo Venoso – Causas e Tratamentos

Tromboembolismo Venoso, porque as mulheres tem uma predisposição maior à desenvolver o tromboembolismo? Pois é, infelizmente elas nascem com uma maior propensão a ter problemas genéticos que propiciam a trombose. Alem disso, hormônios femininos tendem a aumentar a coagulação. O fator da hereditariedade também influencia, portanto, é bom prestar atenção caso já existam casos anteriores na família com tromboembolismo venoso.

Assim como todas as doenças, descobrindo precocemente as chances de conviver de maneira pacífica com o problema são muito grandes. O simples uso de medicamentos anticoagulantes pode resolver uma grande parcela dos problemas e ainda previne a embolia pulmonar. Outra maneira de conviver com a doença é praticar exercícios físicos. Atividades físicas garantem um aumento da qualidade de vida e brecam a ação da doença.

O tromboembolismo venoso é um termo advindo da mistura de duas doenças, trombose venosa profunda e a embolia pulmonar, ambos os termos se referem à obstrução de vasos sanguíneos, mas com diferença de localização. Não sei se vocês sabem, mas infarto e acidente vascular cerebral também consistem no entupimento de vasos, que podem levar uma pessoa a óbito.

Os nomes mudam porque os órgãos onde ocorrem também mudam, mas ambos ocorrem por problemas na circulação sanguínea, e precisam ter nosso cuidado, a trombose venosa profunda trata-se da coagulação do sangue em veias profundas, principalmente nos membros inferiores.

As varizes são um sinal de que a circulação não está bem, e por isso se você estiver sentindo dores nas pernas mesmo se os vasinhos não aparecerem é importante buscar ajuda médica. Infelizmente, é uma doença comum, mas se não for tratada corretamente pode matar uma pessoa. Apesar de ser a combinação de dois problemas, o tromboembolismo venoso é considerado uma única condição, tendo tratamentos combinados.

02 de maro de 2017
Dor de Ouvido – Causas e Tratamentos

As dores de ouvido podem ser causadas por diversos fatores. Além disso, uma causa muito comum da dor de ouvido é a obstrução da tuba auditiva, o pequeno canal que conecta a parte posterior interna do nariz com o ouvido médio.

O ar no ouvido médio está constantemente sendo absorvido por sua parede membranosa, mas ele jamais é esvaziado enquanto a tuba auditiva permanecer aberta e capaz de se reabastecer, durante o ato de engolir. Dessa forma, a pressão do ar em ambos os lados do tímpano permanece quase igual. Porém, quando a tuba auditiva está obstruída, a pressão no ouvido médio não pode ser equalizada. O ar que já está ali é absorvido e, sem um novo fornecimento, acontece um vácuo no ouvido médio, sugando o tímpano para dentro e tensionando-o de modo doloroso.

Este tipo de dor de ouvido é particularmente comum em pessoas que viajam de avião, principalmente quando elas estão resfriadas ou com o nariz entupido. Durante a decolagem e o pouso, a pressão da dor de ouvido médio não equaliza da mesma forma que equalizaria se a tuba auditiva estivesse desobstruída. Esse problema é conhecido como barotrauma.

28 de fevereiro de 2017
Os benefícios do Óleo de Linhaça para saúde

Os Benefícios do Óleo de Linhaça Para Saúde são variados. Pois o Óleo de Linhaça possui uma grande quantidade de nutrientes que são essenciais para saúde geral do corpo. Além disso, o Óleo de Linhaça é derivado das sementes da planta chamada linum usitassimum. O Óleo de Linhaça está ganhando popularidade devido a uma alta concentração de ácidos ômega-3 encontrados no peixe e frango, tornando-o ideal para os vegetarianos, os principais componentes do Óleo de Linhaça são:

Ômega-3: Este ácido graxo insaturado é bom para a saúde do coração.

Ligninas: A Linhaça é conhecida por conter propriedades antioxidantes, ela contém 8000 vezes mais antioxidantes do que outros derivados de plantas.

Fibra: É conhecida por promover um movimento intestinal saudável e ajuda na digestão, a Linhaça contém fibra solúvel e insolúvel.

22 de fevereiro de 2017
O que a Cor do Corrimento Vaginal Pode Significar

O que a Cor do Corrimento Vaginal Pode Significar. Além disso, notar, durante alguns dias, um líquido de coloração esbranquiçada ou transparente na calcinha, tudo bem. Quando a secreção normal é translúcida e sem impurezas trata-se de uma umidade natural, que pode estar relacionada a diversos mecanismos do aparelho genital feminino. Não é subproduto de excreção tóxica, como a urina ou as fezes.

O corrimento vaginal pode ser algo completamente normal ou um sinal de doença ginecológica. As cores dos corrimentos que fogem desse padrão e indicam a presença de infecção variam entre o amarelado, esverdeado, marrom, roxo e até o preto tipo borra de café. Então, confira o que a Cor do Corrimento Vaginal Pode Significar:

Tricomoníase: A vaginite causada pelo tricomoníase normalmente se apresenta com um corrimento fino, amarelo-esverdeado, de odor desagradável, associado aos outros sinais clássicos de vulvovaginite, como dor ao urinar, irritação da vulva e sangramento/dor durante o coito.

Vaginose Bacteriana: O sintoma típico da vaginose é o corrimento vaginal fino e acinzentado, com odor muito forte, tipo peixe podre. Os outros sintomas de inflamação vulvovaginal, como dor ao urinar, coceira da vulva e dor ao coito são bem menos frequentes, estando na maioria dos casos ausentes.

Candidíase: Não apresenta odor. É espesso (com aparência leitosa), de cor branca e costuma vir acompanhado de coceira e ardor.

Gonorreia e Clamídia: Podem cursar com corrimento vaginal, geralmente de aspecto mucopurulento (amarelo turvo). Outros sintomas associados incluem dor para urinar, dor durante o ato sexual, normalmente com sangramento pós-coito e irritação na vulva.

Corrimento Rosado: O corrimento rosado, pode indicar o inicio da gravidez, pois pode ser causado pela fecundação do óvulo e é frequente ocorrer até 3 dias depois do contato íntimo. Juntamente com este tipo de corrimento é comum surgir leves cólicas abdominais que são normais e acabam passando sem tratamento.

Corrimento com Cheiro: A vaginose e a tricomoníase são as principais causas de corrimento com cheiro forte.

Corrimento Transparente: O corrimento líquido e transparente, semelhante à clara do ovo, pode indicar que está no período fértil do ciclo menstrual, sendo por isso essa a altura ideal para a mulher engravidar se não estiver sob o efeito do anticoncepcional. Este tipo de corrimento dura aproximadamente 6 dias e acaba por desaparecer naturalmente passado esse tempo.

Corrimento Marrom: O corrimento de cor marrom geralmente é aquele que contém sangue coagulado. Pode ser causado por restos da menstruação, traumas, infecções, corpo estranho, câncer ginecológico, implantação do embrião no útero nos primeiros dias de gravidez , atrofia vaginal ou gravidez ectópica. Além disso, em casos mais graves este tipo de corrimento também pode ser indícios de câncer da vagina, do colo do útero ou do endométrio, sendo por isso importante consultar o ginecologista quando os sintomas surgirem.

Corrimento Branco: O corrimento brancacento pode ser normal, principalmente se for fino e em pequena quantidade. Corrimento mais espesso e acinzentado, geralmente associado a sintomas irritativos, como coceira e dor vaginal, pode ser candidíase. Se houver cheiro forte, a vaginose é uma possibilidade.

Corrimento Amarelado: O corrimento amarelado é geralmente sinal de infecção ginecológica, principalmente se acompanhado de mau cheiro, ardência ou coceira vaginal. A tricomoníase é talvez a principal causa deste tipo de corrimento, mas outras infecções também podem provocá-la, como gonorreia e clamídia. Além disso, o corrimento amarelo parecido com pus, pode indicar a presença de clamídia, uma doença sexualmente transmissível que pode quase não causar sintomas.

08 de fevereiro de 2017
Mastite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Mastite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos. Além disso, a Mastite é uma inflamação no tecido das mamas, que pode rapidamente se transformar em uma infecção – o que significa a presença de bactérias na área inflamada.

Geralmente, a Mastite surge em mulheres que estão amamentando, devido ao entupimento dos canais por onde passa o leite, mas também pode acontecer em qualquer fase da vida da mulher devido à entrada de bactérias na mama, através de feridas no mamilo ou piercings, por exemplo. Então, confira mais sobre a Mastite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos:

Causas da Mastite: Existem dois tipos de Mastite, a Mastite Infecciosa e a Mastite por entupimento do canal do leite. No tipo infeccioso, a doença pode ser causada pela penetração e multiplicação das bactérias presentes na pele da mulher ou na boca do bebê nas glândulas mamárias.

Já na outra maneira, a inflamação dos mamilos pode decorrer do acumulo de leite nos ductos mamários, seja por insuficiência do esvaziamento da mama ou até mesmo pela alta produção de leite.

O principal fator de risco para a Mastite puerperal é a estase láctea, ou seja, a permanência de leite represado em um dos ductos mamários por prolongado tempo. A estase do leite pode ocorrer por alguma obstrução de um dos ductos da mama ou por um incompleto esvaziamento dos seios pelo bebê durante a amamentação

Outro importante fator de risco são as fissuras do mamilo, que favorecem a invasão de bactérias da pele para dentro do tecido mamário. Portanto, a Mastite da amamentação ocorre basicamente quando uma bactéria vinda da pele consegue alcançar uma região da mama em que há estase de leite.

Sintomas da Mastite: A Mastite é uma inflamação na mama que causa muito desconforto e dor, mas que não impede a amamentação. Na maioria dos casos, aparece porque o leite entra nos “vasinhos” sanguíneos dos seios, mas pode se transformar em infecção bacteriana se não for tratada. Os sintomas mais comuns da Mastite são:

- Dor na mama afetada;

- Inchaço da mama afetada;

- Vermelhidão do local afetado;

- Surgimento de caroço junto do local dolorido.

Tratamento da Mastite: Devido ao desconforto, à prostração e à dor, e também por acreditarem que o leite da mama inflamada está contaminado e fará mal ao bebê, muitas mulheres suspendem precocemente o aleitamento materno.

Este procedimento está errado! A suspensão do aleitamento favorece ainda mais o ingurgitamento da mama e a proliferação das bactérias. O esvaziamento frequente da mama é essencial para o sucesso do tratamento.

Em relação à segurança do bebê, não se preocupe. O leite materno é muito rico em anticorpos e substâncias antibacterianas. Além disso, a acidez do estômago do bebê se encarrega de destruir as bactérias e toxinas que venham a ser ingeridas. Portanto, o aleitamento materno durante a mastite puerperal não só é permitido, como é plenamente indicado.

Prevenção da Mastite: Ao amamentar, a mulher deve esvaziar completamente uma mama antes de passar o bebê para a outra e começar a próxima refeição a partir da última mama que o bebê utilizou. Quando sentir que a mama está muito cheia, recomenda-se a utilização de bombas para retirar o excesso de leite.

02 de fevereiro de 2017
Cuidados com Sol e a Importância da Hidratação

A maioria das pessoas adoram a estação do verão, porém é de suma importância que tenhamos cuidados redobrados com o nosso corpo nessa época. A exposição excessiva ao sol pode causar vários danos como queimadura, envelhecimento precoce, câncer de pele, dano ocular, alergia e alterações imunológicas.

Por isso o uso do filtro solar, óculos de sol e boné é extremamente importante, mas não é o único cuidado a ser tomado. Além disso, é necessário evitar a exposição ao sol entre 11 da manhã e 4 da tarde. É nesse período que o sol causa maior dano ao nosso organismo, e por isso, a exposição ao sol deve ser bastante restrita nesse horário.

Escolha alimentos leves e de fácil digestão para os dias de calor, prefira frutas, saladas e grelhados. Mantenha-se sempre hidratado, beba no mínimo 2 litros de líquido por dia, preferencialmente água.

As crianças e os idosos são os mais vulneráveis à desidratação, por isso o cuidado deve ser redobrado.

Tome cuidado com os alimentos, pois no calor eles estragam mais rápido e podem causar intoxicação alimentar.

Cuidados como estes são essenciais para a sua saúde e bem estar!

31 de janeiro de 2017
Acidentes com raios

Raio é uma descarga elétrica muito intensa, que ocorre em certos tipos de nuvens e pode atingir o solo, causando prejuízos e ferindo pessoas e animais.

Ao atingir uma pessoa, o raio pode causar sérias queimaduras e outros danos ao coração, pulmões, sistema nervoso central e outras partes do corpo, através do aquecimento e de uma variedade de reações eletroquímicas. A chance de sobreviver é de apenas 2%.

As pessoas também podem ser atingidas por correntes elétricas que se propagam no solo, a partir do ponto que o raio atingiu. São as chamadasdescargas laterais.

Prevenção:

Pessoas que trabalham a céu aberto, como agricultores, estão mais sujeitos aos raios do que os moradores das cidades que, por ocasião das tempestades, podem abrigar-se em suas casas.

A principal recomendação para evitar acidentes com raios é não sair de casa durante as tempestades.

Se estiver na rua, sem um abrigo próximo e sentir seus pelos arrepiados ou sua pele coçar, indicando que um relâmpago (raio) está prestes a cair, ajoelhe-se e curve-se para frente, colocando suas mãos nos joelhos e sua cabeça entre eles. Não se deite no chão!

O abrigo mais seguro: é em um veículo fechado, mantendo portas e janelas fechadas, sem encostar-se à lataria.

Outras recomendações importantes para a segurança são:

- não segurar objetos metálicos longos, como vara de pescar, etc.;

- não ficar próximo de árvores, cercas, trilhos, postes e linhas de energia elétrica, (que atraem os raios);

- não permanecer em locais abertos, como no topo de morros ou cordilheiras, praias, campos de futebol;

- não permanecer em varandas, sacadas, toldos e deques;

- não dirigir ou se abrigar em veículos sem capota, como tratores, motocicletas e bicicletas;

- não usar equipamentos elétricos ou o telefone.

24 de janeiro de 2017
Bolha de queimadura estourada e ardendo! O que fazer?
Existem diferentes graus de queimadura de acordo com as camadas da pele danificada. A epiderme ou a camada superior da pele é afetada em uma queimadura de primeiro grau, resultando em dor, vermelhidão e inchaço. Uma queimadura de segundo grau afeta a derme ou a segunda camada da pele, e resulta na formação de uma bolha. Quando essa bolha estoura, é que vem uma dor, principalmente quando ela estoura e começa a arder.
 
A boa notícia é que dá pra tratar e aliviar essa dor da bolha, reduzindo bastante o problema, e te salvando desse incômodo. Ainda por cima, dá pra acelerar a cicatrização, pra minimizar qualquer marca ou cicatriz que a bolha possa deixar.
 
Bolha de queimadura estourada: o que fazer?
 
Você deve receber tratamento médico se mais do que 7 cm de área de pele estiver queimada ou se seu rosto, mãos, órgãos genitais, nádegas ou uma grande articulação for queimado. Caso contrário, você pode tratar como uma forma menor de queimadura. Uma bolha de queimadura pode deixar uma cicatriz; No entanto, tomando cuidado e tratamento adequado pode reduzir as chances dessas marcas e cicatrizes.
 
Cuidar de uma bolha de queimadura estourada é algo que vai doer um pouco, mas vai ajudar na cura e recuperação da sua pele. 
 
Quando a bolha estourada ainda tem pele
 
Não remova a pele da bolha. Essa pele é parte da proteção que impede que a bolha infeccione. Lave muito bem a área afetada com água e fluxo suave, para não machucar ainda mais a bolha.
Depois de passar a água, use um sabonete antibacteriano sobre a superfície da bola sem esfregar, pois isso pode romper a pele ainda mais. Seque a área depois com uma gaze esterilizada para evitar a contaminação por bactérias.
 
Por fim, cubra a bolha de queimadura com uma pomada antibiótica e um esparadrapo, gaze, ou fita que permita a pele respirar, aplicando uma quantidade suficiente para cobrir a área e promover a cicatrização mais rápida. O curativo deve ser trocado diariamente, repetindo a aplicação da pomada.
 
Bolha estourada: o que fazer com a pele já removida?
 
Se a pele já saiu, sua proteção está bem reduzida, e uma infecção é bem mais provável de acontecer. Essas bolhas devem ser cobertas com pomadas antibióticas. Um gel a base de Aloe Vera pode ser usado para matar as bactérias, prevenir a infecção, e ajudar na cura da bolha da queimadura.
 
Após aplicar a pomada, cubra a área da bolha com uma gaze esterilizada para prevenir infecções. Acelere o processo substituindo o curativo e pomada diariamente, sempre fazendo a limpeza do ferimento em cada limpeza. Mas antes de remover o curativo, umedeça-o em água morna para evitar que ele grude na bolha aberta e piore suas dores. Reaplique a pomada, tomando prestando bastante atenção a qualquer sinal de infecção ou de que o ferimento não melhora.
 
Evite colocar gelo ou água gelada sobre a bolha. A bolha deve receber água fria corrente logo após a queimadura. Jóias, anéis, pulseiras, e qualquer outro item pessoal que esteja perto da área afetada deve ser removido, pois o inchaço pode ocorrer e esses itens podem prejudicar a recuperação da área.
 
Sempre que for cuidar da queimadura, lave muito bem as mãos, pois isso reduz as chances de infecção. Na hora de fazer um curativo, não pressione a gaze demais contra a bolha, para não dificultar depois na remoção do mesmo.
 
Lembre-se sempre de consultar um médico a qualquer sinal de complicação. Todo cuidado é pouco!
19 de janeiro de 2017
Saiba como limpar e guardar a escova de dentes

A escova de dente é um utensílio que precisa de muito cuidado. Por ser um item que acumula bactérias, ela precisa ser trocada com frequência. Veja algumas dicas de cuidados com a escova:

 1. Após a escovação, remova o excesso de água batendo a escova na borda da pia;

 2. Nunca enxague a escova na toalha de rosto de banho, pois isso ajuda a aumentar a contaminação;

 3. Borrife um antisséptico bucal acondicionado em um frasco spray nas cerdas da escova;

 4. Antes da próxima escovação, lave a escova em água corrente;

 5. A escova de dente deve ser guardada seca dentro do armário do banheiro;

 6. Nunca guarde a escova sobre a pia, pois elas podem ser contaminadas por coliformes fecais, isso acontece quando damos a descarga com a tampa aberta e esses microrganismos se espalham pelo ambiente até aderirem nas cerdas das escovas.

10 de janeiro de 2017
Doenças de verão: saiba quais são as mais comuns em crianças
Com a chegada do verão, as crianças de férias tendem a passar mais tempo ao ar livre, em contato umas com as outras. Nessa época do ano, algumas doenças apresentam aumento de incidência. De acordo com a pediatra Eliana Bondi, professora de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), com alguns cuidados é possível evitar grande parte delas. 
 
"A principal orientação é prever o dia na praia ou na piscina. Ter mudas de roupas extras, beber água, reaplicar o filtro solar de hora em hora e preparar um lanche balanceado que não estrague no calor já são atitudes que evitam boa parte das complicações", diz Eliana. A seguir, confira uma lista com as doenças de verão mais comuns entre as crianças:
 
Impetigo 
O impetigo é uma doença de pele causada pelo desequilíbrio na população da bactéria naturalmente encontrada na pele. Picadas de inseto e pequenos machucados podem ser a porta de entrada para a formação de uma ferida. 
 
Diarreia 
De acordo com a pediatra Eliana Bondi, o problema pode surgir após um longo dia na praia, devido a uma gastrointerite. "Crianças não devem comer salgadinhos, peixes ou camarões vendidos na praia, já que desconhecemos a procedência e o modo de preparo. O ideal é preparar o lanche antes de sair de casa. Sanduíches com queijos pasteurizados e frios que não precisam de resfriamento, como o salame, são bem-vindos", explica. 
Não esqueça de incluir um líquido para hidratar, que pode ser água de coco, sucos ou achocolatados em caixinhas. "Para os bebês, prepare mamadeiras pequenas com água e leite materno. Dessa forma você evitar desperdiçar o alimento, já que ele precisa ser descartado caso a criança não beba tudo", informa a pediatra. 
 
Insolação 
Eliana Bondi explica que a insolação costuma ser causada pela distração da mãe. O problema costuma causar mal estar, dores de cabeça, náuseas e tontura. A criança que passa o dia mergulhada na piscina também corre risco de apresentar insolação, já que o espelho d'água reflete a luz solar, aumentando a intensidade dos raios.
 
Micose 
As micoses são infecções de pele causadas por fungos. A pediatra Eliana Bondi explica que deixar bebês e crianças o dia todo com sungas e biquínis molhados é uma das principais causas do problema. 
 
Conjuntivite 
De acordo com os autores do livro "O primeiro ano do seu bebê" (Editora CMS, 288 páginas), a conjuntivite pode surgir também em bebês pequenos. O problema deixa os olhos inflamados, vermelhos e pode ocorrer a liberação de pus, que forma uma substância grudenta. 
 
Otite 
Passar o dia mergulhada na água da piscina pode ser o suficiente para a criança ficar com o ouvido inflamado. A otite pode ser causada por fungos ou bactérias e costuma provocar zumbido e dor intensa. 
04 de janeiro de 2017
7 dicas de saúde para o verão

Estas 7 dicas de saúde para o verão ajudam a aumentar a saúde e o bem-estar, aproveitando todos os benefícios dessa época do ano, que incluem praia, piscina e carnaval. Abaixo confira algumas dicas de saúde importantes:

  1. Beber água ou líquidos não açucarados, cerca de 2 a 3 litros de água durante o dia para não desidratar;
  2. Evitar exposição solar direta nas horas de muito calor, entre as 10 e as 15 horas;
  3. Passar protetor solar 15 minutos antes de sair de casa e repassar de 2 em 2 horas, principalmente se for à praia;
  4. Usar chapéu ou boné quando estiver ao sol, mesmo ao caminhar na rua normalmente e usar roupas leves  e claras que absorvam menos o calor;
  5. Comer frutas, verduras e legumes crus ricos em água como alface, chuchu, pepino, rabanete, nabo, tomate, couve-flor, melancia, melão, abacaxi, maçã, cenoura, banana, goiaba e clara de ovo;
  6. Evitar beber bebidas alcoólicas e refrescos açucarados, pois o álcool aumenta a perda de água pelo corpo;
  7. Evitar permanecer em locais fechados e sem ventilação.
O ar condicionado pode ser um problema no verão pois aumenta a presença de bactérias, vírus ou ácaros no ar e retira umidade do ar, agravando as alergias. Por isso, deve-se limpar os filtros do ar condicionado com frequência, usar um vaporizador, ou colocar uma panela, ou balde com água, para umidificar o ar evitando assim problemas respiratórios.

Adotar estes cuidados é importante para evitar a desidratação e doenças como rinite, bronquite e asma, assim como a brotoeja, porque estas doenças são muito comuns no verão devido o aumento do suor, baixa umidade do ar e proliferação de micro-organismos.

Passar repelente no corpo é outra dica para o verão, porque há mais mosquitos e na fase das chuvas pode ocorrer epidemia de dengue. Plantar citronela no jardim e usar velas repelente com óleos e essências de citronela é uma ótima forma de passar as noites de verão de forma agradável e segura.

31 de dezembro de 2016
3 Razões ara Você Praticar Exercícios Pela Manhã
Sem saber o real motivo, muitos praticantes de atividades físicas simplesmente seguem os outros quando se trata de fazer exercícios nas primeiras horas da manhã.
 
Mas nesse caso, seguir a manada é uma coisa boa. A pratica de exercícios nas primeiras horas do dia é comprovadamente benéfica, resultando em um dia com muito mais energia, fazendo com que você desempenhe suas tarefas com mais qualidade. Pode ser uma caminhada, corrida, levantamento de pesos, não importando qual seja o exercício praticado por você
 
Além de deixar o indivíduo mais disposto, existem mais alguns benefícios para quem  consegue praticar exercícios pela manhã.
 
Abaixo listamos os três que julgamos mais importantes.
 
Foco
Iniciando um dia mais cedo e com o treino adequado, irá garantir ao indivíduo maior poder de concentração nas tarefas do dia a dia, e maior rapidez na resolução das mesmas, você conseguirá manter-se focado o tempo necessário. A pratica de exercícios pela manhã ajuda a arejar a mente e planejar melhor o dia, não abrindo mão de nada.
 
Mais Feliz
Levantar cedo e praticar exercícios pode te fazer mais feliz. Quando praticamos qualquer atividade física, nosso celebro libera endorfina, um hormônio que aumenta a sensação de felicidade e bem estar. A endorfina também ajuda a reduzir o estresse, deixando você mais tranquilo e relaxado, pronto para superar qualquer problema que surgir durante o dia.
 
Acelera o Metabolismo
Iniciar seu dia com atividades físicas pode gerar um up-grade na queima de gordura corporal. Esse impulso acontece porque seu metabolismo ficará mais acelerado, o que beneficia a queima de gordura.
 
O Importante é Praticar Exercícios Físicos
Apesar de o horário da manha ser o mais benéfico ao se praticar exercícios físicos, o mais importante é que você pratique atividades físicas regularmente, independente do horário. Atividades físicas aliadas a uma alimentação saudável e balanceada, vão lhe proporcionar uma melhoria geral, em todos os aspectos. A pratica de exercícios físicos ajuda a melhorar a diabetes, diminuir o colesterol, melhora o fluxo de sangue no cérebro, reduz a ansiedade, além de melhorar seu convívio social.
 
Então está esperando o que para começar a praticar exercícios, independente do horário?
22 de dezembro de 2016
Goiaba: 10 Benefícios para a Saúde
Um dos frutos tropicais mais conhecidos da mesa dos brasileiros, a goiaba possui diversos nutrientes e benefícios para a nossa saúde. Ela é rica em vitamina A, vitamina C, vitamina B6, vitamina B12, vitamina D, cálcio e minerais como o ferro e o magnésio, por exemplo. Além de atuar como um grande agente oxidante em nosso corpo. Em uma porção de 100 gramas ela contém os nutrientes necessários para que você tenha uma alimentação saudável de consumir diariamente. 
 
10 Benefícios da Goiaba para a Saúde
 
1- A Goiaba atua contra o aparecimento de tumores: quando a fruta se apresenta na sua cor vermelha, ela atua nos protegendo contra o aparecimento do câncer de próstata, contra os raios ultravioletas e no aumento da imunidade do nosso organismo. Tudo isso se dá pela presença do licopeno, que é uma substância que geralmente está ligada ao tomate, mas também se encontra em grandes quantidades na goiaba vermelha.
 
2- A Goiaba Ajuda a Manter uma Boa Pressão Arterial: enquanto o sódio retém líquido no nosso corpo, o mineral potássio atua de forma contrária, liberando todo o excesso desse líquido, deixando somente a quantidade ideal. E a goiaba é rica em potássio, sendo uma fruta primordial para quem deseja sofre com pressão alta e outros problemas causados pelo excesso de sódio no organismo.
 
3 – Um dos Benefícios da Goiaba é o Combate ao Envelhecimento Precoce: envelhecer é algo que ninguém está imune, porém envelhecer rápido, causado por questões ligadas à má alimentação, estresse, consumo de álcool e outros fatores, é um problema que pode ser evitado. Tudo isso produz substâncias chamadas radicais livres dentro do nosso corpo. Essas substâncias é que causam esse envelhecimento precoce, levando até o surgimento de outros problemas de saúde mais graves, como o câncer, por exemplo. A goiaba atua como um ótimo antioxidante, combatendo esses radicais livres e te devolvendo umas qualidade de vida melhor e reduzindo as chances de desenvolver um câncer ao melhorar a proteção de suas células e do seu DNA, formando uma espécie de escudo.
 
4 – Consumir Goiaba Frequentemente Aumenta sua Imunidade: por ter 3 vezes mais a quantidade de vitamina C recomendada para o nosso dia a dia, possuindo 228,3 miligramas em cada 100 gramas da fruta, a goiaba  ajuda a combater gripes, resfriados, estresse, doenças dos olhos, doenças cardiovasculares e até o envelhecimento precoce da pele.
 
5 – A Goiaba Atua na Produção de Hemoglobina: a fruta possui uma boa quantidade de ferro, que é um mineral essencial para a produção de enzimas respiratórias e da hemoglobina. Juntamente com a vitamina C, também presente na goiaba, o ferro é absorvido muito mais rápido pelo corpo, diminuindo as chances do desenvolvimento de uma anemia.
 
6 – A Goiaba Melhora a Saúde da Pele: a fruta possui uma boa quantidade de retinol, substância derivada da vitamina A e que atua diretamente no combate do envelhecimento precoce da pele. Ela age como um antioxidante, retendo líquido necessário e melhorando a regeneração da pele para que ela fique mais bonita. A vitamina A é tão importante para a pele que é um dos componentes principais pra a fabricação de cosméticos.
 
7 – A Goiaba Ajuda a Melhorar a Digestão: a cada 100 gramas da fruta, 5 gramas são de fibra dietética, polissacarídeos primordiais para o bom funcionamento do corpo e de uma boa digestão. Para ter uma dieta saudável, em que seu intestino funcione de maneira regulada e sem constipação, insira a goiaba em sua alimentação.
 
8 – A Goiaba Ajuda no Combate ao Diabetes: as fibras presentes na goiabada também fazem com o que o corpo absorva os açúcares mais lentamente, ajudando na regulação dos níveis de glicose. Isso é muito importante para quem possui diabetes do tipo 2, pois sua alimentação ficará mais saudável e ele reduzirá a quantidade de remédios sintéticos que precisa comprar.
 
9 – A Goiaba Ajuda no Combate ao Câncer do Cólon: as fibras e gorduras presentes na fruta atuam direto no bom funcionamento do cólon e do reto, ajudando a evitar o desenvolvimento de tumores malignos nessas regiões.
 
10 – A Goiaba Ajuda a Melhorar a Visão: ao comer goiaba, a vitamina A presente na fruta entra em contato com uma proteína chamada iodopsina, enviando sinais relativos à visão para o nosso cérebro. Esse processo é importantíssimo para a nossa visão, principalmente a noturna, onde há uma necessidade maior de consumo de vitamina A por causa de todo esforço causado pela pouca luz.
15 de dezembro de 2016
Diarreia: dicas para evitar e tratar
A diarreia é um problema pelo qual todas as pessoas passam, querendo ou não. Nunca se sabe quando um alimento irá cair mal no estômago ou alguma bactéria encrenqueira irá aparecer para dar problemas. Dizem por aí que prevenir é muito melhor do que remediar e eu acredito que isso seja verdade. Evitar um problema é muito mais fácil do que encará-lo de frente em qualquer situação, especialmente, na saúde.
 
Se você está querendo as melhores dicas para evitar a diarreia e deixar seu corpo sempre com o máximo de saúde disponível com certeza veio ao lugar certo. Eu tenho algumas coisinhas para contar a você.
Diarreia e Higiene
 
Pode parecer brincadeira a quantidade de bactérias presentes nas nossas mãos e elas são o pior mal para a nossa saúde. As mãos tocam em todas as coisas e nunca sabemos o que pode estar passando por elas. Lave as mãos constantemente, mesmo que não estejam aparentemente sujas. Isso pode evitar uma gripe, uma diarreia e vários outros problemas muito chatos dos quais você pode ficar longe com um simples gesto de lavar suas mãos.
 
Cuide da alimentação
 
Coma sempre alimentos saudáveis e se for possível é importante ficar longe de coisas industrializadas, fritas ou muito açucaradas, pois, nada disso faz bem ao organismo e vale a pena optar por alimentos naturais. Antes de preparar os alimentos, lave bem cada uma das suas mãos e certifique-se de que os alimentos também estarão bem limpos.
 
Lembre-se de que eles irão para dentro de você. Cuide também da armazenagem dos seus alimentos, pois, cada um deve ser colocado em um local com condições especificas, uns precisam frio e outros calor. Pode parecer algo simples, mas é importante para evitar a diarreia.
 
Cuide do corpo todo!
 
De nada adianta você tomar cuidado para não pegar uma diarreia se existe o risco de alguma doença pior estar querendo infectar seu corpo. Isso é algo muito obvio, não é mesmo?!
 
Sendo assim, tome conta do seu corpo inteiro para garantir que nenhum mal atrapalhe o seu bem-estar. Pratique exercícios regularmente e faça exames para checar se está tudo bem com você.
07 de dezembro de 2016
10 Benefícios da Melancia para a Saúde
A melancia é uma erva trepadeira rastejante que vem de algumas regiões secas da Ásia. O consumo dessa fruta deliciosa começou a se tornar popular há mais de 5 mil anos atrás, quando começou seu cultivo na África e no Egito. A melancia costuma apresentar um sabor levemente adocicado por causa da frutose, um açúcar natural que leva energia para os nervos, para o cérebro, para a medula óssea e para o sangue. O fato de 92% da composição dela ser de água faz com que ela seja uma das frutas mais indicadas para uma boa hidratação do corpo, além de ser sempre associada a regiões tropicais. É comum ver em algum local onde tenha piscina, praia ou campo servir suco ou pedaços de melancia com bastante abundância.
 
VALORES NUTRICIONAIS DA MELANCIA
 
A fruta é uma excelente fonte de nutrientes, sendo riquíssima em vitamina A, vitamina C, magnésio, cálcio, proteína, fósforo e muitos outros. E em cada 100 gramas da melancia você vai encontrar apenas 30 calorias. Isso faz com que ela seja muito indicada se você deseja manter sua saúde em dia.
 
CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DA MELANCIA PARA A SAÚDE
 
1 – Consumir Melancia Ajuda a Evitar a Pressão Alta: a cada 100 gramas da fruta você encontra cerca de 112 miligramas de potássio, fazendo com que a melancia seja uma fruta ótima para combater problemas ligados à pressão alta. O sódio presente em nosso corpo age retendo muito líquido, enquanto que o potássio ajuda a liberar esses líquido, deixando somente o necessário para que a gente mantenha uma saúde equilibrada. Isso afeta diretamente no coração e no cérebro, ajudando a evitar o aparecimento de doenças como um infarto ou AVC.
 
2 – Consumir Melancia Também Ajuda a Evitar Problemas nos Rins: a quantidade de potássio e líquido presente na melancia atuam diretamente no equilíbrio renal do corpo. Ao agir como uma espécie de antioxidante no corpo, liberando diversas toxinas através dos líquidos desnecessários (suor e urina, por exemplo) deixando os rins livres delas, a melancia ajuda a evitar o aparecimento do cálculo renal e deixa seu corpo funcionando da melhor maneira possível.
 
3 – Benefícios da Melancia Para a Saúde da Pele: a melancia possui uma boa quantidade de vitamina A, vitamina C e glutationa. Essas vitaminas agem como antioxidantes no nosso corpo, fazendo com que o nosso tecido epitelial se livre mais facilmente de radicais livres. Também ajuda a proteger de raios ultravioletas, que são muito nocivos pois podem causar câncer de pele, além de deixá-la sempre hidratada e evitar o envelhecimento precoce.
 
4 – Benefício da Melancia no Combate ao Câncer: a melancia é uma frutas onde podemos encontrar o licopeno em grandes quantidades. O licopeno é um carotenóide, substância que apresenta as cores vermelhas nas frutas e em alguns vegetais. Essa pigmentação age como um poderoso antioxidante em nosso corpo porque nos protege diretamente contra a ação dos radicais livres. Os radicais livres estão presentes no nosso dia a dia em ações comuns como quando respiramos, praticamos exercícios ou consumimos substâncias nocivas à saúde. O licopeno então atua para evitar que células formadoras do câncer de próstata, de mama, de pulmão e de cólon se desenvolvam com facilidade no nosso corpo.
 
5 – Benefícios da Melancia Para a Hidratação do Corpo: a melancia possui grandes quantidades de água em sua composição, o que a torna uma das frutas mai refrescantes e hidratantes para o nosso corpo. A sua abundância em minerais como o magnésio, potássio fósforo e sódio fazem com que o corpo se mantenha sempre hidratado. É por isso que é recomendável consumir melancia, seja na forma sólida ou líquida, em dias de muito calor e baixa umidade do ar. Os atletas a consomem regularmente para manter o corpo sempre saudável.
 
6 – Benefícios da Melancia Para o Coração: a melancia possui cerca de 8 miligramas de vitamina C, licopeno e beta-caroteno, nutrientes que atuam no combate ao aparecimento de doenças cardiovasculares  e reduzem os níveis de mau colesterol no sangue.
 
7 – Benefícios da Melancia para o Sangue: por ser rica em nutrientes como vitaminas A e do complexo B, além do mineral ferro, a melancia funciona como um defensor dos bons níveis e funcionamento do sangue. Enquanto a vitamina A ajuda no combate aos linfócitos (glóbulos brancos), a vitamina B6 e o ferro ajudam na boa produção dos glóbulos vermelhos e no bom funcionamento da nossa corrente sanguínea.
 
8 – Benefícios da Melancia para o Emagrecimento: a melancia possui uma das propriedades mais buscadas nos alimentos saudáveis: seu alto poder de saciedade. Quando consumida em conjunto com alguns grão como a linhaça, o amaranto ou a quinoa, por exemplo, a melancia deixa seu intestino se sentido saciado por um bom tempo. Por isso é sempre importante incluir a melancia em dietas em que se busca manter um peso saudável.
 
9 – Benefícios da Melancia para os Olhos: a vitamina A, a luteína e o beta-caroteno presentes na melancia fazem com que a fruta seja um ótimo protetor dos olhos contra doenças ligadas ao envelhecimento ou à falta dessas vitaminas. Entre as doenças que a melancia ajuda a combater, mantendo uma visão saudável, estão a catarata e a degeneração macular.
 
10 – A Melancia Ajuda na Saúde dos Músculos: a citrulina presente na melancia é muito importante para a construção e saúde dos músculos. Esse fitoquímico é transformado em um aminoácido chamado arginina, importantíssimo no processo que leva os nutrientes necessários para que os músculos se mantenham sempre saudáveis.
30 de novembro de 2016
Azeite de Oliva: 10 motivos Para Inserir na Dieta

O azeite de oliva é um óleo extraído da azeitona, um fruto muito consumido pelos brasileiros. Há alguns anos ele era considerado como um artigo da culinária de luxo, porém com a divulgação dos seus benefícios nutricionais, o azeite de oliva foi se tornando cada vez mais consumido e, consequentemente, com o preço mais acessível. Esse óleo, além de ser utilizado na culinária por causa de seus benefícios para a saúde, também serve para produzir outros produtos como medicamentos, sabonetes e cosméticos. A cada 100 gramas de azeite de oliva encontramos cerca de 850 calorias, e uma boa quantidade de ácido graxo monoinsaturado, vitamina E, vitamina K, ômega 3 e outras gorduras e nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo.

Os melhores e mais recomendados azeites de oliva são os virgens e extra virgens, pois possuem maiores quantidades de nutrientes necessários para o bom funcionamento do nosso corpo. Evite comprar azeite composto porque ele não costuma apresentar tanta riqueza nutricional quanto os demais. E jamais cozinhe o azeite de oliva, porque dessa forma ele irá se transformar em óleo comum e, consequentemente, irá fazer mal ao seu corpo por se tornar uma grande fonte de gordura saturada.

1. Regula o colesterol: o azeite de oliva possui os tocoferóis, substâncias que tem como principais funções atuar como um antioxidante no organismo, e ajudar na redução da quantidade de LDL no corpo, o colesterol ruim que causa grande parte das doenças cardíacas. Além disso o azeite de oliva atua no aumento dos níveis de HDL (colesterol bom) no corpo através de suas gorduras monoinsaturadas.
 
2. Ajuda no combate a Diabetes: o azeite de oliva possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatória, ajudando a regular os níveis de insulina produzidas pelo corpo. Quando os danos da diabetes diminuem, as células começam a absorver melhor a insulina, fazendo com que o organismo produza somente o suficiente para a glicose enviada a esses organismos seja somente o necessário. 
 
3. Atua no Emagrecimento: poderia até soar um pouco estranho se alguém lhe contasse que consumir azeite de oliva, por ser um óleo, pode te ajudar a emagrecer. Caso isso ocorra, não se preocupe pois essa firmação é verdadeira. Isso se dá por que o azeite de oliva ajuda a regular a absorção de glicose trazidas das células para o fígado, fazendo com que o corpo se sinta saciado por mais tempo. 
 
4. Ajuda a Proteger os Ossos: consumir azeite de oliva com frequência é uma ótima maneira de evitar doenças nos ossos. Isso se dá pela presença de vitamina K e da oleuropeína nesse óleo. Esse dois nutrientes tem um papel parecido com o cálcio, que é de proteger os ossos e produzir osteocalcina, uma proteína presente em dentes e ossos. 
 
5. Ajuda a Proteger o Coração: por causa de suas propriedades antioxidantes, o azeite de oliva ajuda a melhorar a circulação sanguínea e, consequentemente, a levar a devida oxigenação para bom funcionamento do coração.
 
6. Ajuda a Reduzir Dores no Corpo: a presença do oleocathal, uma substância que atua na redução de enzimas responsáveis pelas dores e inflamações faz do azeite de oliva um excelente analgésico natural. 
 
7. Ajuda no Combate ao Câncer: o azeite de oliva possui tocotrienóis e polifenóis, substâncias que atuam como antioxidantes no corpo, ajudando a reduzir o risco de formação de tumores. 
 
8. Ajuda a Manter a Boa Saúde Cerebral: por combater diretamente o acúmulo do colesterol LDL nas artérias, o azeite de oliva também contribui para a manutenção da saúde do cérebro. Além disso ele também possui uma substância chamada hidroxitirosol, considerada muito importante porque trabalha para manter o cérebro sempre ativo e jovem, evitando o envelhecimento precoce dos neurônios. 
 
9. Fortalece as Unhas e Cabelos: as vitaminas do azeite de oliva ajudam a manter unhas e cabelos saudáveis, tornado-os hidratados e fortes. Seu consumo mais indicado é através dos alimentos, porém existem muitos cosméticos que são fabricados a partir do óleo da oliva por causa de suas propriedades nutritivas e restauradoras.
 
10. Ajudam a Manter a Pele Saudável: por possuir antioxidantes, vitamina A, vitamina K e vitamina E, o azeite de oliva é um alimento excelente para manter uma pele sempre saudável e hidratada. Ele ajuda a eliminar os radicais livres que causam o envelhecimento precoce, e facilita a hidratação dos tecidos cutâneos e subcutâneos, fazendo com seja retido somente os níveis necessário de água para que a pele se mantenha saudável.
23 de novembro de 2016
10 Benefícios da Lentilha para a Saúde
A lentilha provém de uma planta trepadeira da família das leguminosas, e é um alimento muito consumido nas festas de fim de ano no lugar do feijão. Comer lentilhas é se alimentar de grãos ricos em nutrientes como vitamina A, vitamina C, ferro, magnésio, cálcio, proteínas, potássio, zinco e fibras dietéticas. Uma porção de 100 gramas possui cerca de 120 calorias, o que a torna um alimento bastante indicado para quem deseja manter um corpo saudável e em forma.
 
Para que as lentilhas preservem ainda mais as suas propriedades nutricionais, é aconselhável prepará-las somente com ingredientes saudáveis como alho, cebola e outros temperos naturais. Diferente do que a maioria das pessoas geralmente faz, preparando-as juntamente com a carne de porco e outros alimentos mais pesados e gordurosos.
 
10 Benefícios da Lentilha para a Saúde
 
1. Ajuda a Prevenir e a Tratar a Anemia: a lentilha é uma grande fonte de ferro, assim como o feijão. A carência de ferro no organismo pode fazer com que a produção de hemoglobinas fique comprometida, podendo causar uma doença chamada de anemia ferropriva. Consumir lentilhas regularmente pode ajudar a prevenir e a tratar a anemia de maneira bastante eficaz.
 
2. Mantém os Ossos Fortes e Saudáveis: a presença do cálcio e das isoflavonas na lentilha faz com que ela seja um alimento importante para prevenir doenças como a osteoporose. Também ajuda no fortalecimento dos dentes, dos músculos e de muitas células que dependem desse mineral para o bom funcionamento.
 
3. Ajuda no Combate à Diabetes: mesmo tendo uma boa quantidade de carboidratos em sua composição, a lentilha também é rica em fibras dietéticas, nutriente importante para auxiliar na regulação de glicose na corrente sanguínea. Essa é uma função muito importante para quem sofre com diabetes, pois a deficiência de insulina torna difícil esse equilíbrio de açúcar no sangue.
 
4. Ajuda a Prevenir o Câncer: a lentilha possui fibras que trabalham para formar uma parede protetora nas células do nosso corpo. Além disso ela também apresenta funções antioxidantes que combatem os radicais livres, ajudando a evitar a formação de tumores.
 
5. Diminui os Efeitos da Tensão Pré-Menstrual: a lentilha possui um fitoesteróide, ou gordura vegetal, chamada lignana. Ela exerce a função parecida com outros hormônios femininos ao aliviar os efeitos causados pela tensão pré-menstrual no corpo.
 
6. Ajuda na Redução do Colesterol: a presença de fibras que não podem ser dissolvidas facilmente e de vitamina B6, dificultando o retenção de colesterol no organismo, faz da lentilha um alimento importante para manter uma boa saúde do coração e da artérias.
 
7. Ajuda na Circulação Sanguínea: comer lentilha faz com que você absorva uma boa quantidade de magnésio. O mineral é importante para fazer com que o sangue circule livremente, além de fornecer oxigênio para muitos tecidos no corpo.
 
8. É Importante para a Boa Formação do Feto: consumir lentilha durante a gravidez faz com que o organismo absorva uma quantidade importante de ácido fólico (vitamina B9), nutriente importante para a boa formação do feto.
 
9. Alivia o Estresse e a Depressão: a lentilha possui um aminoácido chamado triptofano. Ele atua como uma espécie de relaxante e proporcionador de bem estar. Essa funções são importantes para combater casos de depressão e estresse, devolvendo o prazer e a tranquilidade.
 
10. É uma Fonte de Proteínas: as proteínas presentes na lentilha são importantes para produzir uma musculatura mais saudável, melhorar a saúde do sistema imunológico e promover a correta digestão dos alimentos. Se você pretende fazer uma dieta para ganho de massa muscular, acrescente lentilhas em suas alimentação pois elas são uma ótima maneira de fazer seus músculos crescerem com saúde.
17 de novembro de 2016
Alimentos Ricos em Resveratrol
O Resveratrol é um polifenol poderoso, normalmente encontrado nas sementes e cascas das uvas vermelhas. Em alguns estudos foi comprovado que o seu composto está associado à redução e tratamento de casos ligados a doenças cardiovasculares, excesso de peso, câncer, Alzheimer e diabetes. O resveratrol é formado pelas plantas como uma espécie de defesa contra a exposição aos raios ultravioletas, e a danos causados por fungos e bactérias. Por isso acredita-se que ele é um excelente antioxidante também para o organismo humano, atuante um medicamento natural que protege e previne o corpo da ação de radicais livres causadores de muitas doenças. Há alguns anos o resveratrol se tornou famoso por essas características, e também por estar associado a uma bebida muito famosa no mundo todo: o vinho tinto. Por causa das uvas vermelhas, o vinho também é uma excelente fonte de resveratrol, e com isso seu consumo passou a ser associado ainda mais ao bem estar e à longevidade. Porém ainda é uma bebida alcoólica, portanto deve ser consumida como moderação. Principalmente por pessoas que necessitam controlar rigorosamente a quantidade de álcool que ingerem, como é o caso dos diabéticos, por exemplo. Em caso de necessidade de ingerir doses maiores de resveratrol, isso pode ser feito através da suplementação prescrita por um médico ou nutricionista.
 
Alimentos Ricos em Resveratrol
 
1. Uvas Vermelhas: as uvas vermelhas e, consequentemente, o vinho tinto, contém a maior quantidade de resveratrol disponível na natureza. O vinho branco também possui boas doses de resveratrol, porém não se compara ao vinho tinto porque a fermentação dele é feita juntamente com a casca da uva, que é onde se encontra a maior quantidade desse poderoso antioxidante.
 
2. Amendoim: o amendoim e a manteiga de amendoim são grandes fontes de resveratrol. Esse alimentos possuem cerca de 5 microgramas do polifenol em cada miligrama.
 
3. Mirtilos: os níveis de resveratrol presentes nos mirtilos são quase os mesmos do que os encontrados nas uvas. Isso depende da área e como ele são cultivados porque, de acordo com um estudo internacional, os mirtilos cultivados em alguns países continham muito mais resveratrol do que os cultivados em outros países. Cozinhar os mirtilos e preferir os cultivados de maneira orgânica pode aumentar em 50% seus níveis de resveratrol.
 
4. Cacau em Pó e Chocolate Amargo: o chocolate amargo e o cacau em pó possuem pocas quantidades de resveratrol em sua composição, porém é mais do que os níveis presentes no amendoim e na manteiga de amendoim. Para que seu organismo consiga ingerir uma boa dose de resveratrol, você pode comer alguns pedaços de chocolate junto com mirtilos, enquanto desfruta de uma boa taça de vinho tinto.
 
5. Amoras: a polpa de amora é uma ótima fonte de resveratrol. A quantidade né pequena se compararmos com os alimentos citados anteriormente, porém é importante ressaltar não há uma dose diária recomendada, então seu consumo é como uma forma de melhorar ainda mais sua alimentação saudável e, consequentemente, a sua saúde.
 
09 de novembro de 2016
Diabetes Gestacional – O que é e Como Tratar
O diabetes gestacional ocorre quando a glicose se encontra em grandes quantidades na corrente sanguínea durante a gravidez. É um tipo de diabetes que geralmente ocorre na segunda fase da gravidez, sendo comum em cerca de 5% de todas as gestações, mas geralmente desaparece logo após o parto. Porém se não for tratado corretamente, de acordo com as orientações médicas, ela pode gerar complicações para a gestante e para o bebê.
 
Mesmo que ocorra o tratamento adequado, as mulheres que já tiveram diabetes gestacional passam a integrar um grupo de risco para o desenvolvimento do diabetes mellitus do tipo 2 no futuro. Por isso é importante manter hábitos saudáveis, juntamente com um acompanhamento médico, mesmo após o parto.
 
Causas do Diabetes Gestacional
 
Não há um confirmação concreta em que mostra o principal motivo de desenvolvimento do diabetes gestacional. Sabemos que o diabetes ocorre quando o corpo não consegue absorver a quantidade necessária do hormônio insulina (resistência à insulina) para controlar os níveis de glicose no sangue, ou porque o pâncreas não produz a quantidade necessária de insulina para que o corpo funcione corretamente. Aos nos alimentarmos, o corpo faz a digestão enviando açúcar para o sangue. O papel da insulina é retirar esse açúcar em excesso da corrente sanguínea e transformá-lo em energia para demais partes do corpo. Quando esse ciclo não funciona perfeitamente, há um acúmulo de glicose (açúcar) na corrente sanguínea e, assim, o organismo estará em risco para desenvolver o diabetes.
 
Alguns estudos apontam que o diabetes gestacional tem ligação com a alta produção de diversos hormônios pela placenta. Esses hormônios em excesso podem provocar um certo bloqueio à ação da insulina na corrente sanguínea, fazendo com que a quantidade de glicose aumente consideravelmente. É através da placenta que o bebê recebe sangue e nutrientes, então se não for tratada de maneira adequada, o diabetes gestacional pode afetar o desenvolvimento e a saúde do bebê.
03 de novembro de 2016
Como Aliviar a Dor na Lombar
Sentir dor na lombar é uma situação muito comum para grande maioria das pessoas. A lombalgia, como também conhecida a dor na lombar, é uma dor que atinge as costas na região da bacia e afeta cerca de 85% dos adultos no mundo todo, tornando-se um problema tão natural que só perde para gripes e resfriados quando se trata do maior motivo que leva as pessoas a realizarem consultas médicas. Inúmeros motivos levam as pessoas a sentirem dor na lombar, porém a grande maioria deles não tem gravidade ou algum aspecto que possa causar grandes danos à saúde.
 
Entre os principais causadores de dores na lombar está o fato de levantar peso em excesso ou de maneira errada, a obesidade, a má postura, pancadas na região, gravidez, estresse, artrite e outros aspectos que possam afetar a postura e a coluna. Em alguns casos a lombalgia pode afetar as pernas, causando ou não uma certa dormência. É entre os homens o maior número de reclamações de dores na lombar, e mesmo que o tratamento seja simples e rápido, a taxa retorno aos consultórios médicos por causa do mesmo problema é muito grande.
 
Como Aliviar a Dor na Lombar
 
Ao sentir uma forte dor na lombar é indicado suspender qualquer tipo de exercício ou atividade física. O mais indicado é deitar para que não se faça nenhum esforço que possa agravar a dor. Está proibido, inclusive, qualquer exercício ou movimento que possa fazer com que a musculatura da região lombar possa relaxar, como alongamentos ou massagens. Em casos de dores agudas  procure seu médico. Mas tenha foco principal no repouso e na postura em que está deitado. A posição mais indicada é a de lado, com as pernas dobradas e a coluna reta.
 
27 de outubro de 2016
Benefícios do Alho para a Saúde
Dentre os benefícios do alho, seu poder antibiótico é disseminado há anos, porém esse super alimento possui outras qualidades. Continue lendo para descobrir quais são!
 
Além de curar enfermidades, como gripes e resfriados, o alho é capaz de baixar os níveis de colesterol ruim do sangue, diminuir a pressão arterial, combater infecções, fungos, além de ser antioxidante (auxilia contra o envelhecimento precoce das células).
 
Isso tudo é possível graças à composição do alho. Ele é capaz de melhorar as condições cardíacas e possui ampla ação germicida, antifúngica e anticancerígena.
 
Um dos outros benefícios do alho é que ele pode ser utilizado no tratamento (e prevenção) de infecções, principalmente quando se trata de gripes e resfriados, pois age como antibiótico para o corpo e anti inflamatório para garganta.
 
Mas afinal, por que o alho é benéfico para a saúde?
 
Além de possuir diversos minerais e vitaminas, outras substâncias presentes no alho atribuem a ele a capacidade de cura.
 
Em poucas palavras, o alho é um alimento facilmente encontrado em supermercados e quitandas; ao mesmo tempo é um dos alimentos mais saudáveis encontrados na natureza.
 
Por Que o Alho Faz Bem?
 
Dentre as substâncias que compõem o alho, podemos destacar:
 
• Óxido dialildissulfeto: combate os lipídeos do corpo e, dessa forma, consegue diminuir o nível de colesterol ruim do sangue.
 
• Germânio: esse nutriente é responsável por controlar a pressão arterial, porém, sem baixá-la de forma que traga efeitos colaterais ruins. Trata-se de um condutor de oxigênio, por isso garante oxigenação do organismo.
 
• Selênio: Outro nutriente capaz de normalizar a pressão arterial e, portanto, protege o coração da formação de coágulos e ateromas.
 
• Alicina: é anti bactericida e anti inflamatório natural, que protege e fortalece a imunidade do corpo.
 
18 de outubro de 2016
Semente de Chia – Para Que Serve e Como Usar
Nos últimos anos, a semente de chia passou integrar o cardápio regular de pessoas que estão sempre buscando alternativas saudáveis para a sua alimentação. Ela é fonte de proteínas, fibras, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ferro, vitaminas A e do complexo B, por exemplo.
 
Seu consumo pode ser aproveitado em inúmeras receitas como saladas, vitaminas e sucos. Então, para você conhecer um pouco mais sobre os benefícios da semente de chia aqui vão algumas dicas sobre seus valores nutricionais e benefícios para a saúde.
 
As fibras absorvem a água e se expandem no estômago, aumentando a saciedade e diminuindo o consumo excessivo de outros alimentos. Além disso, estudos já comprovaram que ela é uma ótima aliada para combater a temida gordura localizada, tudo isso por conta de seu baixo índice glicêmico. 
 
É importante lembrar que quem está de dieta precisa estar sempre atento para o consumo de alimentos funcionais como a chia, ricos em nutrientes e vitaminas.
 
13 de outubro de 2016
Conheça os Benefícios das Frutas para a Saúde

Os benefícios das frutas na nossa alimentação são tão importantes que podem, além de melhorar as funções do nosso corpo, nos manter longe de doenças e até ajudar no processo de perda de peso. Descubra aqui porque ter uma dieta com diversas frutas pode fazer você ter uma saúde de ferro e uma qualidade de vida muito melhor.

As frutas são alimentos que encontramos com muita facilidade em supermercados, feiras e quitandas, por isso é do costume das pessoas consumi-las diariamente. Principalmente no Brasil, que é um país muito rico em uma grande variedade de frutas. São tantos os tipos que é difícil conhecer todos eles.

O que nem todo mundo sabe, é que nas frutas nós encontramos uma grande variedade de nutrientes que são de extrema importância para o nosso. Outro dos benefícios das frutas é que alguns desses nutrientes ajudam a emagrecer.

Por isso, se você procura mais qualidade de vida ou ajuda para manter a dieta, consumir frutas com certeza é a melhor pedida.

Confira os principais Benefícios das Frutas
 
1.  Fornecem Cálcio
 
2. Fornecem Fibras Alimentares
 
3. Fornecem Antioxidantes
 
4. Fornecem diversas Vitaminas

 

05 de outubro de 2016
A Importância dos Alimentos Ricos em Vitamina E
Os alimentos ricos em vitamina E são muito importantes e precisam estar na nossa alimentação diariamente, pois desempenham papel importante na construção de alguns tecidos do nosso corpo, além de auxiliar em funções consideradas vitais no nosso organismo.
 
A vitamina E é formada por duas classes de moléculas, tocoferóis e tocotrienóis, que nada mais são que antioxidantes poderosos.
 
Os antioxidantes são responsáveis por limpar nosso organismo dos radicais livres que nos atingem todos os dias. Esses radicais são extremamente prejudiciais à saúde e, inclusive, causam câncer.
 
Como dito anteriormente, a vitamina tem o poder de proteger o organismo dos radicais livres. Por ser um antioxidante poderoso, podemos afirmar que auxilia o corpo na prevenção do câncer.
 
Os radicais livres também causam o envelhecimento precoce das células, ou seja, a vitamina E funciona também como um antirrugas natural. Logo é comum encontrar cosméticos à base desse nutriente.
 
A vitamina E possui propriedades que aumentam a fertilidade da mulher, sendo indicada em casos de tratamento para engravidar.
 
A vitamina E também auxilia o corpo na hora de absorver a vitamina A, o que a faz importante em tratamentos onde as pessoas sofrem com algum problema de pele ou nos olhos, por exemplo.

 

27 de setembro de 2016
Sintomas de Glicose Alta

Perceber os sintomas de glicose alta é importante para que você consiga prevenir uma série de complicações no corpo. A glicose alta, também chamada de hiperglicemia, pode ser causada por por vários fatores como determinadas medicações e alterações no metabolismo. Mas a principal causa da alta de glicose no sangue é a diabetes mellitus, uma das doenças mais letais no mundo todo.

O primeiro dos sintomas de glicose alta no sangue é a baixa quantidade do hormônio insulina no organismo. Esse hormônio é produzido pelo pâncreas, e é responsável por regular a quantidade de glicose que sai da corrente sanguínea para ser usado como fonte de energia pelo por todo o corpo. E mesmo que ele se encontre em boas quantidades dentro do corpo, mas não consiga cumprir sua função principal, como é o caso das pessoas que tem resistência à insulina, onde o nível de açúcar no sangue irá aumentar muito e poderá causar alterações cardíacas e diabetes.

Causas da Glicose Alta

Além perceber os sintomas da glicose alta, é importante conhecermos as causa para que o problema seja tratado o quanto antes. E existem vários fatores que causam essa alta de glicose em nosso organismo. As principais delas são apresentadas em pessoas que possuem diabetes ou que tenham uma vida sedentária, juntamente com uma alimentação pobre em nutrientes.
 
21 de setembro de 2016
Diferença entre Gripe e Resfriado: você sabe?

Gripes e resfriados são um incomodo que todo mundo passa várias vezes nesta nossa vida. Infelizmente, os sintomas são os mais chatos possíveis e , principalmente quando não sabemos exatamente a diferença entre gripe e resfriado, o que pode influenciar no tratamento.

O que é a gripe?

A gripe é causada pelo vírus influenza e geralmente tem duração entre 7 e 10 dias, em alguns casos mais e em alguns casos menos. Se não for tratada ela pode evoluir para uma pneumonia, mais grave. Entre os sintomas mais comuns é possível citar a febre alta, a tosse, dores musculares, dores de cabeça, dor nos olhos, dor de garganta e o nariz escorrendo.

São sintomas que atrapalham muito no dia a dia de qualquer pessoa. Para tratar uma gripe não é difícil, basta tomar líquidos em grande quantidade e usar alguns remédios recomendados por médicos especialistas.

O que é o resfriado?

O resfriado é causado pelo Rhinovírus e alguns outros semelhantes. Sua duração fica entre 2 e 4 dias, raramente mais ou menos do que isso. Se não for cuidado pode evoluir para uma sinusite ou para uma bronquite.

Os sintomas mais comuns são a febre baixa (ou sem febre nenhuma), uma leve sensação de mal-estar e ronquidão. Em alguns casos podem haver também dores musculares, dor de cabeça, nariz escorrendo e tontura em pequena escala. 

14 de setembro de 2016
Alimentos Ricos em Vitamina C: 5 Motivos para consumi-los

Os alimentos ricos em vitamina C funcionam como um detox natural para nosso organismo, além de fortalecer o sistema imunológico e retardar o envelhecimento precoce da pele.

A vitamina C é fundamental para o nosso corpo. Além das vantagens citadas acima, ela também auxilia na absorção de todo ferro consumido, além de melhorar a capacidade cicatrizante da pele.

Por melhorar a circulação sanguínea, a vitamina também é uma forma natural de prevenção contra doenças cardiovasculares, como por exemplo, a aterosclerose.

Dessa forma, podemos citar quais os principais benefícios em consumir a vitamina C:

5 Motivos para Consumir Alimentos Ricos em Vitamina C

1. Combate os radicais livres, substâncias que levam ao envelhecimento precoce das células (e da pele), ou seja, a vitamina C é um antirrugas natural.

2. Acelera a regeneração muscular após exercícios físicos intensos, ou seja, intensifica o ganho de massa magra (hipertrofia muscular). LEIA TAMBÉM: Como PERDER GORDURA LOCALIZADA Treinando Somente 21 Minutos Por Dia.

3. Fortalece o sistema imunológico, prevenindo contra diversas doenças, como gripes, resfriados, dores de garganta, etc.

4. Melhora a cicatrização da pele, ou seja, manchas roxas (decorrentes de lesões), cortes e curativos tendem a cicatrizar mais rápido quando o consumo de vitamina C é constante.

5. Ajuda o corpo a sintetizar colágeno que, além de combater a flacidez na pele, fortalece as cartilagens do corpo, o que previne o enfraquecimento das articulações.

09 de setembro de 2016
Prevenindo quedas em idosos

Riscos ambientais têm um papel importante. Veja como evitá-los.

De todas as mortes relacionadas a quedas, mais de 60% envolve pessoas acima dos 75 anos de idade. De acordo com a Associação das Lesões Cerebrais da América, as quedas são uma das principais causas de lesões cerebrais traumáticas entre os idosos.

Com o envelhecimento, alguns fatores que contribuem para as quedas são dificuldade de caminhar, perda de equilíbrio, deficiências neurológicas e musculares, uso de medicamentos, demência e enfraquecimento da visão.

Riscos ambientais – como superfícies escorregadias, solos irregulares, iluminação fraca, tapetes soltos e móveis instáveis – têm papel importante. Independentemente dos fatores que contribuem para as quedas, veja a seguir como elas podem ser evitadas:

- Pratique exercícios regularmente

- Realize uma avaliação da segurança doméstica

- Remova itens que podem provocar tropeços, guarde objetos usados com frequência em armários que podem ser alcançados sem a necessidade de um banquinho

- Instale barras na banheira e no box, use tapetes antiderrapantes em banheiros e boxes, instale corrimões e luzes nas escadas e na área externa

- Solicite a seu plano de saúde uma revisão de todos os seus medicamentos, mesmo aqueles vendidos sem receita médica

- Use sapatos robustos, com solados finos e antiderrapantes.

31 de agosto de 2016
Evite a pele seca

Preste atenção nos fatores de risco para o ressecamento da pele.

Mudanças na pele são comuns à medida em que envelhecemos, mesmo nas mais secas e sensíveis. Segundo informações da Clínica Cleveland, dos Estados Unidos, é possível evitar o ressecamento da pele ficando atento aos seguintes fatores de risco:

- Ingerir pouco líquido

- Passar muito tempo ao sol

- Expor-se ao ar seco

- Ser fumante

- Estar em situação de estresse

- Ter glândulas sebáceas e sudoríparas menos ativas, condição comum com o envelhecimento.

24 de agosto de 2016
Cor da lente influencia a proteção dos óculos escuros

Cinza e verde realçam o contraste da visão. Amarelo reduz ofuscamento do lusco-fusco.

Não é apenas uma questão de estilo. As diferentes cores de lentes para óculos escuros oferecem formas de proteção diferenciadas, além de proporcionarem alterações distintas na visão.

As lentes castanhas, cinzas e verdes são as mais recomendadas pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO). “As verdes são ideais para pessoas com mais de 60 anos, pois elas realçam o contraste da visão. Nesta idade, a pessoa começa a perder essa capacidade”, afirma Leôncio Queiroz Neto, oftalmologista do Instituto Penido Burnier.

É muito semelhante o efeito das lentes âmbar e marrom. “Por isso elas são indicadas também para míopes e hipermetropes”, diz o oftalmologista. As três colorações oferecem proteção contra luz azul do sol, que pode acelerar o surgimento de catarata.

Já as lentes cinza são mais indicadas para quem possui astigmatismo. “Elas reduzem o brilho sem distorcer as cores”, explica Queiroz Neto.

Menos frequentes, as lentes amarelas representam uma opção interessante para o motorista que costuma dirigir ao entardecer. “Elas reduzem o ofuscamento no lusco-fusco, mas também diminuem a visão de contraste em horários de muita luminosidade”, alerta o oftalmologista.

Independentemente da cor, as lentes devem ter proteção contra as radiações ultravioletas (UVA e UVB) do sol. E isso deve ser feito desde a infância. “Os danos da radiação são cumulativos”, alerta a sociedade em campanha no verão.

Sem proteção adequada, os olhos podem acabar sofrendo um processo chamado degeneração macular relacionada à idade (DMRI), que chega a cegar. Além disso, o sol antecipa a catarata e ainda causa pterígio, doença que torna mais espessa a membrana que encobre a parte branca dos olhos.

A SBO recomenda ainda verificar a uniformidade do reflexo das lentes, o que irá garantir mais comodidade aos olhos e evitará dores de cabeça. Para checar essa uniformidade, a sociedade sugere verificar o reflexo de uma lâmpada fluorescente em toda a extensão da lente.

A armação dos óculos também pode ser uma aliada contra o sol. Quanto mais larga ela for, mais irá proteger. Além disso, a SBO recomenda o uso combinado de outras proteções, como bonés e chapéus.

18 de agosto de 2016
Mel e própolis contra dor de garganta

Receita caseira tem benefícios comprovados, mas requer cuidado para evitar complicações.

A fama de mocinho pode não ser inteiramente verdadeira para a combinação mel e própolis contra dor de garganta. Eles realmente têm propriedades benéficas, mas se usados de maneira inadequada, o efeito será inverso.

O mel tem propriedade mucolítica. Isso significa que ele dissolve o muco das vias respiratórias e ajuda na expectoração. Em pessoas com dor de garganta, a formação de muco provoca tosse, o que agrava a dor e a inflamação.

Além disso, o mel é considerado um anti-inflamatório poderoso. Ele carrega uma enzima chamada glicose-oxidase, que forma pequenas quantidades de peróxido de hidrogênio (potente antiséptico) no açúcar do alimento. Isso confere ao mel a capacidade de inibir inflamações e de reconstruir novos tecidos na região da garganta.

“Mas não exagere da dose. Não é difícil o mel irritar o estômago e causar refluxo”, afirma a alergista e otorrinolaringologista Mônica Menon-Miyake, dos hospitais Sírio Libanês e Prof. Edmundo Vasconcelos. O refluxo frequentemente provoca irritação na garganta e pode facilmente agravar dores já existentes. E se a pessoa combinar o mel com limão, o risco pode ainda ser maior porque limão é uma fruta cítrica, muito ácida.

O própolis é outro anti-inflamatório importante, comumente comercializado junto ao mel. “O problema é que o própolis requer álcool para se manter conservado. E álcool aumenta a irritação na garganta”, alerta a médica. Ela comenta que estão começando a surgir fórmulas livres de álcool, mas a eficácia delas na conservação do própolis ainda está sendo aperfeiçoada.

Por conta dos fatores acima, a médica recomenda sempre uma visita ao consultório de um especialista, no caso de dor na garganta. Ela poderá avaliar a origem do problema, se é viral ou bacteriano, e adotar a melhor estratégia de tratamento. Isso não descarta o uso das fórmulas caseiras, mas é melhor fazê-las sob orientação, para não errar na dose. E, no caso da pessoa já ter refluxo gástrico, o tratamento deverá ser exclusivamente medicamentoso.

10 de agosto de 2016
Adicione sabor à pipoca, sem gordura

Ela pode ser um lanche saboroso e magro, com pitadas de tempero diferentes. Confira as dicas.

A pipoca pode ser um lanche saudável, mas você tem que acrescentar manteiga e sal para ter mais sabor – o que pode comprometer seu snack.

A American Dietetic Association (ADA), associação norte-americana que reúne profissionais de nutrição e nutrologia, lista estas alternativas saudáveis para dar mais sabor à sua pipoca:

- Acrescente uma pitada de tempero, como páprica ou pimenta em pó. Leia mais: Temperos que fazem a diferença;

- Salpique alho ou manjericão;

- Opte ainda por acrescentar uma pequena porção de queijo parmesão com baixo teor de gordura;

- Se preferir pipoca doce, misture uma pequena quantidade de gotas de chocolate.

04 de agosto de 2016
Como proteger a saúde nas viagens de navio

Diarreias são os principais problemas de saúde que aparecem em cruzeiros. Saiba como evitá-los.

Dados oficiais do governo federal mostram que, nas duas últimas temporadas de viagens de cruzeiros que passaram pelo Brasil, desembarcaram dos navios 5.233 tripulantes acometidos por algum problema de saúde. As doenças mais frequentes foram as infecções gastrointestinais (diarreias ).

Elas são resultantes das inúmeras bactérias e vírus que circulam por entre as comidas expostas o dia inteiro em bufês e nas águas paradas. Além disso, alguns microorganismos acabam trazidos na “bagagem” dos turistas, de origens totalmente diferentes e reunidos em um único ambiente.

A boa notícia é que os especialistas falam que é possível evitar as contaminações com medidas simples – uma delas, por exemplo, é aumentar a frequencia da lavagem das mãos.

O último sinal de alerta sobre a saúde dentro dos cruzeiros marítimos veio recentemente, quando uma mulher norte-americana, de 61 anos, morreu dentro de um navio que chegou no Píer Mauá, no Rio de Janeiro. As primeiras informações dão conta de que ela foi vítima de uma doença cardiovascular, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que o relatório do Serviço Médico do navio indicou notificação de 86 casos de gastroenterite, sendo 79 em passageiros e sete tripulantes.

A gastroenterite pode ser provocada por vírus ou bactéria e causa inflamação das mucosas intestinais, resultando em vômitos e diarreias. Além desta doença, o Centro Brasileiro de Medicina do Viajante já elencou o norovírus como outro desafio da indústria dos cruzeiros. Os dois problemas são proliferados pelos mesmos motivos: fragilidade na higiene da equipe que atua nas cozinhas dos navios, temperatura e tempo de exposição dos alimentos nas bancadas dos bufês e também negligência na hora de lavar pratos, talheres, guardanapos e roupas de cama usados nas embarcações.

Uma lista dos alimentos com mais perigo de contaminação

Além dos vírus, outro agente causador de problemas sérios dentro dos cruzeiros é a oferta excessiva de bebidas alcoólicas nas viagens, em especial no esquema ‘tudo incluso’. Comer demais também pode provocar danos e sobrecarga do organismo, assim como tomar sol sem a proteção adequada.

Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Medicina de Viagem elencou uma série de dicas para amenizar os problemas de saúde nos cruzeiros.

Antes de viajar

• Consulte um médico de viagem ou que tenha experiência para fornecer as diretrizes da vacinação e da prevenção de doenças de acordo com o estado de saúde prévio do viajante, com a duração da viagem, com os locais a serem visitados e com as prováveis atividades recreativas que ele terá;

• Atualize o calendário de vacinação de acordo com a faixa etária e as condições específicas de saúde, inclusive com a vacina da gripe;

• Informe-se sobre o medicamento mais adequada em caso de enjoo;

• Leve todos os medicamentos dentro das embalagens originais, com a prescrição do médico e relato da indicação;

• Informe-se sobre o tipo e a qualidade dos serviços médicos no próprio navio e também ao longo do itinerário. É essencial saber se e como os passageiros e a tripulação podem ser enviados para a terra em caso de necessidade;

• Verifique a existência e a qualidade da enfermaria do navio;

Durante o cruzeiro

• Lave as mãos frequentemente, com sabão e água ou use um sanitizador à base de álcool. Isso ajuda a prevenir tanto a gripe quanto o norovírus;

• Só beba água mineral industrializada;

• Tome cuidado com o que come – confie no seu nariz e utilize bem os seus olhos. Evite maionese;

• Aos primeiros sintomas gastrointestinais ou respiratórios, procure o serviço médico do navio;

• Use talheres e copos descartáveis.

28 de julho de 2016
Compreendendo a osteopenia

Problema aparece antes da osteoporose – que é mais grave – dar sinais no organismo.

Osteopenia é o termo médico usado para designar a baixa densidade óssea. O diagnóstico indica que o paciente pode estar em risco de desenvolver uma forma mais grave de enfraquecimento dos ossos, a osteoporose, informa a Fundação Nacional da Osteoporose.

Caso você já sofra de osteopenia, é hora de proteger ainda mais seus ossos contra o enfraquecimento. Quanto mais baixa a densidade óssea, maior o risco de sofrer uma fratura.

A fundação sugere realizar exercícios de peso, ingerir bastante cálcio e vitamina D, limitar o consumo de álcool e evitar o fumo.

Algumas pessoas que sofrem de osteopenia podem precisar de medicações para estabilizar ou reverter a perda de massa óssea. Talvez seja também necessário realizar consultas médicas e exames de densitrometria óssea com mais frequência.

Consulte seu médico sobre o que pode ser recomendado para o seu caso.

19 de julho de 2016
Evite a transmissão de germes

Com o outono se aproximando, recomeça a temporada de resfriados e gripes.

Vírus causadores do resfriado comum e da gripe se espalham por meio de gotículas produzidas através do espirro ou da tosse, processo denominado “difusão de gotículas” pelo Centro de Controle e Prevenção das Doenças (CDC) dos Estados Unidos.

Essas gotículas, carregadas de vírus e bactérias, também podem transmitir doenças ao tocarmos uma superfície contaminada e, em seguida, levarmos a mão aos olhos, boca ou nariz, informa o centro. O CDC oferece as seguintes sugestões para ajudar a evitar a difusão de germes:

- Sempre cubra a boca ou o nariz ao tossir ou espirrar. Tente tossir ou espirrar em um lenço, em vez de usar as mãos;

- Lave as mãos com frequência, procedimento que deve durar cerca de 20 segundos. A agência informa que este é o tempo aproximado para cantar “Parabéns a Você” duas vezes;

- Tenha sempre à mão um frasco de álcool gel ou toalhinhas de limpeza para higienizar as mãos na falta de uma pia;

- Ensine as crianças a seguir os mesmos procedimentos.

14 de julho de 2016
Ganhe mais controle respirando!

Confira os benefícios proporcionados pelos exercícios respiratórios e ganhe mais saúde e bem-estar na sua rotina.

Exercícios que ajudam a relaxar o corpo e a mente podem oferecer uma série de benefícios físicos e emocionais. Um bom exemplo são os exercícios respiratórios controlados, que podem ajudar a acalmar em situações de tensão.

Segundo a Clínica Cleveland (EUA) entre os possíveis benefícios dos exercícios que acalmam a mente e o corpo estão:

- Redução da ansiedade e melhor controle da dor;

- Melhora do sono;

- Menor necessidade de medicamentos para a dor após cirurgias;

- Menos complicações pós-cirúrgicas, menor tempo de internação e recuperação mais rápida;

- Fortalecimento do sistema imunlógico;

- Maior sensação de bem-estar e controle.

06 de julho de 2016
Como usar gelo em uma torção de tornozelo

Quando e como aplicar as compressas geladas para aliviar a dor e reduzir o inchaço local.

A entorse de tornozelo é uma lesão que causa estiramento ou ruptura de ligamentos da articulação. Especialistas sugerem frequentemente gelo na região para aliviar a dor e reduzir o inchaço.

A Academia Americana de Médicos de Família oferece estas diretrizes para aplicação da compressa gelada em caso de torção no tornozelo:

- Encha um saco plástico com gelo picado e aplique-o no tornozelo. Mas, primeiro, cubra o tornozelo com um pano fino e úmido;

- Evite lesões conhecendo seu tipo de pisada;

- Para um “banho de neve”, adicione água e gelo em um balde grande, imergindo o pé até que a pele fique dormente;

- Para uma massagem, congele água em um pequeno copo de isopor e remova a parte superior do copo, uma vez que esteja congelado. Massageie suavemente o tornozelo com o gelo, segurando pela parte coberta do copo, em movimentos circulares. Não deixe o gelo na mesma parte do tornozelo por mais de 30 segundos.

Primeiros socorros: como agir em caso de fratura

- Nos três primeiros dias após a entorse, aplique o gelo no tornozelo com intervalos de duas a quatro horas;

- Não faça aplicações de gelo por mais de 20 minutos, para evitar danos aos nervos;

- Pare com a aplicação de gelo assim que a pele começar a ficar dormente.

30 de junho de 2016
Se você tem propensão a incômodas queimações de azia, não basta tomar um antiácido – cuidados com o que você come devem vir em primeiro lugar

A American Gastroenterological Association listou alimentos e bebidas que devem ser evitados, pois podem provocar o problema. São eles:

·         Alimentos fritos ou ricos em gordura;

·         Alimentos com chocolate ou hortelã;

·         Bebidas alcoólicas, bebidas com carbonatação (refrigerantes, água com gás) e café;

·         Mostarda e ketchup, bem como molho de tomate;

·         Substâncias ácidas, como vinagre, sucos cítricos e frutas cítricas.

21 de junho de 2016
Como evitar doenças de origem alimentar

Cinco dicas que ajudam a manter alimentos frescos, saudáveis e livres de micro-organismos que causam doenças.

A maneira como compramos os alimentos que consumimos no dia a dia pode afetar nosso risco de contrair doenças de origem alimentar. A Associação Americana de Dietética oferece as seguintes dicas para compras de alimentos:

- Encha o carrinho de supermercado primeiramente com alimentos não perecíveis, deixando carnes, laticínios e outros itens que podem estragar para o final;

- Escolha produtos frescos vendidos separadamente, evitando os pré-embalados;

- Assegure-se de que os laticínios não passaram da data de validade;

- Escolha carnes, aves e peixes cuidadosamente, comprando apenas os cortes mais frescos de um mercado de sua confiança;

- Coloque as carnes, aves e peixes em sacolas separadas dos outros alimentos.

16 de junho de 2016
Saiba evitar dor nas costas ao viajar de carro

Veja seis dicas para não deixar a dor estragar seu passei.

Viajar longas distâncias de carro pode prejudicar as costas e causar dor. A Associação Americana de Quiropraxia dá sugestões de como afastar qualquer dor nas costas em viagens de carro. A dor nas costas é a líder também de afastamento do trabalho.

1) Ajuste o banco do carro de forma que você possa se sentar confortavelmente perto do volante, com seus joelhos ligeiramente mais altos que seus quadris;

2) Use um suporte para as costas;

3) Faça intervalos regularmente para descansar.;

4) Estique os dedos dos seus pés, os músculos das pernas e dos ombros enquanto você dirige;

5) Mantenha as mãos no volante simulando a posição de um relógio de ponteiro marcando 3h e 7h, alternado eventualmente com as posições 10h e 2h;

6) Segure o volante de forma relaxada, ocasionalmente apertando, e depois afrouxando o aperto;

O alongamento combate dor nas costas durante o frio.

08 de junho de 2016
Fatores de risco para o desmaio

A perda de consciência pode partir de situações que você nem imagina.

O desmaio ocorre quando você perde a consciência temporariamente devido a uma queda repentina no fluxo sanguíneo para o cérebro.

A Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos lista essas possíveis causas de desmaios:

- Grande esforço durante a evacuação;

- Ataque de tosse prolongado;

- Ficar de pé por muito tempo;

- Levantar rapidamente quando se estava deitado;

- Em caso de extrema dor ou medo;

- Ter um sangramento intenso;

- Sofrer uma desidratação significativa;

- Ter uma rápida queda de pressão arterial. 

03 de junho de 2016
Fique atento à dor no punho

Ela pode ser sinal da síndrome do túnel do carpo, problema provocado por movimentos repetitivos.

A síndrome do túnel do carpo se caracteriza pelo inchaço de um nervo no pulso, que se estende até a mão.

O problema pode causar dor e fraqueza e é tipicamente provocado por movimentos repetitivos durante um longo período de tempo.

A Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos alerta que as seguintes atividades podem levar à síndrome do túnel do carpo:

- Digitação em computador, especialmente se a estação de trabalho não estiver configurada corretamente;

- Trabalhos de costura e pintura ;

- Trabalho em linha de montagem;

- Utilização de ferramentas vibratórias ou ferramentas manuais;

- Tocar determinados instrumentos musicais.

27 de maio de 2016
Saiba evitar os enjoos matinais

Jantar horas antes de deitar e consumir bananas melhoram o incômodo, mais frequente em grávidas.

Durante o primeiro trimestre da gravidez, as mudanças hormonais são responsáveis por náuseas e vômitos, em especial no período matutino.

O site womenshealth.gov (mantido pelo governo norte-americano sobre saúde feminina) sugere algumas medidas para amenizar os sintomas.

- Coma devagar e em pequenas porções ao longo do dia, substituindo as tradicionais três refeições (café da manhã, almoço e jantar);

- Não coma alimentos fritos, condimentados e gordurosos. Arroz, cereal e bananas são ótimas escolhas;

- Procure jantar horas antes de deitar;

- Ao acordar, prefira alimentos secos como torradas e biscoitos;

- Evite cheiros que podem provocar náuseas.

20 de maio de 2016
Bolhas nos pés: pode estourar?

Meia justa e calçado apropriado reduzem o atrito nos pés e evitam as bolhas.

Ter bolhas nos pés pode parecer um problema simples, mas isso não faz dele menos incômodo. Basta o sapato novo não ter o formato ideal ou alguma mudança na rotina nos forçar a uma caminhada mais longa. No caso de esportistas, profissionais ou amadores, as bolhas podem representar um problema sério, com implicações no desempenho.

A orientação do dermatologista Agnaldo Mirandez, diretor da clínica Perffeta e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é “manter a área afetada em repouso e evitar novos traumas”. Mas isso pode ser um luxo que nem todos têm o prazer – ou alívio – de desfrutar. Por isso, o médico preparou algumas dicas para cuidar das bolhas e reduzir o incômodo que elas provocam.

- É importante manter a região sempre limpa para evitar infecção;

- O ideal é manter a área afetada em repouso até sarar;

- Se o repouso não for possível, esvazie o conteúdo com uma agulha esterilizada. Serve agulha de injeção, comprada em farmácia;

- Nunca remova a pele da bolha. Mesmo se retirar o líquido interno, tente preservar o máximo de pele possível, pois ela age como proteção natural;

- Se você for maratonista ou corredor, provavelmente tem bolhas com frequência. Use um óleo ou vaselina para diminuir os atritos no local. Isso diminui a dor, mas não garante o mesmo desempenho;

- Toda bolha corre o risco de infeccionar e de formar pus. Se isso acontecer, o tratamento deve ser feito com antibiótico oral ou de uso local, mas sempre sob orientação médica;

- Para evitar bolhas, use calçados adequados a atividade física que pratica;

- Evite meias ásperas e dê preferência àquelas mais justas, pois a chances delas dobrarem e causarem uma bolha é menor;

- A maneira de correr também pesa muito na formação de bolhas. Procure um médico para verificar a sua pisada e, se houver uma incorreção grande, pode ser preciso adotar palmilha ortopédica.

10 de maio de 2016
Como aliviar a dor do joanete

Escolher corretamente os sapatos e evitar saltos altos minimiza o problema. Confira outras dicas.

O joanete é uma deformidade do pé, que pode ocorrer devido ao uso de sapatos apertados ou com saltos muito altos. A articulação na base do dedão do pé se destaca e fica inflamada.

A Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos indica alternativa para aliviar a dor com facilidade:

- Escolha sapatos confortáveis e que se encaixam perfeitamente nos seus pés

- Use sapatos que tenham sola macia e que não aperte os dedos

- Não use saltos muito altos, apertados e pontudos

- Proteja o joanete com uma almofadinha acolchoada, produto vendido em casas especializadas

O estudo confirma que o joanete é hereditário

05 de maio de 2016
Essa dor é endometriose?

Saiba reconhecer os sintomas da doença que acomete principalmente mulheres na fase reprodutiva.

A endometriose ocorre quando o tecido do útero cresce fora do útero, geralmente nos ovários ou trompas.

O site womenshealth.gov menciona os sintomas abaixo, típicos da endometriose.

- Infertilidade

- Dor abdominal, na parte inferior das costas ou dor pélvica antes ou durante a menstruação

- Sangramento entre os períodos mentruais

- Dor intestinal, distensão abdominal, constipação ou diarréia

- Dores durante ou logo após a relação sexual

- Dor ao evacuar

28 de abril de 2016
Chiclete sem açúcar ajuda a manter a saúde bucal

Goma de mascar eleva a salivação e pode combater a formação de cáries.

As bactérias presentes na boca são responsáveis pela formação de placa dentária, cáries e desgaste do esmalte dos dentes. Elas se alimentam de açúcar, o grande vilão das bocas saudáveis.

Mascar chiclete sem açúcar, no entanto, pode ajudar a manter sua saúde bucal. A Associação Americana de Dentistas menciona os possíveis benefícios da goma de mascar sem açúcar:

- A mastigação ajuda a impulsionar a produção de saliva, que lava os ácidos responsáveis por danificar os dentes. Aumento da saliva eleva a quantidade de cálcio e fosfato – ambos fortalecem o esmalte do dente

- Chicletes sem açúcar contém edulcorantes – tais como o aspartame, sorbitol ou manitol, e não contribuem para a formação de cáries.

20 de abril de 2016
O adesivo contém nicotina – mesmo em menor quantidade, a substância é prejudicial aos bebês

Grávidas não podem usar adesivos de nicotina. O médico pneumologista da Divisão de Controle do Tabagismo do INCA (Instituto Nacional do Câncer), Ricardo Henrique Meirelles, explica que o uso da nicotina durante a gestação pode retardar do desenvolvimento cerebral e inibir a maturação pulmonar do feto – e o monóxido de carbono aumenta ainda mais o risco desses danos. “Ao usar os adesivos, a mãe estaria recebendo uma concentração menor de nicotina, sem monóxido de carbono. Mas estudos científicos demonstraram que uso de adesivos de nicotina na gestação levaram a sérios efeitos adversos, especialmente parto prematuro”, afirma o pneumologista.

O farmacêutico Rogério Hoefler, do Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos do Conselho Federal de Farmácia, reforça a necessidade de estimular a gestante tabagista a consultar médicos e psicólogos em busca de tratamento. “O uso de remédios deve ser evitado. As situações especiais requerem avaliação médica quanto aos riscos e benefícios do uso de medicamentos”, completa.

Segundo Ricardo Meirelles, o esforço vale a pena tanto para a saúde da mãe quanto para a saúde do filho. “O tabagismo na gravidez é responsável por aborto espontâneo, baixo peso ao nascer, parto prematuro, morte perinatal, placenta prévia (quando a placenta implanta-se no colo do útero, provocando sangramentos e comprometendo a oxigenação do bebê), descolamento de placenta, redução do calibre das vias aéreas – o que dificulta a respiração da criança – e déficit de aprendizado”, lista.

14 de abril de 2016
Encontre mais tempo para você

Se você é do tipo de pessoa que está sempre fazendo coisas para os outros, precisa encontrar tempo para si mesmo, dizem especialistas.

A Academia Americana de Médicos de Família oferece os seguintes conselhos para retomar o controle sobre o seu tempo:

- Tente manter um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal

- Encontre tempo para cultivar os relacionamentos importantes

- Não tenha medo de procurar ajuda de outras pessoas quando precisar

- Faça exercícios e pratique técnicas de relaxamento, isso vai ajudar a diminuir o estresse

- Mantenha a mente aberta e se disponha a experimentar novos hobbies e atividades.

01 de abril de 2016
Consumo de gorduras saturadas e trans aumenta risco de depressão

Pesquisadores acompanharam a dieta de 12 mil pessoas por seis anos.

Pesquisadores das universidades espanholas de Navarra e Las Palmas de Gran Canaria demonstraram que existe uma relação entre a ingestão de gorduras trans e saturadas e o risco de sofrer depressão. Este é o resultado de um estudo realizado durante seis anos com 12.059 voluntários, cuja dieta, estilo de vida e doenças foram analisados.

Segundo o centro acadêmico de Navarra, nenhum voluntário sofria de depressão no início do estudo, mas no final foram detectados 657 casos. Os participantes com um elevado consumo de gorduras tipo trans - presentes de forma artificial na confeitaria industrial e em fast-food, e de forma natural em alguns produtos lácteos - apresentaram um risco de depressão de até 48% maior que os participantes que não as consumiam. Assim explicou Almudena Sánchez Villegas, professora titular de Medicina Preventiva da Universidade de Las Palmas de Gran Canaria, primeira autora do trabalho.

Além disso, o estudo revelou uma relação dose-resposta "de modo que quanto mais gorduras trans eram consumidas, maior efeito prejudicial era causado nos voluntários", afirmou a especialista. A equipe dirigida por Miguel Ángel Martínez González, catedrático de Medicina Preventiva da Universidade de Navarra, analisou também a influência das gorduras poliinsaturadas - abundantes em pescados e óleos vegetais - e as do azeite de oliva.

"Descobrimos que este tipo de gordura mais saudável, junto ao azeite de oliva, estão associadas a uma redução do risco de sofrer depressão", ressaltou o pesquisador e diretor do projeto. Os especialistas advertem que nos últimos anos a incidência da depressão aumentou, atingindo 150 milhões de pessoas no mundo, tornando-se a principal causa de perda de anos de vida nos países de renda per capita média.

Isto se deve, segundo Almudena, "a uma mudança radical nas fontes de gorduras consumidas nas dietas ocidentais", onde foram substituídos alguns tipos de gorduras boas - poliinsaturadas e monoinsaturadas de frutos secos, óleos vegetais, azeite de oliva e pescados - pelas saturadas e trans - de carnes, manteigas, confeitaria industrial e fast-food.

26 de maro de 2016
Melhore o poder do seu cérebro comendo

Com alimentação balanceada é possível adiar o declínio cognitivo que ocorre com o passar dos anos.

O declínio cognitivo pode levar à dificuldade de lembrar, comunicar ou aprender novas tarefas.

A Academia Americana de Médicos de Família sugere as seguintes medidas para ajudar a melhorar a saúde do cérebro e prevenir o declínio cognitivo:

- Mantenha o peso, o colesterol e a pressão arterial sob controle, com uma dieta nutritiva e alimentos com baixo teor de gordura

- Consuma em grande quantidade grãos, frutas e vegetais

- Evite gorduras saturadas

- Inclua ácidos graxos ômega-3 na dieta, como os contidos em peixes como salmão, sardinha e atum

- Pergunte a seu médico se você deve tomar algum suplemento com vitaminas

18 de maro de 2016
AVC: Como prevenir a principal causa de morte no Brasil
Um derrame cerebral, ou acidente vascular cerebral hemorrágico, é uma descarga de sangue no cérebro causada pela ruptura de uma artéria. Também conhecida como hemorragia cerebral, o acidente vascular cerebral é mais prejudicial do que a embolia, uma das principais causas de interrupção do fluxo sanguíneo para uma parte do cérebro.
Quando ocorre um derrame, as células da parte afetada do cérebro são danificadas por falta de fornecimento de oxigênio e glicose, que são necessários para desempenhar suas funções. Sendo assim, requer tratamento hospitalar imediato para diminuir possíveis danos que podem ocasionar ao cérebro. E como pode ser prevenir um derrame?
 
Reduzir fatores de risco
 
Para prevenir o AVC é necessário reduzir e controlar os fatores de risco, como a hipertensão ou pressão arterial elevada, colesterol elevado, obesidade, diabetes tipo 2, tabagismo e álcool. Há outros fatores de risco, como uso de drogas, o sedentarismo, a obesidade, o estresse e a síndrome metabólica. Além disso, no caso das mulheres, também inclui tomar contraceptivos orais, hormônios após a menopausa e sofrer de enxaqueca.
 
Caminhada
 
De acordo com estudos recentes, estes fatores podem ser reduzidos praticando caminhada. A caminhada rápida é uma forma de exercício aeróbico, que como você sabe, é projetado para fortalecer o coração, pulmões e músculos. Se o seu coração está forte, poderá levar muito mais sangue, nutrientes e oxigênio para o resto do seu corpo, incluindo o cérebro.
 
Frutas e vegetais
 
Por outro lado, outros estudos sugerem que frutas e verduras estão associados com menor risco de acidente vascular cerebral. Assim, alimentos como peras, maçãs, couve-flor, cebola, alho-poró, banana, alho ou pepino são ideais para reduzir a possibilidade de sofrer um acidente vascular cerebral hemorrágico.
 
03 de maro de 2016
Razões pelas quais sempre estamos com fome

É uma coisa terrível não saber como parar ou controlar a fome, e muitas vezes ela acaba sendo mais forte do que nós. Muitas pessoas querem saber os motivos pelos quais elas sentem fome constantemente. Então vamos descobrir agora alguns motivos pelos quais acabamos sentindo fome constantemente.

A influência de álcool

O American Journal of Clinical Research publicou um estudo que diz que as pessoas que bebem álcool aumenta o hormônio da fome chamado grelina.

Muitas pessoas tem o costume de beber um copo de vinho junto com a comida, mas isso acaba aumentando a fome, fazendo com que a pessoa coma ainda mais, sem nem perceber.

A televisão

De acordo com um estudo realizado pelo USDA, quem assiste mais de 2 horas de televisão por dia acaba comendo comidas mais calóricas. Pizzas, lanches, doces, fast foods, etc. Tudo isso acaba se tornando parte da vida dessas pessoas, e isso não é nada bom.

A falta de sono

A combinação fatal entre o hormônio leptina e grelina, essa combinação estimula uma parte do cérebro relacionada com o prazer da comida, de acordo com o Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism, quando dormimos menos do que o necessário, esses elementos são ativados. Por isso é essencial dormir pelo menos 8 horas por dia.

Os amigos atrapalham a dieta

Muitas vezes quando comemos com nossos amigos, acabamos comendo demais. Pois eles muitas vezes não se importam se você está fazendo dieta, e pedem mais comida, te forçando a comer mais. Por isso, procure não comer junto dessas pessoas.

Você não toma café da manhã? Isso acaba engordando!

É o que diz um estudo publicado no American Journal of Epidemiology. Eles garantem que esse hábito reduz o metabolismo, além de fazer com que você coma demais na próxima refeição. As pessoas que tomam café da manhã chegam com menos apetite para o almoço, o que significa comer menos.

23 de fevereiro de 2016
Como beber água de forma mais satisfatória

Todos sabemos que beber água é algo muito saudável, 8 copos por dia e a quantidade recomendada. Só que nem todos conseguimos beber essa quantidade todos os dias, pois muitas vezes estamos sem vontade de beber água, o que a torna meio que “intragável”. Então hoje você vai aprender como beber água de forma mais satisfatória.

A hidratação do corpo é essencial para uma boa saúde, todas as funções que o corpo executa exigem a água, pois ela remove impurezas e proporcionam energia necessária e ajudam a eliminar as impurezas, entre outras coisas.

É importante saber que

- 60% do seu peso corporal é água.

- Ter água suficiente em seu corpo significa que você tem um bom nível de energia, reduz o apetite e o metabolismo trabalha ainda melhor. Além de tudo isso, o seu corpo vai ficar totalmente livre de toxinas.

Como consumir mais água de uma forma satisfatória

- Inclua alimentos que possuem grandes quantidades de água como um corpo de outra forma remédio em forma.

- Beber um copo grande de água assim que você acorda, outro 30 minutos antes das refeições.

- Antes de comer alimentos salgados como batatas fritas, lanches, etc… tome um copo com água.

- Faça a sua própria água aromatizada, acrescentando fatias de limão, pepino, frutas, ervas frescas e outros.

- Você pode beber água com gás, pois não contém calorias e você pode gostar muito mais do que a água sem gás.

- Beba água antes, durante e após os exercícios.

- Se você está grávida, você deve beber 10 copos de água por dia, se você estiver amamentando, aumente a quantia para 13 copos de água por dia.

Há um indicador natural que não falha. Se a sua urina estiver bem escura você precisa de mais hidratação, agora se ela estiver mais clara, então quer dizer que você está hidratado. Quando mais clara ela estiver é melhor.

19 de fevereiro de 2016
Exames médicos que todos deveriam fazer
Com nossas vidas ocupadas, dedicamos boa parte do tempo à família e ao trabalho, além disso, muitas pessoas vão a academia e passam longas horas com os amigos.
Só que devemos ter atenção a um assunto, a nossa saúde. Precisamos reservar um tempo para ir ao médico fazer alguns exames. Só assim teremos certeza que estamos saudáveis. Então vamos ver agora alguns exames muito importantes que deveríamos fazer.
 
Papanicolaou
 
O exame de Papanicolau é um teste simples, basta levar alguns minutos, e em que o seu ginecologista usa um pequeno pincel e espátula para coletar células do colo do útero para detectar alterações pré-cancerosas.
 
Muitos acham que esse exame deve ser feito somente uma vez por mês, mas o ideal é que ele seja feito uma vez por ano, para ter certeza de que está tudo ok.
 
Exame de pele
 
Tendo em conta que o câncer de pele está crescendo, é importante fazer um exame de pele uma vez por ano. Ele também é um procedimento simples em que o dermatologista examina a pele do corpo inteiro (incluindo o couro cabeludo, órgãos genitais e entre os dedos), em busca de crescimentos suspeitos, moles ou lesões.
 
As doenças sexualmente transmissíveis (DST)
 
Se você tem menos de 25, você deve realizar os seguintes exames: de sangue, urina e/ou manchas genitais a cada ano. As DSTs estão bem comuns hoje em dia, por isso é importante fazer esses exames uma vez por ano.
 
Também é recomendado para todas as pessoas mais velhas, sexualmente ativas com fatores de risco, tais como um novo parceiro, ou mais de um parceiro sexual.
 
Mamografia
 
Aos 40 anos, você deve fazer a sua primeira mamografia e, a partir dessa idade a cada ano, especialmente se você tem fatores de risco, como histórico familiar. “Começando cedo salva milhares de vidas”, diz Elisa Porto, MD, chefe de cirurgia da mama e diretora do Centro de mama Dubin no Hospital Mount Sinai, em Nova York.
 
Exame clínico da mama
 
Como parte de sua visita ao ginecologista regularmente, você deve pedir para realizar um exame clínico da mama para detectar anormalidades no tamanho ou na forma dos seios, a pele ou os mamilos e protuberâncias suspeitas que podem indicar câncer.
 
Pressão arterial
 
Como a pressão arterial elevada aumenta o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral, insuficiência renal e outras doenças graves, então devemos fazer um exame da pressão arterial a cada dois anos. Mas se você tiver fatores de risco, como uma pressão arterial já elevada, então é importante fazer esse exame no mínimo 1 vez por ano.
 
Exame ocular
 
Em um exame oftalmológico completo, o médico faz coisas como medir a pressão ocular e examinar o interior de seus olhos pela dilatação. Mesmo se você achar que tem a visão perfeita, é essencial fazer um exame a cada ano.
 
Quando você está entre 20 e 30 anos, o Dr. Taylor sugere que seja feito um exame completo com um oftalmologista a cada 5 ou 10 anos (anualmente se você usar lentes de contato). A partir dos 40 deve ser feito um exame completo a cada dois anos.
10 de fevereiro de 2016
Dormir com sutiã: Sim ou não?
Muitas mulheres chegam no fim do dia super cansadas devido à correria do trabalho, e essas mulheres muitas vezes acabam não tirando o sutiã para ir dormir. Só que muitas pessoas dizem que faz mal, outras acham que não. Então hoje vamos descobrir se dormir com o sutiã é ruim ou não para a saúde.
 
É bom dormir com sutiã?
 
Alguns especialistas aconselham às mulheres que têm seios grandes que durmam com sutiãs. Já aquelas com seios normais ou pequenos não precisam fazer isso. No entanto, às vezes não é uma questão de querer ou não, mas depende do nível de sensibilidade de cada pessoa.
 
Há mulheres que não suportam dormir com o sutiã, pois ele pode causar desconfortos, outras, no entanto, não tem nenhum problema. Mas hoje em dia existem alternativas para tudo, existem por exemplo sutiãs especiais para dormir.
 
Dormir com o sutiã tem benefícios
 
Realmente dormir com sutiã traz benefícios, então vamos conhecer quais são esses benefícios.
 
- Se você já passou por uma cirurgia nos seios, é aconselhável usar os tecidos que protegem mais os seios.
- Os sutiãs como os Bras são ideais para as mulheres com seios grandes, pois eles trazem mais conforto e apoio durante o sono, evitando as dores.
- Dormir com sutiã ajuda a evitar que os seios caiam.
- Durante a gravidez ou se você ganhou peso, de repente, usar um sutiã para dormir pode prevenir as estrias e a flacidez.
- Se você estiver amamentando, utilizar sutiã é ideal para proteger as mamas e evitar que o leite vaze durante a noite.
 
Mesmo observando as vantagens de usar o sutiã para dormir, as mulheres que não usam também tem grandes vantagens, pois tem uma ótima sensação de liberdade.
 
Quando NÃO devemos usar sutiã para dormir
 
- Se você tem seios pequenos
- Se seus seios estiverem irritados ou inflamados
- Se você se sentir mais confortável sem ele
- Se você sentir uma sensação de aperto, ou outro desconforto
- Se você sofre de má circulação
 
Se você não sofre de qualquer condição que limita o uso de sutiã para dormir, então pode fazê-lo sem problema. Não há contraindicações, pois isso é uma escolha pessoal, você decide, pois somente você é que pode dizer se está confortável ou não quando usa o sutiã.
04 de fevereiro de 2016
5 diferentes cores de urina e o que dizem sobre sua saúde

Algumas vezes podemos saber como está nosso estado de saúde olhando para o nosso corpo. A urina é uma boa maneira de conhecer como anda nosso organismo. É por isso que hoje vamos ajudá-lo a identificar possíveis problemas relacionados com a cor da sua urina.

Urina azul-esverdeada

Neste caso, a cor da urina revela que você tenha consumido algum tipo de corante na sua alimentação. No caso de uma cor verde e um odor distinto, também pode ser associado com uma grande ingestão de espargos, capaz de alterar ambas as propriedades.

Urina avermelhada ou rosa

Muitos medicamentos e alguns alimentos com corantes artificiais podem ter esse efeito na urina. No entanto, se a cor vermelha vem do sangue, você deve ir ao médico, pois pode ser um problema maior.

Urina turva

Normalmente, essa urina de cor escura pode ser o indício de um problema de pedras nos rins.

Urina laranja

Embora algumas frutas podem mudar a cor da urina e fazer com que adquira uma cor laranja, preste atenção, porque a urina desta cor também é um sinal de desidratação e icterícia.

Urina com muita espuma

Apesar de não afetar diretamente a cor da urina, pode alterar as propriedades da mesma e ser o sinal de que você está consumindo proteína em excesso, e que deve reduzir o consumo de alimentos com este nutriente.

Como vê, é realmente fácil determinar algumas doenças ou enfermidades, tanto leves e moderadas, se você olhar um pouco a cor da urina, uma vez que esta é, afinal, é um líquido secretado de seu corpo que vem dos rins e de todo o sistema urinário, e portanto pode dar muitas pistas.

Alguns problemas como dor e infecções urinárias podem alterar a cor ou outros aspectos da mesma. Em qualquer caso, procure um médico para avaliar melhor sua situação.

30 de janeiro de 2016
5 maneiras de ensinar seus filhos a comerem mais saudável

Muitos pais lutam quando se trata de fazer com que as crianças comam saudável. Concorrentes tais como agendas lotadas e as tentações dos doces, hambúrgueres e refrigerantes, podem inviabilizar os planos mais bem intencionados. Abaixo estão algumas dicas para ajudar os pais a ensinarem seus filhos a comer alimentos saudável todos os dias.

1 – Seja criativo

Corte frutas e legumes de maneiras divertidas. Para preparar os pratos você pode usar purês coloridos de frutas ou legumes, adicioná-los a muitas receitas e montar pratos criativos, isso ajudará seus filhos a comerem mais saudável.

2 – Faça picolés de frutas

Não tenha medo de experimentar com relação as frutas. Você pode transformar praticamente qualquer fruta em um picolé e ter uma sobremesa gelada e saudável.

3 – Combine alimentos

Algumas crianças se desinteressam por certos vegetais por causa do gosto amargo. Solução? Misture vegetais amargos com os mais doces. Tente adicionar espinafre com batata-doce. Você vai ter uma mistura colorida e extremamente carregada com nutrientes.

4 – Envolva as crianças com a cozinha

Traga seus filhos para ajudar a encontrar e preparar novas receitas, a fazer a lista de supermercado, etc. Isto lhes darão a tomada de decisão para encontrar o que querem e como querem comer certos alimentos. No supermercado, deixe-os escolher quais os alimentos eles querem e estão dispostos a tentar comer. Uma vez que você chegar em casa, envolva-los na preparação e cozimento da refeição. Se eles estão envolvidos desde o início, estarão mais orgulhosos de sua realização e vão querer ao menos experimentar a refeição saudável que acabaram de fazer com a família.

5 – Seja o modelo

Não é uma surpresa que os principais modelos para as crianças são a mãe e o pai, então você não pode obrigar seu filho a comer rúcula se você mesmo não come.

As crianças tendem a imitar tudo o que seus pais fazem. Reagindo positivamente a alimentos saudáveis ​​mostrará as crianças que elas têm um gosto bom e são boas para saúde. Mesmo que as crianças não gostem da comida, elas podem mudar suas atitudes ao longo do tempo, apenas com base nas reações dos pais.

Aprender a comer saudavelmente na infância é fundamental para o desenvolvimento da criança, além disso, o que aprendemos nessa fase da vida, geralmente é o que vamos levar para fase adulta, inclusive em relação aos nossos hábitos alimentares.

Outro ponto importante para ressaltar, é que ensinando as crianças a levarem uma dieta saudável e equilibrada, também evitaremos que sofram com a obesidade infantil, que pode comprometer suas saúdes.

20 de janeiro de 2016
Anorexia: como detectar os primeiros sintomas

Os vários transtornos alimentares, como a anorexia, não são fáceis de reconhecer, em sua primeira fase, no entanto, observar alguns sinais pode servir para nos alertar sobre isso.

Quais são os primeiros sintomas de anorexia?

Normalmente, as pessoas que sofrem de anorexia, inicialmente tendem a ter um comportamento normal, mas podem dizer que eles estão em uma dieta, a realidade é que ninguém se preocupa com uma atitude tão comum nos dias de hoje. Com o passar do tempo determinados sinais que podem surgir são marcantes, como por exemplo, os que se tornam obsessivos.

Comportamentos como: comer tudo diet ou light, ou contar calorias de absolutamente tudo o que é consumido, devemos levar em conta todos os sintomas quando suspeitamos que alguém sofre de anorexia.

As dietas restritas são muito procuradas por quem sofre de anorexia, e geralmente essas pessoas tem uma vontade de segui-los à risca.

Outros sintomas que podem ser observados ao longo do tempo são os seguintes:

· Aparência exageradamente magra

· Enzimas hepáticas elevadas

· Fadiga, cansaço

· Tonturas ou desmaios

· Apreensão

· Unhas quebradiças, cabelo cai e enfraquece

· A falta de menstruação (amenorreia)

· Batimentos cardíacos irregulares

· Baixa tensão

· Desidratação

· Aparecimento de lanugem (cabelo fino nas extremidades)

· Prisão de ventre

· Ressecamento da pele

· Intolerância ao frio

· Descalcificação óssea e osteoporose

A anorexia, como outros distúrbios alimentares é uma condição muito grave, é preciso prestar ajuda incondicional a aqueles que estão com o problema, porque muitas vezes essas pessoas não são capazes de reconhecer que eles têm um problema. Eles se veem com muita gordura, quando na verdade estão extremamente magros.

Aqueles que sofrem de anorexia podem enfraquecer e ficar desnutridos, a ponto de morte. Também é muito comum que essas pessoas realizem atividades físicas muito intensas, a qualquer momento eles podem ir praticar alguma atividade física, porque sabem que, assim, conseguem perder calorias e, portanto, perder peso. Por isso a frequência com que eles fazem exercícios aumenta muito. Essas pessoas não se alimentam corretamente, pois se sentem culpados, achando que estão comendo uma quantidade enorme de calorias.

Anorexia não é uma doença que pode ser tratada sem assistência médica e psicológica, de alguma forma, é uma condição autodestrutiva que tem muito componente emocional. Então, se você conhece alguém que está sofrendo com esse problema, o melhor que você pode fazer é ajudar essa pessoa a aceitar visitar um profissional.

06 de janeiro de 2016
O álcool prejudica a qualidade do nosso sono, diz pesquisa

O álcool faz você cair no sono mais rápido, mas a qualidade do nosso sono é pior. Mostra um estudo realizado por pesquisadores do Centro de Sono de Londres, nos EUA, que confirma que o álcool afeta negativamente o sono a curto prazo.

Por isso, apesar do álcool nos ajudar a dormir mais rápido, tem um impacto negativo sobre a fase do sono chamada REM, que é onde acontece os sonhos. Na verdade, um outro estudo publicado na revista Sleep, descobriu que o alcoolismo afeta o sono, mesmo dois anos depois de deixar esse vício.

O álcool interrompe o sono profundo

A crença comum é que o álcool ajuda a dormir melhor. No entanto, esta afirmação não é totalmente verdade, pois apesar de nos fazer dormir mais rápido, o álcool também nos faz acordar no meio da noite com mais frequência.

Isto é porque o álcool prejudica a segunda fase do sono, ou seja, a fase REM, que é quando realmente começa o ciclo de sono de uma pessoa. Note que o sono tem diferentes fases e em cada uma o cérebro registra uma atividade diferente.

Alcoolismo e deterioramento cognitivo

A tudo isto vamos acrescentar os resultados de um outro estudo publicado na revista Sleep, que mostra que o álcool prejudica a qualidade do nosso sono, mesmo dois anos depois de deixar este hábito de vida tão insalubre.

Para chegar a estas conclusões, os investigadores tiveram a colaboração de um grupo de voluntários que sofriam de alcoolismo crônico, e que tiveram dificuldade para chegar REM do sono. Esta pesquisa é importante, uma vez que estes problemas para conseguir um sono profundo também pode causar comprometimento cognitivo.

Portanto, podemos resumir as conclusões da pesquisa realizada onde o consumo de álcool interrompe mais frequentemente nosso sono, o que além das perdas cognitivas, uma má qualidade de sono pode acarretar muitos outros problemas de saúde.

30 de dezembro de 2015
7 causas mais comuns de alergias vaginais

Ainda que as alergias vaginais sejam menos comuns que as infecções, elas não deixam de ser desconfortáveis. Tal como acontece com outras alergias, também podem causar reações repentinas e aparentemente inexplicáveis.

Os sintomas de uma alergia vaginal podem incluir corrimento anormal, irritação, vermelhidão, inflamação e coceira, e até mesmo nos casos mais graves, pode formar bolhas. Tudo isso pode ser assustador, mas muitas vezes controlado e prevenido facilmente se encontramos as causas desse problema.

Causas de alergias vaginais

- Desodorantes (sprays) de higiene feminina

- Lubrificantes

- Tampões e papel higiênico com perfumes e corantes

- Os espermicidas presentes em alguns métodos contraceptivos

- Detergentes, amaciantes ou sabonetes

- Medicamentos, em especial que se aplicam diretamente nessa região

- Um certo tipo de proteína presente no esperma

Tratamento e prevenção

Uma vez que você determina o que está causando a reação tem que ficar longe da causa. Você não deve usar produtos com cores e aromas. Se você alterou recentemente a sua marca de sabonete intimo, por exemplo, volte a usar a antiga novamente, e de preferência opte por absorventes higiênicos.

É importante consultar o seu médico, porque, além de ajudar a tratar o problema, ele pode determinar se você é alérgica ao sêmen de seu parceiro. O médico também irá dar-lhe alguns medicamentos para aliviar os sintomas, tais como cremes vaginais ou pomadas. Em casos mais extremos, poderá também recomendar-lhe tomar anti-histamínicos e corticoides, de uso oral ou aplicados na área.

Esses são os sintomas mais frequentes de uma alergia vaginal, outros problemas que atingem essa área são as coceiras vaginais e secura nessa região. Em todos os casos esses problemas podem provocar muitos incômodos.

Outro conselho para combater os casos de alergias vaginais e outros problemas na região intima feminina é evitar ficar com biquíni molhado. 

24 de dezembro de 2015
Principais sintomas da deficiência de ferro em nosso organismo

O ferro é um nutriente muito importante para o nosso corpo. A falta deste mineral pode levar a tonturas, fadiga, infecções, anemia, mau desempenho, falta de concentração e muitos outros problemas de saúde.

Em algumas pessoas, a falta de ferro constitui um importante problema de saúde que deve ser tratado com uma dieta especial e mesmo suplementos nutricionais prescritos por um especialista. Mas como é que sabemos se o nosso corpo precisa de uma dose extra de ferro? Tome nota de alguns dos sintomas da deficiência de ferro mais comuns que são um aviso de que algo está errado em nosso corpo.

Cansaço

A fadiga é o mais importante indicador da deficiência de ferro em nosso corpo. O ferro é responsável pelo transporte de oxigênio para as células dos tecidos através do sangue. Portanto, a deficiência de ferro faz com que o corpo precise de mais energia para funcionar corretamente.

Dor de cabeça

A dor de cabeça frequente é usualmente outro sintoma que revela a falta de ferro no corpo. Tal como no caso anterior, o oxigênio não chega ao cérebro, causando à enxaqueca.

Para as mulheres, a menstruação dolorosa ou pesada também pode ser uma indicação de que precisam consumir mais ferro.

Palidez

A palidez do rosto também pode revelar a deficiência de ferro em nosso corpo. Assim como problemas respiratórios, por exemplo, quando sentimos que precisamos de ar.

Pernas inquietas

Especialistas em saúde também nos lembram da síndrome das pernas inquietas que aflige cerca de 15% das pessoas com deficiência de ferro.

Alimentos com mais ferro

Se você tiver algum destes sintomas, talvez seja a hora de equipar sua despensa da cozinha com qualquer um dos seguintes alimentos ricos em ferro:

- Os moluscos são alimentos que contém muito ferro, cerca de 24 mg. de ferro por 100 gramas

- Cereais integrais

- Fígado

 - Legumes

 - Os vegetais de folhas verdes como espinafre e acelga

 - Carne de frango ou de vaca

A falta de ferro em nosso organismo, têm muitos sintomas fáceis de serem identificados, mas para ter certeza de que são realmente originários da carência desse mineral no corpo é preciso consultar um médico e fazer exames que podem revelar a causa exata desses problemas.

Em todo caso, se a deficiência de ferro for constatada, fique alerta, pois pode causar anemia. 

15 de dezembro de 2015
Dicas para curar e aliviar o desconforto de aftas e úlceras bucais

As aftas ou úlceras bucais são lesões que aparecem na boca, com forma arredondada, ligeiramente vermelha e com um tamanho que pode chegar a 8 mm.

Todos nós já sofremos alguma vez destas lesões bucais que podem ter causas diferentes e, geralmente, não apresentam qualquer problema de saúde, pois desaparecem em uma semana ou duas. No entanto, são bastante dolorosas, por isso, você deve saber como tratar as aftas ou úlceras bucais.

Tratamento para aftas ou úlceras bucais

Especialistas em saúde reconhecem que não existe um tratamento, porque elas acabam por desaparecer por conta própria dentro de algumas semanas.

O que podemos fazer é aliviar o desconforto que causam, evitando o consumo de alimentos ácidos e cítricos e alimentos condimentados.

Aliviar o desconforto

Além disso, há anestésicos locais que ajudam a reduzir a dor. Estes medicamentos são em forma de solução bucal e podem ser comprados em farmácias sem receita médica.

Não se esqueça que existem géis, enxaguantes bucais e outros medicamentos que atuam com efeito anti-séptico contra bactérias na boca. Você pode consultar o seu médico ou dentista para aliviar a inflamação e desconforto.

Quando devemos ir ao médico

Como explicamos anteriormente, úlceras na boca ou aftas costumam durar uma ou duas semanas e desaparecem sozinhas. No entanto, se ocorrer com alguma frequência, deve consultar um médico, pois pode ser um sintoma de uma doença que começa a se manifestar.

Qualquer lesão na região da boca, por menor que seja, causa grandes incômodos, principalmente na hora das refeições. Além disso, você deve tomar alguns cuidados bucais, seja com a escovação e outros métodos higiênicos para evitar não só aftas e úlceras bucais, mas também outros problemas como cáries e gengivite.

09 de dezembro de 2015
Os perigos da poluição sonora para nossa saúde, segundo a OMS

Vivemos cercados pelo ruído. Durante todo o dia, em qualquer lugar e em quase qualquer todo o momento. Vizinhos irritantes e barulhentos, buzinas de carros, obras em vias públicas, o barulho do despertador todas as manhãs…

O ruído é um outro tipo de poluição que ocorre principalmente nas grandes cidades. Alguma vez você já parou para pensar em algum momento, como essa poluição sonora nos afeta? Hoje vamos satisfazer a sua curiosidade com dados fornecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que demonstram a relação inevitável entre a poluição sonora e nosso bem-estar.

Problemas de estresse, ansiedade e distúrbios do sono.

Segundo a OMS, os sons inferiores a 70 decibéis não representam nenhum dano para os nossos ouvidos. No entanto, quando o som excede 85 decibéis e ocorre em um período de oito horas, pode ser muito perigoso para a saúde. Mas, além das consequências físicas, a poluição sonora vai muito mais longe.

Além da perda de audição e doenças relacionadas ao ouvido, a poluição sonora a que estamos expostos diariamente pode ter outras consequências psicológicas, como estresse, irritabilidade e até mesmo problemas de sono.

Perda de audição e enfermidades neurológicas

Além disso, a poluição sonora pode também causar outros problemas, tais como perda de concentração e mesmo doenças neurológicas, ainda que este último em menor porcentagem.

Nós todos acabamos experimentando este tipo de poluição tão irritante quando expostos a ruídos cotidianos muitas vezes inevitáveis. Por isso, para cuidar principalmente de nossa audição, é preciso tomar cuidado ao usar fones de ouvido e, se você trabalha em locais com muito barulho, respeitar as normas de segurança da empresa e usar sempre protetores auriculares.

04 de dezembro de 2015
Abuso de tecnologias pode promover o consumo de drogas

Passar muito tempo em frente ao computador pode promover o consumo de substâncias tóxicas, tais como cannabis. Pelo menos é o que diz um estudo realizado por pesquisadores da UAB, pelo Instituto Catalan da Saúde (ICS) e pelo FPCEE Blanquerna (Universidade de Ramon Llull).

Tendo em conta que a nossa sociedade é cada vez mais digital e passa cada vez mais tempo em frente à tela do computador ou do smartphone, os dados desta pesquisa são particularmente preocupantes.

Juventude e o controlo paterno

Para tirar essas conclusões, foram investigados os hábitos de 5.538 alunos do ensino secundário no ano letivo de 2010-2011. A pesquisa analisou os costumes e atividades extracurriculares desses jovens, desempenho escolar, a utilização do telefone móvel, Internet e de videogames, bem como o abuso de substâncias tóxicas e seu relacionamento com sua família.

As conclusões deste estudo associaram um menor controle paterno e um uso mais intenso do computador e videogame com uma percentagem mais elevada de casos de intoxicação por álcool e consumo de substâncias tóxicas, como a cannabis. A pesquisa foi publicada na revista Atención Primaria e centra como foco especial a vulnerabilidade dos jovens, já que são os que passam a maior parte do tempo na frente do computador e são também mais expostos a abuso de substâncias tóxicas.

Queda do desempenho escolar

Note também que o aumento do uso de computadores e outros dispositivos tecnológicos afetam o desempenho acadêmico dos jovens. Assim, o desempenho escolar diminui, conforme aumenta o número de horas na frente da tela do computador.

Mais uma vez, os especialistas nos lembram dos perigos de gastar muito tempo em frente ao computador, especialmente no caso dos mais jovens. E, claro, não podemos esquecer que estes tipos de atividades tecnológicas também promovem um estilo de vida mais sedentário.

Passar muito tempo em frente ao computador, realmente não é uma boa ideia, pois como falamos, promove o sedentarismo e, segundo essa nova pesquisa, o aumento do uso de drogas. Além disso, é preciso saber a postura correta para ficar em frente ao computador por muito tempo, já que uma postura incorreta pode causar problemas na coluna e outras lesões como LER.

25 de novembro de 2015
Estudo revela que é possível redefinir nosso relógio biológico

As pessoas que trabalham em turnos ou por razões profissionais têm de viajar regularmente e sofrem as consequências de uma descompensação horária, sabem exatamente o que é o relógio biológico.

Em outras palavras, é o que marca nosso ritmo de vida, um relógio interno no nosso cérebro que determina quando chegou o momento de sair da cama, tomar café da manhã… O problema surge quando o nosso relógio biológico está fora de ajuste. É possível pressionar o botão de reset? De acordo com especialistas da Universidade de Quioto, sim, você pode.

Os investigadores da Universidade de Quioto têm mostrado que é possível alterar o relógio biológico a um novo fuso horário em apenas um dia. Definitivamente um grande achado para as pessoas que têm de trabalhar em turnos rotativos noturnos, mas também para aqueles que sofrem de jet lag.

De acordo com estes cientistas, há um relógio mestre em nosso cérebro que é responsável por manter em sintonia com o corpo, enviando a mensagem de que é hora de dormir ou levantar-se.

Neste sentido, as mudanças em nossos corpos são marcadas por padrões diferentes, tais como perturbações do sono ou fome. Padrões que são determinadas pelo número de horas de luz solar que estão em sintonia com o nosso relógio biológico. Ou seja, o nosso relógio interno utiliza a luz solar para manter a noção do tempo.

No entanto, essa descoberta permite aos investigadores obter um relógio biológico mais flexível. A chave está em um grupo de 10.000 células do cérebro que são responsáveis ​​por manter o controlo do tempo. Desta forma, ao interferir com os receptores destas células cerebrais, é possível adaptar o relógio biológico.

O relógio biológico regula todas as nossas atividades do dia, por isso, quando temos que fazer alguma alteração drástica em nossa rotina de vida, acabamos sofrendo consequências como cansaço, sonolência, irritabilidade, dor de cabeça ou mal-estar.

Os efeitos das mudanças de horários são aparentes até mesmo quando entramos no horário de verão, em que nosso corpo precisa de alguns dias para se adaptar.

20 de novembro de 2015
4 diferentes enfermidades com sintomas parecidos

Às vezes estamos tão apreensivos que acreditamos que estamos tendo um ataque cardíaco quando na verdade sofremos apenas de uma simples azia. Aprenda a distinguir 4 enfermidades com sintomas parecidos:

Azia: azia é causada pela ingestão de certos alimentos e é caracterizada por dor intensa na parte de cima do estômago. Se você costuma ter azia teste um antiácido ou sais de frutas para resolver o problema. E se muitas vezes acontece durante a noite, coloque um travesseiro mais alto.

Ataque cardíaco: vem em primeiro lugar com uma forte dor no centro do peito, mas é acompanhada de outros sintomas, como náuseas, tonturas e vômitos. A azia geralmente ocorre depois de comer, mas um ataque cardíaco pode ocorrer a qualquer momento, mesmo enquanto você dorme. Procurar um médico é a melhor prevenção.

Angina de peito: não é uma doença, mas um sintoma de falta de sangue para o músculo cardíaco. Caracteriza-se também por uma sensação de aperto e dor no peito e, às vezes em um braço. Visite seu médico e verifique seus hábitos: pare de fumar e coma saudável.

Ataque de ansiedade: é a coisa mais próxima de um ataque cardíaco. Muitas pessoas que tiveram um ataque de ansiedade aguda ou “ataque de pânico” dizem que o sentimento é o mesmo de sofrer um ataque cardíaco. Aperto forte no peito, sudorese, coração acelerado, tonturas… são os sintomas de um ataque de ansiedade. A diferença é que, um ataque cardíaco deixa a pessoa quase imóvel e a dor é mais intensa. Em um ataque de ansiedade não é possível para quieto, além da pessoa ficar muito nervosa. Consulte o seu médico, é possível que tenha que tomar algum ansiolítico.

Alguns problemas de saúde, tanto simples como mais complicados, têm muitas vezes sintomas parecidos e que podem assustar as pessoas quando os sentem. Como vimos, nem sempre pode ser o pior, mas em todas essas ocasiões, você deve consultar um médico para fazer uma avaliação exata da situação.

12 de novembro de 2015
Horário de verão: mocinho ou vilão?

A maioria concorda em um ponto: não é fácil se acostumar quando os relógios adiantam 1 hora. Parece pouco, mas não é. Principalmente na hora de levantar.


Temos um relógio interno que nos indica o andamento do tempo. Nosso organismo tem a incrível capacidade de se organizar de acordo com este tempo biológico. Sentimos fome com mais intensidade na hora do almoço e do jantar. O corpo pede para dormir à noite, geralmente na mesma hora, e nos acorda quando se sente suficientemente recuperado. Este tempo biológico gosta da rotina. Mais que isso: acostuma-se com a rotina. Assim, tendemos a acordar sempre na mesma hora.
Não é fácil acostumar-se a levantar uma hora mais cedo. Também não é fácil ir para a cama e dormir 1 hora mais cedo. O relógio biológico não tem a capacidade de mudar de uma hora para outra, literalmente. É mais lento. Leva uma média de 3 a 5 dias para se adaptar à nova rotina.


Até lá, veja quais são as dicas para facilitar sua vida sem ficar exausto e pouco produtivo no dia seguinte:


- Almoce e jante meia hora mais cedo que o habitual. Isso ajuda o corpo a entender que a rotina está mudando. Evite “beliscar” fora de hora. Isso é muito importante, pois o horário da alimentação ajuda a determinar o ritmo biológico.


- Coma leve nesta primeira semana. Muitas frutas, legumes e verduras. Peixe, frango ou carne, de preferência grelhados. Pouca fritura, massas ou doces. No almoço, esta orientação ajuda a evitar aquele “soninho” irresistível e fora de hora, ao longo do dia. À noite, comer leve é fundamental para que você tenha um sono mais tranquilo e profundo. Isso é decisivo na hora de acordar.


- Vá para a cama meia hora mais cedo que o habitual. Mesmo que você não esteja com sono. Tome um banho morno e rápido, apenas para relaxar, coloque um pijama leve e confortável e se deite. Evite eletrônicos na cama. TV inclusive. A luz que incide nos olhos dificulta a chegada do sono e desperta as emoções que precisam acalmar. Leia algo leve ou ouça uma música sossegada. Quando você menos esperar, o sono bate à porta.


- Quando o despertador tocar no dia seguinte, evite aquela “soneca” de mais alguns minutos. Esta soneca às vezes nos deixa mais cansados ainda. Não relaxa. Não descansa. Só nos lembra que temos que levantar. Por isso saia logo da cama e comece seu dia.

 

Dê tempo ao seu relógio biológico. Ele vai se acertar.

05 de agosto de 2015
Medicina Assistencial
(51) 3584 4500
Rua: 1° de Março, 357
Novo Hamburgo - RS
Medicina e Segurança do Trabalho
(51) 3584 4550
Rua: 1° de Março, 453
Novo Hamburgo - RS
2014 Prontomed. Todos os direitos reservados. WT AGÊNCIA